DESTAQUE

Antiga abdução em Acapulco pode estar ligada a outros casos semelhantes

Por
30 de Abril de 2020
Homem sendo abduzido em estrada deserta
Créditos: Revista UFO

Casos de abdução, normalmente, são estudados separadamente, sem que se olhe para eles em busca de um padrão de história, seres, naves e circunstâncias. Isso acontece por uma grande gama de razões, mas talvez seja hora de olhar para esses eventos como ondas e não como gotas de água.

 Há uma série de casos estranhos que ocorreram nos anos 50 e 60, desconhecida até mesmo por muitos ufólogos, que inda pedem um estudo mais profundo. Um deles, aconteceu no México, em uma escura madrugada de janeiro de 1954.

Naquela madrugada, por volta das 02h00, um homem chamado Armando Zurbaran dirigia por estradas sinuosas, saindo da Cidade do México a caminho de Acapulco, para encontrar um parceiro de negócios logo pela manhã. 

À época, a viagem era um tanto arriscada, com estradas acidentadas que serpenteavam em ziguezague em montanhas sinuosas, e Zurbaran seguia atento à estrada à frente. 


A cidade de Acapulco, no México. Crédito: Hotel.com

Mas, embora estivesse completamente em alerta, ele foi subitamente tomado por um cansaço intenso, um "estado hipnótico de letargia”, como ele mesmo o chamou.

Preocupado, estacionou o veículo à beira da estrada para relaxar por um minuto, tentando fazer passar aquele estado de sonolência, e naquele momento que ele percebeu algo estranho a sua frente. 

Ali, pairando bem no meio daquela remota estrada na montanha, estava o que parecia ser um disco metálico luminoso e iluminado. Enquanto olhava para aquela luz quase ofuscante, a testemunha percebeu que não estava sozinho.

Seres altos e andrógenos


Encontros com seres loiros e andróginos foram uma contante nos anos 50
Crédito: Revista UFO

De pé, de cada lado do objeto, havia duas figuras muito altas, que pareciam estar vestidas com uma espécie de traje único, ajustados com cintos muito largos na cintura. Eles pareciam ter cabelos compridos e esvoaçantes, e por um momento eles apenas ficaram ali, obscurecidos pelo brilho daquele disco.

Zurbaran pôde ver, à medida em que se aproximava, que as figuras pareciam ser do sexo masculino, com aparência andrógena, humana e nórdica, com cabelos loiros e olhos azuis. 

Os dois seres foram rápidos em abordar a testemunha e o escoltaram para mais perto de sua nave, e uma sensação de zumbido invadiu a cabeça de Zurbaran. Quando já estava a bordo da nave brilhante, ele olhou em volta e perguntou por que havia sido levado para lá. Uma das estranhas entidades loiras lhe respondeu em espanhol fluente que ele não era “o primeiro homem a ser escolhido para testes”.

Em seguida, começaram a mostrar a ele uma série de imagens de sua própria vida, como um sonho, que passavam nas paredes da nave. Algumas das cenas que a testemunha viu se desenrolando diante dele eram de seus momentos mais íntimos e de cantos quase esquecidos de suas memórias. 

Então, as imagens pararam e o levaram para conhecer a nave e lhe informaram que ele não estava mais na Terra, mas sim “no Sistema Solar”

Isso foi surpreendente, pois o Zurbaran não havia sentido nenhum movimento ou aceleração e, quando perguntou sobre isso, foi informado de que eles usavam um "sistema de repulsão por gravidade", sem maiores detalhes. 

Eles também disseram que foram capazes de neutralizar quaisquer detritos em seu caminho e o deixaram olhar por um portal, embora ele não pudesse ver nada além de uma névoa cinzenta e um mar de escuridão.

A primeira abdução?


Concepção artistica de uma abdução Crédito: Pacific Standard

Após passar vários dias com os alienígenas em um cruzeiro pelo espaço, Zurbaran foi trazido de volta à Terra e foi deixado dentro de seu carro, que continuava estacionado onde ele o deixara.

O homem despediu-se dos alienígenas e continuou sua jornada em direção a Acapulco. Foi então que percebeu que apenas 90 minutos haviam se passado desde que ele deixara o veículo.

Na verdade, ele sequer perdeu a reunião com seu parceiro de negócios. 

Ainda mais estranho é que 15 anos depois, em 1969, Zurbaran estaria dirigindo para fora da Cidade do México e parou para dar carona a um homem alto e magro, com cabelos loiros e olhos azuis. 

O caroneiro teria lhe dito que ele era um dos tripulantes daquela espaçonave de 15 anos antes.

A década de 50, foi pródiga em casos envolvendo seres que ganharam o nome de alienígenas nórdicos, sempre altos, loiros e de aparência angelical, e muitos se perguntam se os casos não estariam todos conectados de alguma forma.

Em sendo verdade, o Caso Zurbaran seria um dos primeiros em que o contato direto com alienígenas teria ocorrido.

Fonte: Mysterious Universe 

Assista abaixo a ums incrivel história de abdução:

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 278 da Revista UFO. Aproveite!

Março de 2020

Miscigenação com aliens