DESTAQUE

Altura da ISS é elevada para evitar choque com lixo

Por
24 de Julho de 2007
Créditos: APOD/NASA

O Centro de Controle de Vôos Espaciais (CCVE) da Rússia informou que elevou hoje em 7,5 km a altura da órbita da Estação Espacial Internacional (ISS) para evitar uma colisão com ferro-velho recém-lançado ao espaço. Às 2h06 de Moscou (19h06 de segunda-feira, em Brasília), o CCVE ordenou a ignição dos oito propulsores do cargueiro espacial Progress M-60. Eles funcionaram durante 21 minutos e 5 segundos, explicou Nikolai Kruchkov, porta-voz do órgão. "O objetivo foi separar a ISS de um cilindro de 635 kg que na véspera foi desmontado lançado ao espaço pelos cosmonautas Clayton Anderson e Fiodor Yurchikhin, durante uma caminhada espacial", disse Kruchov à agência Interfax-Tass.

O cilindro, transformado em ferro-velho espacial, se afasta da ISS em direção à Terra, onde se desintegrará nas camadas mais altas da atmosfera. No sábado, os propulsores da Progress M-60 elevaram em 4 km a altura da órbita da ISS, que adquiriu mais massa e tamanho após a instalação de novos painéis solares, em maio. Segundo o CCVE, atualmente, a ISS, de 45 m de comprimento e uma massa de 186.900 km, viaja ao redor da Terra descrevendo uma órbita elíptica com uma altura média de 340 km.