DESTAQUE

Casos de Homens de Preto foram investigados pelo governo

Por
11 de Dezembro de 2017
Casos envolvendo os misteriosos Homens de Preto chamaram a atenção do FBI
Créditos: Arquivo

Os Homens de Preto permanecem como um dos mistérios da Ufologia Mundial. Tão estranhas são suas aparições, principalmente as primeiras reportadas ainda nos anos 50, que o governo dos Estados Unidos chegou a investigar as ocorrências. O primeiro pesquisador da ufologia Mundial a denunciar esses personagens ameaçadores foi Albert Bender, que por pouco tempo chegou a liderar uma grande associação de pesquisa chamada International Flying Saucer Bureau (IFSB). Após uma série de fatos estranhos, contudo, Bender recebeu a visita de três homens vestindo ternos escuros que o aconselharam a abandonar as pesquisas. Aterrorizado ele encerrou as atividades de seu grupo, e esses eventos foram descritos no livro de Gray Barker They Knew Too Much About Flying Saucers, publicado em 1956. Barker ainda publicou em 1962 o livro escrito por Bender, Flying Saucers and the Three Men.

Quando o IFSB ainda estava ativo Bender enviou a Barker um pacote contendo cartões nos quais este último era identificado como investigador chefe do IFSB. Barker confirma que entregou alguns dos cartões a pessoas próximas, então foi para ele uma grande surpresa quando, em 28 de agosto de 1953 um agente do FBI o visitou, estando de posse de um desses cartões e fazendo perguntas a respeito. Gray Barker comentou que não fazia ideia de como o FBI havia obtido um dos cartões, e o agente questionou do que se tratava. Amedrontado Barker disse que era simplesmente uma organização de pesquisa de discos voadores, cujos membros se identificavam com aquele cartão. O agente então perguntou a respeito de um homem da Florida, cujo nome Barker não se recorda, que estava internado após um ataque de epilepsia e em cujos pertences estava o cartão de Gray Barker. Após o pesquisador dizer que não conhecia o homem o agente do FBI agradeceu e foi embora.

Gray Barker pensou a respeito e chegou à conclusão de que o suposto ataque de epilepsia poderia ter sido somente o pretexto para o FBI investigá-lo, a Bender e o IFSB. Barker escreveu para Bender descrevendo a experiência, e este respondeu: "Não sei por que o FBI está investigando. Certamente prova uma coisa, o governo está mais interessado nos discos voadores do que desconfiamos". Outra investigação envolvendo o FBI aconteceu a partir da correspondência que o órgão recebeu em 22 de novembro de 1958, quando um cidadão de Oklahuma City escreveu uma carta ao diretor da instituição, J. Edgar Hoover, afirmando que em periódicos de Ufologia havia sido publicada a informação de que agentes do FBI estavam intimidando pesquisadores, principalmente o próprio Albert Bender de Bridgeport, Connecticut. O autor da carta perguntava se isso era mesmo verdade, ao que Hoover respondeu que iria orientar o escritório de Oklahoma a investigar.

NÃO SÃO AGENTES DO GOVERNO

crédito: Arquivo
O livro de Gray Barker, They Knew Too Much About Flying Saucers
O livro de Gray Barker, They Knew Too Much About Flying Saucers

Foi obtida essa comunicação de Hoover para o escritório da cidade ordenando a investigação, e inclusive requerendo cópias dos periódicos de Ufologia mencionados. O escritório daquela cidade enviou um memorando, datado de 9 de dezembro de 1958, informando que o periódico em questão era o Saucerian Bulletin, publicado pelo já mencionado Gray Barker. O FBI apontou que o periódico indicava como sendo do órgão os três homens que silenciaram Albert Bender, além da Inteligência da Força Aérea e da CIA. Um mês depois, em 22 de janeiro de 1959, Hoover escreveu em um memorando que o FBI precisava de uma cópia do livro de Barker They Knew Too Much About Flying Saucers, recomendando um contato com a editora University Books, Inc., Illinois. Três semanas depois o livro estava nas mãos de J. Edgar Hoover, além de cópias da Space Review publicada por Albert Bender. O FBI descobriu que em seus arquivos nada constava a respeito do fato acontecido com Bender, e sobre a Space Review o órgão descobriu que somente tratava de discos voadores, sem relação com assuntos de Segurança Nacional. O pesquisador Nick Redfern descobriu que os arquivos liberados pelo FBI não mencionam a visita que Barker descreveu, e afirma que essas informações indicam que os três homens que intimidaram Albert Bender não eram do FBI.

Documento do FBI afirma que visitantes alienígenas vêm de outra dimensão

CIA manipulou estudos para obter controle sobre a questão ufológica

Escritor inglês teve assustador encontro com um Homem de Preto

Nick Redfern fala sobre Homens de Preto no aniversário da série de filmes

Rancho nos Estados Unidos palco de estranhos fenômenos está à venda

Documentário alega que Marilyn Monroe revelaria a verdade sobre os alienígenas

Saiba mais:

Livro: MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto

crédito: Revista UFO
MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto
MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto

Há um mistério que acompanha a Ufologia desde o início da Era Moderna dos Discos Voadores, em 1947, e que ainda resta ser decifrado. São os chamados homens de preto, também conhecidos como MIBs, do inglês men in black. Eles vêm há décadas surgindo em cenários de ocorrências ufológicas, muitas vezes apenas observando e noutras abordando com energia tanto testemunhas quanto pesquisadores destes fatos. MIB: Os Verdadeiros Homens de Preto disseca o assunto como nenhuma obra antes, e o faz sob o comando de um dos maiores especialistas no tema em todo o mundo, o ufólogo inglês naturalizado norte-americano Nick Redfern.

DVD: Pacote de DVDs do UFOZ 2015

Já está no ar a Edição 227 da Revista UFO. Aproveite!

Outubro de 2015

O que ocorrerá quando eles chegarem?