DESTAQUE

Caso argentino de suposta abdução vira investigação criminal e esquenta os rumores de sua veracidade

Por
16 de Dezembro de 2021
O caso de suposto sequestro alienígena está gerando muito alvoroço.
Créditos: GettyImages

Poucos casos de supostos sequestros ufológicos receberam tanta atenção quanto o que ocorreu em uma pequena cidade argentina há menos de um mês. Menos ainda têm recebido tanta atenção do governo como o caso de Irma Rick, de Jacinto Araúz, em La Pampa, Argentina, ocorrido há cerca de um mês.

Irma desapareceu misteriosamente depois de ouvir um barulho alto e ver uma luz brilhante. Ela foi encontrada 24 horas depois, a 65Km de distância, sem se lembrar de mais nada, mas ainda com seu celular. Se ela foi abduzida por um UFO, aquele celular poderia ser o primeiro a ter estado em uma nave extraterrestre. Nenhum governo estaria interessado em colocar as mãos nisso?

“Interveio a 3ª Comarca de General Acha (La Pampa) como órgão competente no presente caso. O doutor Juan Bautista Méndez assumiu o caso no tribunal de primeira instância, mas dentro de alguns dias, a continuidade da investigação coube à doutora Maria Virginia Antón, procuradora adjunta, que foi elevada ao cargo em junho de 2021.”

O responsável pelo caso de abdução alienígena de Irma Rick é Luis Burgos, um conhecido ufólogo sul-americano. Após sua investigação inicial, ele se concentrou no celular, que seria a prova em qualquer caso de desaparecimento. Burgos conseguiu entrevistar a doutora Maria Virginia, que lhe deu algumas respostas interessantes e algumas decepcionantes:

  • A investigação visa afastar todos os “suspeitos” que o evento possa ter tido: Abuso conjugal, sequestro, extorsão, lesão corporal etc.;
  • O smartphone de Irma Rick está nas mãos do judiciário a pedido da doutora Maria Virginia Antón;
  • No início, circulou uma história sobre o smartphone do marido de Irma Rick também ter sido levado. A doutora Maria Virginia Antón negou;
  • Um relatório médico foi anexado à causa da ação;
  • Em princípio, ainda não foi anexado o relatório de uma equipe interdisciplinar que visitou a protagonista;
  • O laudo pericial sobre o infame smartphone deve ficar pronto até fevereiro/março de 2022, pois o assunto é demorado e o recesso judicial começa em janeiro;
  • Os resultados da investigação pericial não serão divulgados publicamente.


Ninguém se importa ou estariam escondendo alguma coisa?
Fonte: GettyImages

O departamento de Maria Virginia tem o telefone de Irma e parece estar tratando o caso primeiro como criminal, mas manterá todos os resultados privados. Luis Burgos não parece satisfeito com essas respostas. Ele observa em seu site que a área de La Pampa é um ponto conhecido de UFOs e o caso de Irma Rick é apenas o mais recente em uma longa série de ocorrências incomuns relacionadas a UFOs lá. Ele também teme que seja ignorado como tantos outros incidentes de La Pampa no passado.

“E isso nos faz pensar... se o caso de Irma Rick desmoronar, desaparecer ou se tornar incerto, isso muda os históricos de casos pampeanos em alguma extensão?” Burgos espera, em vez disso, que o governo tome seu tempo e “(...) o caso Irma Rick sirva para abrir um precedente no assunto de sequestros e testemunhas ufológicas, tendo smartphones como ferramenta.” Será? Esperamos que Luis Burgos continue o excelente trabalho e nos mantenha informados.

Fonte

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos