DESTAQUE

Caso Varginha: veja entrevista inédita com um dos médicos que teriam autopsiado a criatura capturada

Por
16 de Março de 2020
Et de Varginha, segundo descrição de testemunhas
Créditos: Revista UFO

Exclusivo e inédito: Pela primeira vez desde os eventos do Caso Varginha, foi entrevistado e gravado pelos pesquisadores João Marcelo Marques Rios, Marco Leal e Giordano Mazutti um dos médicos que teria participado da autópsia de uma das criaturas capturadas em Varginha em 20 de janeiro de 1996.

 

O Caso Varginha é um dos mais importantes e conhecidos do Brasil e do mundo. Embora haja uma visão cômica dos eventos por parte da imprensa e, portanto, da população, o que houve na cidade mineira foram ocorrências sérias, que envolveram policiais militares, bombeiros e soldados e oficiais do Exército.

Além disso, há fortes indicações de que militares e cientistas dos Estados Unidos também estiveram envolvidos no caso nas semanas e meses seguintes ao caso, e que esse envolvimento se deu como parte de um acordo com o governo de nosso país à época.

 Autópsia em Campinas


Uma das criaturas teria sido autopsiada em dependências secretas da Unicamp

Uma das alegações que circularam naquele momento era a de que pelo menos uma das criaturas havia sido levada para a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde teria sido autopsiada em instalações reservadas, existentes no subsolo da instituição.

Como sempre acontece em casos ufológicos, só há uma maneira de se separar a verdade da mentira, e ela se chama pesquisa de campo. Opiniões sem pesquisa são apenas opiniões, e não se pode tomar o parecer ou declaração de alguém como verdade, sem uma boa investigação sobre o que foi alegado.

Esse posicionamento, abraçado pelos ufólogos João Marcelo Marques Rios, Marco Leal e Giordano Mazutti – os dois primeiros ligados à Revista UFO –, os tem levado a percorrer vários estados e muitos quilômetros em busca de pistas, evidências e testemunhas.

 

Entrevista inédita


Doutor Konradin Metze. Crédito: João Marcelo Marques Rios

“Como fruto de nossa investigação, conduzida desde 2016, localizamos e contatamos o cientista e professor doutor da Unicamp Konradin Metze”, diz Rios.

O médico alemão naturalizado brasileiro tem trabalhos científicos publicados no Brasil e exterior, e vem sendo apontado, desde 1996 como um dos especialistas da Unicamp que teriam autopsiado uma das criaturas de origem desconhecida capturadas na cidade.

Conforme nos explica o ufólogo, “Para nossa surpresa Metze nos informou que éramos os primeiros a procurá-lo desde os fatos ocorridos em 1996, para ouvir sua versão da história. Por entender que fazíamos um trabalho sério, procurando ouvir a todos, concordou em nos receber para uma entrevista e também que a mesma fosse divulgada”.

Declarações surpreendentes


Militares brasileiros e a critura captura em Varginha

Assim, no dia 14 de maio de 2019, o ufólogo Marco Leal gravou a entrevista inédita que divulgamos agora na íntegra e legendada.

Apesar de negar seu envolvimento, Metze deu declarações curiosas e surpreendentes, demonstrou conhecimento de Ufologia, e entre outras coisas disse que como cientista adoraria ter feito tal autópsia.

Segundo o médico, ele não tem como provar que não participou de algo secreto, e que em razão disso teria que negar envolvimento no caso. Por fim, diz que não processou os ufólogos que envolveram seu nome nos acontecimentos por entender que fora sempre citado como sendo um grande cientista e não de forma pejorativa.

 A pesquisa sobre Varginha continua.

Assista, abaixo, a entrevista inédita e exclusiva com o doutor Konradin Metze:

Já está no ar a Edição 244 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2017

Eles já estão aqui