DESTAQUE

Caso Rendlesham: Testemunha revela fotos de globo luminoso na floresta

Por
07 de Maio de 2021
O caso Rendlesham contou com uma equipe de militares que analisou e fez anotações in loco de um UFO na floresta.
Créditos: GettyImages

A floresta Rendlesham, em Suffolk, chamou a atenção dos caçadores de UFOs na década de 80 quando militares dos Estados Unidos estacionados lá alegaram ter testemunhado algumas luzes brilhantes misteriosas e um objeto triangular no local por várias noites. O incidente não foi considerado como uma ameaça significativa pelas autoridades de defesa.

O incidente da floresta Rendlesham deu uma nova guinada: fotos supostamente mostrando o mesmo UFO avistado pela equipe do Coronel Charles Halt, vice-comandante da base Bentwaters, da Royal Air Force (RAF) localizada perto da dita floresta, surgiram online. Uma testemunha, conhecida apenas como “John The Poacher”, compartilhou as fotos em preto e branco através do site UFO Casebook, supostamente mostrando um misterioso objeto redondo pairando na floresta na noite de 28 de dezembro de 1980.

O homem disse que estava a apenas 200m de um grupo de militares americanos liderados por Halt, quando ele obteve as imagens bombásticas na floresta de Rendlesham, depois de ter caçado ilegalmente naquele dia. Militares das duas bases da OTAN em Suffolk, RAF Woodbridge e RAF Bentwaters, foram os primeiros a compartilhar relatos enigmáticos de luzes misteriosas e um objeto brilhante em movimento rápido que estava passando pela floresta no início da manhã de 26 de dezembro e depois na noite de 28 de dezembro, quando o coronel Halt saiu para investigar a estranha ocorrência.


Acima, a primeira foto do UFO de Rendlsham, no meio da floresta.
Fonte: ufocasebook.com

Halt detalhou seu relato em um famoso memorando para o Ministério da Defesa do Reino Unido (MoD), que ficou sem resposta. O coronel, desde então, criticou as autoridades por encobrir o que ele alegou ser um avistamento extraterrestre. O caçador parece ter corroborado o relato dos militares dos Estados Unidos. Ele diz que manteve essa informação em segredo por mais de quatro décadas. Ele disse: “Quando eu era mais jovem, eu era um caçador ilegal, morava muito perto da floresta Rendlesham e frequentemente ia caçar furtivamente por lá. Então, em 28 de dezembro 1980, eu estava na floresta caçando.”

“Agora, tenha isso em mente: antes desse encontro eu vi e ouvi muitas coisas estranhas naquela floresta. Eu poderia contar histórias que iriam te causar arrepios. Então toda vez que eu ia caçar, sempre levava minha câmera, sempre na esperança de capturar alguma evidência”, continuou. Ele ainda disse sobre o objeto capturado por sua câmera: “Parecia com um globo vermelho do tamanho de uma bola de basquete. Ele tinha um centro preto como uma pupila e parecia um olho piscando para você, assim como Halt explicou. Estava ziguezagueando entre as árvores. Era estranho e me assustou. Muito estranho, cara. Eu o vi antes de Halt. Ele passou por mim primeiro.”


À esquerda, o UFO se deslocando pela floresta. À direita, o momento em que o outro UFO solta feixes de luz em direção ao chão. Mais fotos podem ser vistas clicando aqui.
Fonte: ufocasebook.com

Ele então acrescentou que não foi o único encontro naquela noite: “Halt e sua equipe estavam a cerca de 200m de distância. Eu podia ouvir todo o barulho. Mais tarde eu vi outro UFO, que estava disparando feixes de luz para o chão, definitivamente procurando por algo, Deus sabe o quê.”

“No entanto, não se pode dizer com certeza se as fotos são genuínas antes de mais informações sobre o tipo de câmera e filme serem revelados”, analistas disseram ao jornal The Sun, do Reino Unido. Mas a testemunha anônima está confiante sobre sua “verdade”. Ele escreveu para o site, mantendo em segredo sua identidade: “Depois que isso aconteceu, fui seguido por semanas, tive meu telefone grampeado. Foi assustador.” Seriam suas fotos mesmo genuínas ou se trataria apenas de uma pessoa buscando atenção, se aproveitando da recente onda de desacobertamento ufológico?

Fonte

Já está no ar a Edição 275 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2019

Neguentropia ufológica