NOTÍCIA

Asteroide passará sem risco para a Terra em 16 de dezembro

Por Equipe UFO | 27 de Novembro de 2017

O asteroide 3200 Phaethon passará a uma distância 27 vezes superior a da Lua em 16 de dezembro, sem oferecer qualquer perigo
Créditos: Arquivo

Asteroide passará sem risco para a Terra em 16 de dezembro

Um asteroide que passará relativamente próximo da Terra no próximo 16 de dezembro está motivando chamadas sensacionalistas em veículos de reputação duvidosa. Os títulos das notícias dão conta de que "asteroide perigoso vem na direção da Terra dias antes do Natal", ou "asteroide que passará próximo da órbita terrestre foi classificado pela NASA como potencialmente perigoso". Porém, conforme explica Matthew Holman, diretor do Centro de Planetas Menores da União Astronômica Internacional: "Asteroide Potencialmente Perigoso (PHA) não é um termo muito bom, pois é frequentemente considerado como algo que está vindo diretamente em nossa direção".

Ele prossegue: "Na verdade o termo se refere a longos períodos de tempo, indicando se é plausível algum dia". O asteroide em questão é o 3200 Phaethon, batizado com o nome do filho do deus Helios da mitologia grega, deidade responsável pelo Sol. Na mitologia, Phaethon quase ateou fogo à Terra, e foi destruído por isso. Contudo o asteroide, descoberto em 1983 e medindo cerca de 5 km de extensão, foi de fato classificado como PHA por ter grandes proporções e se aproximar da Terra, significando que seu trajeto deve ser acompanhado com atenção. Mas a passagem do dia 16 se dará a 10 milhões de quilômetros de distância, cerca de 27 vezes mais distante que a Lua. Ou seja, sem oferecer qualquer perigo.

A passagem anterior, em 2007, foi a 17,9 milhões de km e esse fato levou a mais sensacionalismo, de que "o asteroide está se aproximando mais e mais". Na verdade os cientistas já determinaram que o 3200 Phaethon irá se aproximar novamente da Terra somente em 14 de dezembro de 2093, a 2.960.000 km. Novamente, sem representar qualquer ameaça contra nosso planeta. O que chama a atenção a respeito desse asteroide é o fato de a passagem ocorrer pouco depois dos dias 13 e 14 de dezembro, dias da chuva anual de meteoros Geminids. A órbita desses corpos é extremamente parecida a do Phaethon, levando os cientistas a especular se esse corpo não seria o responsável por eles. Contudo chuvas de meteoros são causadas por cometas, e portanto existem somente duas explicações possíveis. Ou o 3200 Phaethon é um asteroide e está se partindo, produzindo os corpos menores, ou então se trata do núcleo exaurido de um cometa. Para descobrir mais a respeito desse interessante corpo celeste inúmeros instrumentos serão utilizados para analisá-lo durante essa passagem, incluindo observações de radar utilizando radiotelescópios, quando será possível obter modelos em 3D do asteroide.

crédito: Arquivo
Órbita do asteroide 3200 Phaethon
Órbita do asteroide 3200 Phaethon

O que a NASA diz a respeito do 3200 Phaethon

Mais informações sobre o asteroide no site do Laboratório de Propulsão a Jato

Missão da NASA irá coletar amostras de asteroide

É uma farsa a notícia de um impacto de asteroide em fevereiro

Próximo objetivo da nave New Horizons se revela mais misterioso do que antes se considerava

Falsa notícia de UFO orbitando asteroide se espalha

Nave Cassini fotografa interrupção no anel mais externo de Saturno

Chega ao fim a missão Rosetta

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

crédito: Revista UFO
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial
Pacote NASA: 50 Anos de Exploração Espacial

Veja em 50 Anos de Exploração Espacial os momentos mais emocionantes da trajetória da NASA, desde o primeiro homem em órbita até as missões do ônibus espacial. Reveja o incrível vôo de John Glenn na missão Friendship 7, o sucesso da Apollo 11 e os primeiros passos de Neil Armstrong na Lua, as viagens seguintes ao satélite e as operações conjuntas com a nave soviética Soyuz. Conheça a verdadeira razão de não voltarmos mais à Lua e descubra que o destino agora é Marte, Vênus, Júpiter e mundos além do Sistema Solar, e quais são os planos da NASA para alcançá-los.

Compartilhe essa notícia:

Saiba mais sobre este assunto na edição 212 da revista

Comentários