DESTAQUE

Base na Lua e cidades em Marte: Elon Musk e a NASA atacam novamente

Por
12 de Junho de 2020
Projeto da Base Lunas Alpha
Créditos: SpaceX

O ano de 2020 ficará marcado como o ano das grandes mudanças, e não apenas por causa da pandemia, embora também por ela. O que estamos vendo é o resultado de muitos anos de estudos em tecnologia dando frutos concretos em diversas áreas, inclusive na exploração espacial.

Starship, o foguete gigante da SpaceX projetado para enviar os primeiros humanos a Marte, poderá desempenhar um papel fundamental na criação de uma base permanente na Lua. O projeto, porém, precisa de ajustes, mas ele vai acontecer, garante Elon Musk

Na terça-feira, dia 09 de junho, o CEO da SpaceX Elon Musk explicou como a espaçonave Starship precisaria sofrer algumas adaptações para pousar na Lua. 

Diferentemente dos foguetes retornáveis Falcon-9 e Falcon Heavy usados em lançamentos de satélites e para enviarem astronautas para a estação espacial, as Starship padrão também seriam usadas para missões tripuladas a Marte.

 

Ajustes necessários


O foguete Starship Crésito: SpaceX

Escrevendo em sua página do Twitter em resposta ao YouTuber Tim Dodd, Musk observou alguns ajustes para essas naves especiais em relação à Lua. "Estamos trabalhando em novas pernas. Com abertura mais ampla e capazes de se nivelar automaticamente. Importante para inclinar-se contra o vento ou pousar em superfícies rochosas e acidentadas".

Musk também explicou como, com um objetivo diferente em mente em relação a outras Starship, aquelas destinadas à Lua podem se dar ao luxo de abandonar algumas de suas outras comodidades:

"Os propulsores dianteiros devem estabilizar a nave ao aterrissar com ventos fortes. Se o objetivo é enviar o máximo de carga útil à Lua, não é necessário nenhum protetor contra aquecimento ou grandes pacotes de propulsores a gás".

Ele também sugeriu que as naves poderiam ajudar a construir uma nova base lunar: "Não há necessidade de trazer as primeiras naves de volta. Elaes podem servir como parte da base Alfa da Lua", escreveu Musk

 

Mudando a exploração espacial


Ônibus Espacial Atlantis da NASA, em lançamento de 1988. Os ônibus espaciais foram aposentados em 2011.
Crédito: NASA

É uma iniciativa empolgante para o projeto Starship, idealizado para cobrir praticamente todas as missões mais ambiciosas da SpaceX nos próximos anos. A nave de aço inoxidável, atualmente em desenvolvimento no Texas, foi projetada para enviar até 150 tons de carga ou 100 pessoas ao espaço por vez. 

É totalmente reutilizável e usa oxigênio líquido e metano como combustível. Isso significa que os humanos podem voar para Marte, reabastecer usando os recursos do planeta e voar para casa usando a mesma nave.

Musk deixou claro suas intenções de enviar as primeiras naves para Marte até 2022, com o objetivo de estabelecer uma cidade no Planeta Vermelho antes de 2050. Mas a SpaceX também tem planos de alcançar a Lua. 

 

Parceria com a NASA


Capsula Crew Dragon, da Space X, atracando na Esatção Espacial Internacional (ISS)
Crédito: NASA

Paul Wooster, o principal engenheiro de desenvolvimento de Marte da SpaceX, disse em outubro de 2019 que a empresa pode construir uma base na Lua ao mesmo tempo em que constrói uma em Marte.

A SpaceX pode ter a chance de colocar seus planos para a espaçonave lunar em ação em breve. O administrador da NASA Jim Bridenstine declarou via Twitter, na segunda-feira, que a agência "mais uma vez" convidará empresas privadas a participar de seus planos para uma base lunar.

A proposta faz parte do programa Artemis, um plano que também inclui o retorno de humanos à Lua. Já se espera que a SpaceX participe da Artemis usando sua cápsula Dragon XL para apoiar o Lunar Gateway orbitando a Lua.

Fonte:  Inverse.com 

Assista, abaixo, dois videos sobre a exploração de Marte e da Lua:

Já está no ar a Edição 277 da Revista UFO. Aproveite!

Fevereiro de 2020

UFOs no espaço até a Lua