DESTAQUE

Astronauta britânica afirma que os alienígenas podem já estar entre nós

Por
08 de Janeiro de 2020
Doutora Helen Sharman permaneceu oito dias em órbita
Créditos: ESA

A doutora Helen Sharman, a primeira astronauta britânica a ir para o espaço, declarou que alienígenas existem e é possível que estejam vivendo entre nós, aqui na Terra. Em entrevista ao Observer Magazine, Helen refletiu sobre seus anos no campo da ciência e tecnologia, incluindo sua missão na estação modular espacial soviética Mir, em maio de 1991. Durante a conversa, ela afirmou que a vida extraterrestre existe em algum lugar do universo.

“Aliens existem, não há dúvida alguma sobre isso. Deve haver todo o tipo de formas de vidas diferentes", disse a doutora. Segundo ela, os alienígenas podem ter diferentes composições químicas em seus organismos, e não ser compostos de carbono e nitrogênio como os humanos. "É possível que eles estejam aqui neste momento e nós simplesmente não possamos vê-los", afirmou.

Muito antes da doutora Sharman, outros astronautas, entre eles Edgar Mitchell – que foi assunto de muitas matérias na Revista UFO e o sexto homem a pisar na Lua –, disse ter certeza da existência dos alienígenas. Em seu leito de morte, Mitchell revelou que os extraterrestres visitaram a Terra na época da Guerra Fria e ajudaram a impedir um conflito nuclear. Na época, de acordo com o doutor Mitchell, os UFOs foram muitas vezes vistos perto de instações nucleares, justamente para evitar que as potências se aventurassem em uma guerra atômica. 

Helen, que atualmente continua com suas atividades relacionadas à química e aos voos espaciais trabalhando no Imperial College, em Londres, falou com carinho sobre seus oito dias em órbita na Mir, e compartilhou memórias sobre a primeira vez que ela viu a Terra de cima. A experiência, conforme narram astronautas de todas as décadas, é uma das mais marcantes para eles.

"Não há vista mais bonita do que olhar a Terra de cima. E eu nunca vou esquecer a primeira vez que a vi. Depois da decolagem, deixamos a atmosfera e de repente a luz entrou pela janela. Estávamos sobre o Oceano Pacífico. Os mares azuis gloriosamente profundos me tiraram o fôlego", revelou ao jornal inglês The Observer.

 

Fonte: The Oberver

Já está no ar a Edição 256 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2018

Eles estão aqui, mas por quê?