DESTAQUE

Astrônomos descobrem um imenso aglomerado de galáxias sobre o polo sul da Terra

Por
10 de Julho de 2020
Uma visualização mostrando a Muralha do Pólo Sul, um grande aglomerado de galáxias perto da parte mais ao sul do céu.
Créditos: D. Pomarede, RB Tully, R. Graziani, H. Courtois, Y. Hoffman, J. Lezmy

Todos nós sabemos que o universo é enorme, misterioso e que provavelmente esteja repleto de planetas diferentes da Terra. Mas nós conhecemos muito pouco sobre isso, e essas são algumas das razões que afastam a ciência da Ufologia, a imensidão do cosmos e o pouco que sabemos sobre ele. Agora descobrimos um pouco mais.

 A Ufologia está sempre em busca de confirmação para as informações que são fornecidas por pessoas que alegam ter tido contato com seres alienígenas, e a única maneira de fazer é recorrendo ao conhecimento científico que temos sobre uma série de assuntos.

E agora nosso conhecimento acabou de aumentar, abrindo mais possibilidades de pesquisa. Novíssimos mapas 3D do universo revelaram uma das maiores estruturas cósmicas já encontradas, uma parede quase inconcebível que se estende por 1,4 bilhão de anos-luz contendo centenas de milhares de galáxias.

Sim, você leu certo, centenas de milhares de galáxias. A estrutura, batizada de Muralha do Polo Sul, tem se escondido à vista de todos, permanecendo sem ser detectada até agora.

Isso porque grande parte dela fica a meio bilhão de anos-luz de distância, atrás de nossa brilhante Via Láctea.  A Muralha do Polo Sul rivaliza em tamanho com a Grande Muralha Sloan, a sexta maior estrutura cósmica já descoberta. 

Só para que se tenha uma ideia do tamanho desse aglomerado, um ano-luz tem aproximadamente 9 trilhões de km, o chega a ser inimaginável para nós. Calculem o tamanho dessa Muralha.

 

O que tem no universo

 
Um mapa do universo feito com raios-X  Crédito Jeremy Sanders 

Os astrônomos há muito tempo notam que as galáxias não estão espalhadas aleatoriamente pelo universo, mas se agrupam no que é conhecido como teia cósmica, enormes cadeias de gás hidrogênio nas quais as galáxias são amarradas como pérolas em um colar que envolve espaços gigantes e vazios.

 O mapeamento desses fios intergalácticos pertence ao campo da cosmografia, que é "a cartografia do cosmos", disse à Live Science o pesquisador Daniel Pomarede, cosmógrafo da Universidade Paris-Saclay, na França. 

 Trabalhos cosmográficos anteriores mapearam a extensão de outras montagens galácticas, como o atual recordista estrutural, a Grande Muralha Hercules-Corona Borealis, que abrange 10 bilhões de anos-luz, ou mais de um décimo do tamanho do universo visível. 

 

Planetas, sóis e vida inteligente?

 
Mundos alienígenas Crédito: UOL

Nós mal conhecemos de perto nosso Sistema Solar, então não fazemos ideia do que essa massa de galáxias pode conter, que tipo de planetas e de estrelas existem ali. Talvez haja vida inteligente e talvez ela viaje pelo cosmos.

Não sabemos, mas abrimos uma nova frente de pesquisa também para a Ufologia em sua busca por respostas sobre origem de nossos alegados visitantes.

Até hoje, de tudo que sabemos ou achamos que sabemos, sempre se encontrou um ponto de contato em alguma estrela já conhecida pelos cientistas. Agora a ciência nos trouxe mais conhecimento. Como será que vamos explorá-lo?

Fonte: Live Science  

Veja, abaixo, um video sobre a descoberta:

Já está no ar a Edição 278 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2020

Miscigenação com aliens