DESTAQUE

Alienígenas provavelmente passaram pelo mesmo processo evolutivo que os organismos terrestres

Por
02 de Novembro de 2017
A evolução em mundos alienígenas pode ter encontrado soluções similares aquelas que conhecemos, de acordo com novo estudo
Créditos: Revista UFO

Na ficção científica, seres alienígenas são normalmente muito semelhantes aos humanos, bastando conferir em franquias como Jornada nas Estrelas, Star Wars e outras. Por vezes algo muito diverso é proposto, como o organismo Horta no episódio Demônio da Escuridão de Jornada nas Estrelas, A Série Clássica, o oceano inteligente de Solaris, livro de Stanislaw Lem, ou os heptapods do recente filme A Chegada. A Ufologia está repleta de relatos de criaturas semelhantes aos humanos, e outras nem tanto, mas agora um estudo da Universidade de Oxford aponta que pode de fato existir algumas similaridades entre nós e eles.

Alguns sites sensacionalistas depressa alegaram, ao darem esta notícia, de que os cientistas afirmam serem os alienígenas iguais aos humanos, o que o trabalho produzido em Oxford não alega. O pesquisador Samuel Levin, líder do estudo, afirma: "Não podemos dizer como são os alienígenas em termos específicos de suas adaptações, se têm grandes olhos verdes, braços ou pernas. Ao invés disso estamos argumentando que os extraterrestres estão submetidos às mesmas leis de seleção natural que nós, a vida na Terra, e como resultado terão tipos similares de adaptação". O estudo argumenta que os alienígenas, conforme a teoria evolucionária, terão processos biológicos similares, como serem compostos por múltiplas unidades, que na biologia terrestre são as células, trabalhando em conjunto com um objetivo comum.

Os pesquisadores de Oxford argumentam que os alienígenas podem não possuir DNA, podem ser talvez baseados na química do silício e não do carbono como os organismos terrestres, mas ainda assim seguiriam os mesmos caminhos evolucionários. A vida na Terra passou por vários pontos cruciais chamados de grandes transições, produzidos por abruptas mudanças no planeta, catástrofes e eventos do tipo, que moldaram sua adaptação. Em nosso caso, produziram seres cada vez mais complexos para se adaptar às novas condições, como por exemplo a crucial passagem de organismos unicelulares para multicelulares, e os cientistas afirmam que essas regras de seleção natural se aplicam a todo lugar. Conforme mudam as condições ambientais, eventualmente pode se tornar vantajoso organismos unicelulares se unirem e trabalharem juntos, e com cada um exercendo uma atividade, esse grau de especialização pode então produzir um ser multicelular, como ocorreu na Terra.

INCONTÁVEIS MUNDOS PARA A VIDA EVOLUIR

crédito: Universidade de Oxford
Passos da evolução extraterrestre: molécula replicadora, um organismo de uma célula, e um alienígena multicelular
Passos da evolução extraterrestre: molécula replicadora, um organismo de uma célula, e um alienígena multicelular

Samuel Levin argumenta: "Acredito que a teoria evolucionária oferece uma ferramenta muito importante mas ainda pouco utilizada na procura de vida além de nosso planeta". Sobre a importância do artigo, ele ressalta: "Em nosso trabalho oferecemos um enfoque alternativo, usando teoria evolutiva para prever como são os alienígenas de forma independente da vida na Terra. Esse é um ponto de vista útil, porque as previsões teóricas se aplicam a alienígenas baseados em silício, sem DNA, e que respiram nitrogênio por exemplo". Dessa forma, podem de fato ser encontradas similaridades entre organismos alienígenas e aqueles da Terra, sem significar que os extraterrestres se parecerão conosco. Levin completa: "Há potencialmente centenas de milhares de planetas habitáveis somente em nossa galáxia. Demos um pequeno passo para responder a questão sobre se há vida fora da Terra, e como nossos vizinhos podem ser".

Confira o artigo da equipe de Oxford

Site do International Journal of Astrobiology

Vida alienígena será encontrada em até 20 anos, diz cientista do SETI

Bilionário da SpaceX afirma que alienígenas já podem estar entre nós

Alienígenas podem ter tecnologias além da matéria

Trânsitos planetários podem ser formas de comunicação de civilizações extraterrestres

Cientistas afirmam que civilizações alienígenas avançadas já existiram

Civilizações alienígenas podem habitar aglomerados globulares

Saiba mais:

Livro: Somos Todos ETs

crédito: Revista UFO
Somos Todos ETs
Somos Todos ETs

A ideia de que a espécie humana não se restringe ao planeta Terra, mas que se espalha por muitos outros mundos do universo, é crescente no meio científico e já definida no meio ufológico. Esta constatação vem, principalmente, do fato de que expressiva maioria dos visitantes extraterrestres que temos recebido há milênios, segundo as testemunhas de tais experiências, envolvem seres que têm um formato exatamente humanoide, como o nosso. Somos Todos Extraterrestres, de maneira didática e contundente, mostra que ao longo de milênios nossos antepassados não somente interagiram com alienígenas que aqui chegaram.

DVD: Planetas Alienígenas

Já está no ar a Edição 237 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2016

Visões diferentes para a mesma questão

UPDATED CACHE