DESTAQUE

Caso Bariloche completa 21 anos

Por
15 de Agosto de 2016
Boeing 727 da Aerolineas Argentinas, semelhante ao que protagonizou um impressionante avistamento em 1995
Créditos: Arquivo

Recentemente foi lembrado o aniversário de 21 anos de um dos mais importantes casos ufológicos da Argentina. Em 31 de julho de 1995 um Boeing 727 da Aerolineas Argentinas, fazendo o Voo 674, envolveu-se em um impressionante avistamento ufológico do qual também foi testemunha a tripulação de um Piper Cheyenne, da Gendarmeria Argentina. O voo comercial era comandado por Jorge Polanco, que por volta de 20h00 estava realizando a aproximação final do Aeroporto de Bariloche, quando surgiu um objeto luminoso a príncípio pálido, mas que rapidamente aumentou sua luminosidade, colocando-se imediatamente à frente do 727.

O piloto chamou com urgência a torre de controle, que surpreendentemente avisou que não captava qualquer objeto não identificado nas proximidades. O UFO acompanhou o Boeing por 17 minutos, período em que foi também observado pelos tripulantes do Cheyenne da Gendarmeria. Um dos fatos mais estarrecedores do acontecimento é que Bariloche sofreu um blecaute, ficando às escuras entre 20h17 e 20h31. Nesse meio tempo, o Boeing com 102 passageiros e 3 tripulantes era literalmente escoltado pelo UFO a uma altitude de 3.000 metros, e iniciava sua descida final para o pouso no aeroporto.

O capitão Polanco descreve: "Quando estávamos a 15 minutos do pouso, a cerca de 64 km de distância, a torre autorizou a aproximação por instrumentos. Descemos então de 12.000 para 3.000 metros, e fomos avisados sobre o blecaute, quando nos pediram para aguardar a autorização para a descida final. Quando iniciamos a manobra percebi uma luz branca em curso de colisão conosco, e que parou a cerca de 100 metros de distância. Quando iniciamos nossa descida, o UFO fez uma curva estranha e nos acompanhou, mantendo a distância de 100 metros". Os instrumentos do 727 não sofreram interferência, mas Polanco afirma que o UFO mudou de cor, exibindo duas luzes em suas extremidades e uma laranja no centro, aparentando ter o tamanho de um avião de passageiros.

DESTAQUE NA UFOLOGIA MUNDIAL

crédito: Inexplicata
O caso teve grande repercussão na imprensa
O caso teve grande repercussão na imprensa

O capitão Polanco percebeu a aeronave da Gendarmeria a cerca de 600 metros de distância, enquanto ele seguia em sua aproximação ao aeroporto. Contudo, já com a pista de pouso à vista, as luzes desta piscaram, fazendo com que o piloto arremetesse para novamente subir a 3.000 metros. A torre de controle informou que seus instrumentos haviam falhado, ao passo que o UFO subiu a impressionante velocidade quando o 727 arremeteu, aguardando-o à mesma altitude de 3.000 metros. Após alguns minutos o Voo 674 obteve nova permissão de pousar, e Polanco se recorda de que, com seu avião já em solo, ele observou o UFO subir em velocidade vertiginosa. O comandante diz que o piloto do avião da Gendarmeria acompanhou o UFO desaparecer na região de Cerro Otto. O capitão Polanco se dirigiu para a torre quando encontrou o major Jorge Luis Oviedo, que estava no centro de controle e afirmou não conseguir acreditar no que havia visto.

O Cheyenne da Gendarmeria era pilotado por Rubén Cipazyk e trazia ainda o comandante Joan Domingo Gantán. Este afirmou: "A cerca de 300 metros sobre o lago Nahuel Huapi vimos uma luz amarelo-âmbar que aumentava e diminuía seu brilho conforme voava ao longo da Cordilheira em alta velocidade". Cipazuk entrou em contato pelo rádio com o capitão Polanco durante o avistamento, dizendo: "Estou vendo uma luz à sua direita e não sei o que é, mas está seguindo você". Polanco completa: "O caso teve impacto considerável na imprensa do mundo todo. Fui entrevistado até por especialistas da NASA. Foi o caso mais real, sólido e espetacular".

Assista a um vídeo sobre o Caso Bariloche

Duas aeronaves encontram um disco voador em pleno voo

Avião teve encontro assustador com UFO em 1967

Avião de passageiros quase colidiu com UFO

Há relação entre aviões secretos e tecnologia extraterrestre?

Ex-agente do governo norte-americado aponta a necessidade de estudo científico dos UFOs

A Noite Oficial dos UFOs no Brasil é destaque na televisão

Saiba mais:

Livro: Terra Vigiada

crédito: Revista UFO
Terra Vigiada
Terra Vigiada

Terra Vigiada não é um livro comum, mas um verdadeiro dossiê fartamente documentado que comprova que inteligências extraterrestres observam e monitoram nossos arsenais atômicos. O livro contém dezenas de depoimentos prestados por militares norte-americanos que testemunharam a manifestação de discos voadores sobre áreas de testes nucleares, nas décadas de 40 a 70, comprovando que outras espécies cósmicas mantêm nossas atividades bélicas sob severa e contínua vigilância. Hastings vai mais além e mostra em Terra Vigiada que não é incomum discos voadores interferirem nos experimentos de lançamento, muitas vezes inutilizando as ogivas nucleares a serem detonadas, ou sobrevoarem silos de mísseis armados.

DVD: A Revelação do Fenômeno UFO

Já está no ar a Edição 219 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2015

Claro, eles voltaram!

UPDATED CACHE