DESTAQUE

Aluno de Einstein afirmou que os Estados Unidos possuem destroços de UFOs e corpos de alienígenas

Por
19 de Março de 2021
O doutor Sarbacher teve acesso a documentos que descreviam características de UFOs e seus tripulantes.
Créditos: Shutterstock

O doutor Robert Irving Sarbacher é considerado um cientista muito popular. Algumas de suas obras são usadas até hoje. Foi ele quem, em 1983, disse que os Estados Unidos têm à sua disposição não apenas destroços de UFOs, mas também corpos de alienígenas.

Em 1983, o ufólogo Bill Steinman fez uma pergunta ao cientista sobre o que ele sabia sobre a queda do UFO em 1947 no Novo México. A resposta de Sarbacher chocou Steinman, para dizer o mínimo: “Em relação à verificação do envolvimento das pessoas que você listou só posso dizer o seguinte: John von Neumann estava definitivamente envolvido. O doutor Vannevar Bush estava definitivamente envolvido e acho que o doutor Robert Oppenheimer também estava envolvido no programa de tecnologia alienígena.”

Ele afirmou ter recebido alguns relatórios oficiais quando trabalhava em seu escritório no Pentágono, mas todos eles permaneceram lá, pois nunca foi possível retirá-los do local. “Eu sei que alguns dos materiais relatados como provenientes da queda de discos voadores eram extremamente leves e muito poderosos. Tenho certeza de que nossos laboratórios os analisaram com muito cuidado”, continuou.

Houve relatos de que as criaturas que voavam essas aeronaves também eram muito leves, a fim de poderem suportar uma tremenda desaceleração e aceleração. Sarbacher disse se lembrar de que, em uma conversa com algumas pessoas no escritório, teve a impressão de que tais alienígenas eram semelhantes em seus parâmetros a insetos, e que, devido à pequena massa dessas criaturas, as forças inerciais envolvidas na operação dessas aeronaves não os afetavam de forma negativa.


A carta que o doutor Robert Irving Sarbacher enviou ao ufólogo Bill Steinman, respondendo aberta e objetivamente suas perguntas.
Fonte: Reddit

“Ainda não sei por que foi dado um alto grau de sigilo e por que negar a existência desses dispositivos tornou-se o principal objetivo do estado”, continuou. Ele disse que recebeu outros tantos relatórios oficiais durante seu tempo no Pentágono, mas devido ao sigilo, nada saía de lá. Alguns dos materiais foram obtidos após a queda do disco voador de Roswell.

Ao mesmo tempo, o cientista tem certeza de que os laboratórios do Pentágono analisaram meticulosamente tais materiais. De qualquer modo, Sarbacher ainda sugeriu a Steinman que entrasse em contato com os outros envolvidos, a fim de obter detalhes dos quais ele não tinha conhecimento. Também acrescentou que não entendia por que o governo estaria escondendo esta informação do público. Infelizmente, todas as evidências permanecem lá, nos escritórios do Pentágono. Resta-nos acreditar na palavra do aluno de Einstein.

Fonte

Já está no ar a Edição 279 da Revista UFO. Aproveite!

Setembro de 2020

Segredos ufológicos nos corredores do Pentágono