DESTAQUE

Avião espacial completa 600 dias de missão em órbita

Por
14 de Janeiro de 2017
O X-37B após o final de uma de suas missões
Créditos: USAF/Boeing

Lançado em 20 de maio de 2015 por um foguete United Launch Alliance Atlas V, a partir da Estação da Força Aérea em Cabo Canaveral, na Florida, o segundo exemplar do Boeing X-37B acaba de completar 600 dias em sua missão em órbita da Terra. Esta é a quarta missão do programa, identificada pela sigla OTV-4 (OTV é a sigla em inglês para Veículo de Teste Orbital), e se persistir por mais 74 dias quebrará o recorde estabelecido pela missão OTV-3, de 675 dias em órbita de 11 de dezembro de 2012 a 17 de outubro de 2014.

As missões do avião espacial robotizado X-37B tiveram início em 22 de abril de 2010, na missão OTV-1 concluída em 03 de dezembro do mesmo ano após 224 dias. A OTV-2 durou 468 dias, de 05 de março de 2011 a 16 de junho de 2012, seguida pela já mencionada OTV-3. As três missões anteriores tiveram o pouso realizado na Base da Força Aérea de Vandenberg na Califórnia, porém uma antiga instalação destinada aos ônibus espaciais no Centro Espacial Kennedy na Florida foi transformada na Instalação de Processamento Orbital (OPF-1), sendo de acordo com a Força Aérea Norte-Americana (USAF) capaz de aterrissar, recuperar, reabastecer e relançar o X-27B com autonomia.

O desenvolvimento do drone é feito pela Boeing Sistemas de Inteligência e Espaço em El Segundo, na Califórnia, base da Boeing para todos os sistemas experimentais e espaciais, além de satélites comerciais e para o governo. O X-37B existe em dois exemplares, e a OTV-4 é a segunda missão do segundo exemplar. O veículo robótico mede 8,8 m de comprimento e 2,9 m de altura, com envergadura das asas de 4,6 m. Por comparação, os aposentados ônibus espaciais mediam 37 m de comprimento por 24 m de envergadura, e o compartimento de carga do X-37B tem tamanho comparável ao de uma picape. O avião robô pesa 4.990 kg no momento da decolagem, e é alimentado em órbita por paineis solares e baterias de lítio.

CARGAS E MISSÕES CONFIDENCIAIS

A OTV-4 é a primeira missão do X-37B no qual alguns detalhes sobre sua carga foram revelados. Um exemplo é um motor XR-5A Hall da Aerojet Rocketdyne, que realizou de forma bem sucedida um teste de validação orbital. A bordo também segue um experimento da NASA sobre materiais avançados. A USAF afirma que as missões do X-37B se destinam a esse tipo de testes, além do desenvolvimento de tecnologias para espaçonaves reutilizáveis. Winston Beuchamp, subsecretário da Força Aérea para o espaço, afirmou que o robô é uma plataforma muito útil para testar todo tipo de equipamento espacial. Perguntado a respeito da possível construção de mais exemplares do X-37B, ele afirmou que os dois modelos atuais preenchem as necessidades da USAF.

Visite o site do X-37B da USAF

X-37B será lançado novamente em maio

Avião espacial secreto bate recorde em missão

VANT X-47B realiza primeiro pouso em porta-aviões

CIA desenvolveu VANTs na Área 51

Novo projeto de avião espacial militar dos Estados Unidos

Saiba mais:

Livro: OSNIs: Segredos dos Russos

DVD: Revelando os Segredos da Área 51

crédito: Revista UFO
Revelando os Segredos da Área 51
Revelando os Segredos da Área 51

A instalação militar mais secreta e protegida do mundo é, reconhecidamente, a Área 51, que fica no Deserto do Nevada, Estados Unidos. É nela que o governo norte-americano esconde naves extraterrestres acidentadas que consegue resgatar, assim como seus tripulantes, vivos ou mortos. A Área 51 guarda segredos inconfessáveis em prédios subterrâneos com centenas de metros, como a desmontagem e reconstrução das naves resgatadas após acidentes. Este documentário é uma mega produção com filmagens e depoimentos impressionantes sobre o local.

Já está no ar a Edição 161 da Revista UFO. Aproveite!

Janeiro de 2010

Eles estão de volta, e ainda mais desafiadores

UPDATED CACHE