DESTAQUE

Vida em Marte: astrofísicos estudam novamente a existência de vida no Planeta Vermelho

Por
28 de Julho de 2020
Perseverance
Créditos: NASA

A existência de vida em Marte é um assunto recorrente em todas as publicações científicas desde sempre, mas nos últimos anos o assunto tem sido levado muito mais a sério. Agora, com a nova missão da NASA a ser lançada ainda esta semana, as respostas talvez não demorem a chegar

 Se tudo der certo, a NASA lançará ainda esta semana sua missão Perseverance, que levará o rover de mesmo nome ao Planeta Vermelho. Diferentemente dos seus colegas que já estão no planeta, o jipe será acompanhado de um pequeno drone ou helicóptero que traçara as rotas para que a locomoção pelo solo marciano se dê de melhor forma.

O objetivo da missão, é claro, é descobrir se há algum tipo de vida, ainda que insipiente, no Planeta Vermelho.

Em paralelo, uma equipe liderada pelo astrofísico e cientista Dimitra Atri, do Centro de Ciências Espaciais da Universidade de Nova York de Abu Dhabi, descobriu que as condições abaixo da superfície marciana poderiam potencialmente sustentar a vida.

 

Sob o solo


Solo marciano. Crédito: NASA

A subsuperfície - que é menos dura e tem vestígios de água - nunca foi explorada. De acordo com Atri, o bombardeio constante de raios cósmicos galácticos penetrantes (GCRs) pode fornecer a energia necessária para catalisar a atividade orgânica.

Segundo informa uma matéria do site phys.org, usando uma combinação de modelos numéricos, dados de missões espaciais e estudos de ecossistemas de cavernas profundas na Terra para sua pesquisa, Atri propõe mecanismos por meio dos quais a vida poderia sobreviver e ser detectada com a próxima missão ExoMars que será lançada pela Agência Espacial Europeia (ESA) em 2022.

Atri supõe que a radiação cósmica galáctica, que pode penetrar vários metros abaixo da superfície, induz reações químicas que podem ser usadas para energia metabólica pela vida existente e hospeda organismos usando mecanismos vistos em ambientes químicos e de radiação semelhantes na Terra.

 

Anunnaki em Marte


Deus sumério  Crédito: Revista UFO

Dentro da Ufologia há uma corrente de pensamento que acredita que o planeta Marte tenha sido colonizado pelos Anunnaki antes de eles virem para a Terra. Segundo diz essa corrente de pensamento, talvez Marte funcionasse como uma base de operações para os alienígenas.

Outra corrente acredita que Marte foi habitado por uma civilização tecnologicamente avançada, oriunda do próprio planeta, que abandonou seu lar quando um cataclismo destruiu a atmosfera do Planeta Vermelho. Mas há alguma evidência disso?

Segundo Mike Bara, um dos astros da série Alienígenas do Passado [2010] do History Channel, as provas não apenas existem, como são de conhecimento da NASA. Bara mostra muitas dessas evidências em seu livro Anunnaki em Marte, lançado este ano pela Biblioteca UFO.

Ninguém sabe o que aconteceu com Marte para que o planeta que um vez pode ter sido cheio de vida se tornasse um mundo de superfície estéril e desolada, mas não resta dúvida de que o planeta aguça e atiça a curiosidade humana.

Para conhecer a obra de Mike Bara, por favor clique na imagem abaixo.

Fontes: NASA e Phys.org 

 

Já está no ar a Edição 270 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2019

Anunnaki: Aqueles que do céu desceram à Terra