DESTAQUE

Arquivos desclassificados afirmam: aviões foram incapazes de interceptar UFOs em base nuclear

Por
10 de Novembro de 2021
O caso ocorreu oito anos depois do famoso avistamento que desativou ogivas relatado por Robert Salas.
Créditos: GettyImages

John Greenewald, do site The Black Vault, conseguiu documentos da CIA que detalham o momento extraordinário em que caças americanos perseguiram sem sucesso um grupo de UFOs sobre uma base nuclear antes que os objetos voassem para o espaço.

Os arquivos desclassificados, liberados sob um pedido de Liberdade de Informação (FOIA) enviado pelo site The Black Vault, dizem que o misterioso fenômeno foi detectado no radar perto da Base Aérea de Malmstrom, Montana, em novembro de 1975. Se parece familiar, é porque é a mesma instalação onde o capitão da Força Aérea dos Estados Unidos, Robert Salas, afirma que 10 mísseis nucleares foram desativados por um UFO oito anos antes, em 1967.

O documento foi divulgado dos arquivos da CIA, mas parece ter sido preparado pelo Centro de Comando Militar Nacional (NMCC), um departamento importante do Pentágono. Ele detalha o incidente, que ocorreu em 08 de novembro de 1975, onde dois interceptores F-106 foram despachados depois que sete objetos foram detectados no radar perto da base nuclear.

Os caças os perseguiram, mas os objetos não puderam ser interceptados. Os pilotos tiveram que manter um mínimo de 12.000 pés devido ao terreno montanhoso, enquanto seus alvos pairavam entre 9.000 e 15.000 pés de elevação. De acordo com o arquivo desclassificado, os UFOs desligaram suas luzes durante a perseguição - quando os caças chegaram na área - e voltaram a ligá-los quando as aeronaves voltaram para a base.


Arquivos da CIA detalham o encontro ufológico em Montana.
Fonte: NMCC

Além disso, testemunhas oculares no solo relataram ter visto luzes e ouvido o som de motores durante o avistamento, que ocorreu perto de Malmstrom e da cidade de Lewiston, ao longo de 72 minutos. Nenhuma outra aeronave tinha estado na área e o NMCC determinou que os principais objetos do encontro eram "desconhecidos", com o documento assinado pelo brigadeiro general William D. Barnes.

O texto termina dizendo que um dos UFOs foi visto voando para o espaço: “Às 04h05, o SAC Site L-5 observou que um objeto acelerou e subiu rapidamente até um ponto de altitude onde se tornou indistinguível das estrelas.” “O caso Malmstrom, de 1975, é apenas um exemplo de vários casos em que os UFOs são descritos sobre bases militares sensíveis e instalações de armazenamento de armas nucleares, os quais não tinham nenhuma explicação plausível. Voar sobre esses tipos de bases sem qualquer meio de ser interceptado e sem identificação é, por definição, uma ameaça à segurança nacional”, observou John Greenewald.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos