DESTAQUE

Alienígenas poderiam “rachar este planeta como uma noz”, avisa o especialista em UFOs Nick Pope

Por
30 de Julho de 2021
Os humanos sempre venceram as batalhas alienígenas nos cinemas. Mas qual o real perigo?
Créditos: 20th Century Studios

Se visitantes alienígenas chegassem para dominar o planeta Terra os humanos não teriam a menor chance, segundo Nick Pope. Ele, que investigou UFOs para o Ministério da Defesa britânico (MoD), diz que os humanos iriam se dar mal se alienígenas invadissem a Terra, porque sua tecnologia de armas provavelmente estará bilhões de anos à frente da nossa.

Ele diz que filmes de ficção científica em que humanos derrotam hordas de homenzinhos verdes invasores são irrealistas, já que suas armas seriam tão avançadas que pareceriam “mágica” para nós. O Pentágono publicou um relatório sobre os UFOs no mês passado. Ele concluiu que 143 avistamentos de fenômenos aéreos não identificados (UAP) por pilotos militares dos Estados Unidos desde 2004 permaneceram inexplicados.

O relatório acrescentou: “Os UAPs representam claramente um problema de segurança de voo e pode representar um desafio para a segurança nacional dos Estados Unidos.” Apesar disso, o governo do Reino Unido diz que não tem planos de lançar sua própria investigação sobre UFOs e a ameaça que eles podem representar para os britânicos. Mas Nick Pope criticou a ideia de que, de repente, tiraríamos uma carta da manga e derrotaríamos uma invasão alienígena.

Ele acrescentou: “Apenas para colocar isso no contexto: o universo tem quase 14 bilhões de anos e pode haver civilizações lá fora com um bilhão de anos de vantagem sobre nós. Agora, se você pensar sobre a diferença de tecnologia, pense em quão longe chegamos nos últimos 200 anos. Basicamente, fomos de cavalos, carroças e navios navegando pelo oceano usando o vento, e passamos disso para caças furtivos, sondas espaciais e smartphones nesse curto período.”


Para Nick Pope, invasores alienígenas teriam armamento avançado o suficiente para derrotar a humanidade sem muitos problemas.
Fonte: GettyImages

“Agora imagine essa civilização hipotética, ou melhor civilizações. As chances de haver apenas uma outra civilização no universo são tão pequenas quanto as chances de estarmos sozinhos.” Para Pope, as chances de que encontraremos uma civilização e ela estar 20, 30 anos à nossa frente em compreensão científica e avanço tecnológico são muito remotas. Eles estarão milhões, talvez alguns bilhões de anos à nossa frente e sua tecnologia será indistinguível da mágica. “Mais uma vez, as pessoas dizem que temos um programa espacial, então também estaríamos avançando. Bem, sim e não”, continua.

“Nossas sondas espaciais mais rápidas que já construímos, se as tivéssemos apontadas para a estrela mais próxima, além de nosso próprio Sol, levariam 75.000 anos para chegar lá.” Ele acrescenta que, se estivermos sendo visitados, uma civilização que descobriu uma viagem interestelar viável seria capaz de abrir este planeta no meio como uma noz.

A baronesa Annabel Goldie, membro da Câmara dos Lordes, disse no mês passado que, embora o MoD não mantenha informações sobre UFOs, ele monitora constantemente o espaço aéreo do Reino Unido para identificar e responder a qualquer ameaça credível à sua integridade e estaria confiante nas medidas existentes em vigor para proteger sua soberania.

Fonte

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Junho de 2021

Quando eles são hostis aos humanos