DESTAQUE

Avião espanhol precisou fazer pouso de emergência devido a um UFO

Por
03 de Novembro de 2016
Um Super Caravelle da TAE, semelhante ao protagonista de um dos mais importantes casos da Ufologia Espanhola
Créditos: Arquivo

Aconteceu em 11 de novembro de 1979 o caso que é considerado um dos mais importantes já ocorridos na Espanha. Um jato Super Caravelle, da extinta companhia aérea TAE, decolou normalmente às 22h47 do Aeroporto Sant Joan, em Palma de Mallorca, com destino a Los Rodeos, em Tenerife. Havia 109 passageiros a bordo e o comandante era Javier Lerdo de Tejada, com 14 anos de experiência e mais de 8.000 horas de voo, acompanhado pelo copiloto Ramón Zuazu, com experiência de 3.000 horas de voo.

O avião sobrevoava a ilha de Ibiza, quase no meio do Mediterrâneo, quando receberam um sinal no canal de emergência do rádio. O controle aéreo de El Prat, Barcelona, avisou sobre um possível voo próximo deles e o comandante apagou as luzes da cabine para ver melhor. Foi nesse momento que a tripulação observou luzes vermelhas ao lado esquerdo da aeronave, parecendo se aproximar a grande velocidade. Tejada realizou uma série de contatos com o controle de Barcelona, pedindo confirmação de tráfego aéreo nas proximidades, porém foi respondido que não havia qualquer sinal de outras aeronaves nas proximidades.

As luzes vermelhas se aproximaram, subindo e descendo, no que foi descrito pelas testemunhas como comportamento inteligente. O piloto decidiu subir para cerca de 8.400 m e com o aumento da velocidade do Super Caravelle parecia que havia deixado as luzes para trás. Contudo, as luzes vermelhas tornaram a se aproximar, agora diante do avião, como se o perseguissem. Nas gravações das comunicações via rádio, disponíveis nos links abaixo, percebe-se que esse foi o momento mais tenso de toda a ocorrência. Tejada decidiu então realizar um pouso de emergência em Valencia, no aeroporto de Manises, daí resultando a designação pela qual essa ocorrência ufológica ficou conhecida.

TESTEMUNHAS EM SOLO E PERSEGUIÇÃO POR CAÇA

crédito: Arquivo
Reportagens na imprensa na época garantiram ao caso uma grande cobertura
Reportagens na imprensa na época garantiram ao caso uma grande cobertura

Mesmo com a mudança na rota o UFO continuou seguindo o avião e suas luzes vermelhas puderam ainda ser vistas pairando sobre o aeroporto de Manises por um bom tempo. O chefe de segurança do local, Salvador Tomás, admitiu tê-las visto e as investigações revelaram que também foram testemunhas várias pessoas do serviço do aeroporto, técnicos da torre de controle e mesmo militares da Base Aérea de Manises. Um caça Mirage F-1 foi lançado a partir da Base Aérea de Los Llanos, em Albacete, e seu piloto igualmente observou as luzes sobre Manises. O UFO acabou seguindo rumo norte e o caça o perseguiu até Zaragoza. Ali o piloto recebeu permissão para superar a velocidade do som e por alguns segundos o piloto pôde observar o formato de sino do UFO. Este, entretanto, subitamente acelerou com velocidade impressionante e desapareceu.

Ouça a conversa entre o comandante Tejada e o controle de voo

Fernando Cámara, piloto do Mirage F-1, descreve sua experiência

Confira um vídeo sobre o Caso Manises

Avião quase colidiu com UFO triangular sobre oceano

Dois casos envolvendo pilotos e UFOs na Argentina em 1974

Pilotos falaram sobre avistamentos de UFOs na FIDAE

Pilotos têm encontro com UFO em Rio Grande, Argentina

Piloto perseguiu UFO em 1957

Completam-se 20 anos do Caso Haroldo Westendorff

Oscar Santa Maria: um piloto à caça de UFOs

Saiba mais:

Livro: Terra Vigiada

crédito: Revista UFO
Terra Vigiada
Terra Vigiada

Terra Vigiada não é um livro comum, mas um verdadeiro dossiê fartamente documentado que comprova que inteligências extraterrestres observam e monitoram nossos arsenais atômicos. O livro contém dezenas de depoimentos prestados por militares norte-americanos que testemunharam a manifestação de discos voadores sobre áreas de testes nucleares, nas décadas de 40 a 70, comprovando que outras espécies cósmicas mantêm nossas atividades bélicas sob severa e contínua vigilância. Hastings vai mais além e mostra em Terra Vigiada que não é incomum discos voadores interferirem nos experimentos de lançamento, muitas vezes inutilizando as ogivas nucleares a serem detonadas, ou sobrevoarem silos de mísseis armados.

DVD: UFO Coverup Live!

Já está no ar a Edição 219 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2015

Claro, eles voltaram!