DESTAQUE

Bill Clinton enviou oficiais para ver se havia alienígenas na Área 51

Por
27 de Junho de 2022
O ex-presidente Bill Clinton afirmou ter pedido para investigar a Área 51.
Créditos: GettyImages

Bill Clinton revelou em um talk show noturno e deu detalhes sobre como ele ordenou uma investigação da Área 51 por agentes federais para procurar evidências de extraterrestres e naves alienígenas.

Com essa revelação e o que ele fez no passado, pode-se argumentar que Bill Clinton e membros de seu governo fizeram mais para avançar na investigação do governo sobre UFOs e eventual divulgação (pelo menos parcialmente) do que qualquer outro presidente dos Estados Unidos. “Eu disse que temos que descobrir como vamos lidar com isso porque é onde fazemos muitas pesquisas de invisibilidade em termos de tecnologia, como voar em aviões que não são captados por radar e tudo mais.” O ex-presidente Bill Clinton foi convidado no The Late Late Show with James Corden, onde foi indagado sobre o que pensava sobre a existência de vida extraterrestre e UFOs.

“Nós fizemos todos os esforços para descobrir tudo sobre Roswell. Nós até enviamos pessoas para a Área 51 para garantir que não houvesse alienígenas lá”, respondeu. A outra parte nesse “nós” a que Clinton se referiu é seu ex-chefe de gabinete John Podesta – um defensor de longa data da divulgação completa dos arquivos ufológicos do governo. Frustrantemente, Podesta, que também era o gerente da campanha eleitoral de Hillary Clinton em 2020, nunca deu nenhuma indicação de que ele realmente ordenou investigações ou exigiu que os arquivos fossem divulgados, mesmo que apenas escondidos em um armazém secreto quando ninguém estava olhando. Clinton revelou agora que ele mesmo ordenou uma investigação da Área 51.

No entanto, a pessoa que conduziu essa investigação pessoalmente não foi John Podesta, mas o conselheiro de segurança nacional Sandy Berger. O falecido Berger foi posteriormente investigado e finalmente condenado pela remoção não autorizada de documentos classificados em 2003 de um Arquivo Nacional, recebendo uma multa e uma liberdade condicional de dois anos. Berger também roubou alguns documentos ou fez fotos clandestinas do que viu na Área 51. “Mas não há alienígenas, que eu saiba”, continuou. Embora ele tenha dito que a investigação de Berger não tenha encontrado evidências de extraterrestres na Área 51, os interesses de Clinton e Podesta no assunto continuaram depois que ele deixou o cargo.


Assista acima à entrevista com o ex-presidente Bill Clinton.
Fonte: The Late Late Show with James Corden

Na entrevista a Corden, o ex-presidente contou uma visita que ele e sua esposa fizeram ao Observatório WM Keck, no Havaí, onde viram (e possivelmente espiaram) os telescópios Keck 1 e Keck 2, dois dos maiores do mundo. Durante essa visita, ele fez a um dos astrônomos a pergunta desconfortável sobre a existência de vida alienígena. “Ele disse que temos grandes discussões. Ele disse, ‘há aqueles de nós que pensam que é 85% provável e aqueles de nós que pensam que é 95% provável.’ E são pessoas que passam a vida fazendo isso.” Clinton disse que os astrônomos do Observatório Keck lhe disseram que é "muito improvável" que não haja vida em nenhum outro lugar do universo.

O que é mais importante notar é que Hillary Clinton estava lá. Ela participou de talvez a mais intensa campanha ufológica na história dos Estados Unidos, se não do mundo, em 2016. Ela prometeu que ela e seu gerente de campanha, o sempre curioso John Podesta, finalmente dariam algumas respostas. Como todos sabemos, ela perdeu a eleição e Podesta perdeu o que possivelmente foi sua última oportunidade de liberar os arquivos ufológicos.

“Existem muitos mistérios por aí e é por isso que acho que devemos cuidar deste planeta. Acho que devemos nos agarrar a isso, se pudermos. Mas também acho que deve nos manter humildes.” O ex-presidente Clinton terminou sua entrevista redirecionando a discussão sobre a procura de extraterrestres com um apelo para olhar para os humanos e o que nós estamos fazendo para preservar o único planeta conhecido com formas de vida nele – a Terra. Ele está certo, é claro, mas também é decepcionante que tantas dessas pessoas em posições onde poderiam ordenar, exigir, persuadir ou roubar secretamente os arquivos que poderiam provar ou refutar que os UFOs são as naves espaciais de extraterrestres, ou que sinais de vida já foram encontrados, ou que mensagens foram recebidas e confirmadas de civilizações inteligentes, estão de mãos atadas.

Fonte

Já está no ar a Edição 287 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2022

A noite oficial dos UFOs no Brasil