DESTAQUE

Agência russa investiga queda de parte do foguete Soyuz-2 nos EUA

Por
05 de Janeiro de 2007
Créditos: Space Skyrocket

A agência espacial russa Roscosmos anunciou hoje que está verificando se um pedaço do foguete portador russo Soyuz-2 caiu na quinta-feira em território dos Estados Unidos, no Estado de Wyoming.

“Especialistas estão estudando minuciosamente este assunto. Nas próximas horas chegaremos a uma conclusão”, disse Igor Panarin, porta-voz da Roscosmos, à agência Interfax.

Supostamente, uma parte da terceira fase do Soyuz-2 lançado em 27 de dezembro da base de Baikonur (Cazaquistão) não se desintegrou ao atravessar a atmosfera terrestre e caiu no Wyoming, causando alerta entre a população local.

O porta-voz descartou que o pedaço de “ferro velho espacial” pertença ao acelerador Fregat, já que este caiu no no oceano Pacífico.

O Soyuz-2 colocou em órbita o satélite astronômico europeu Corot. Após o lançamento, duas de suas partes caíram na região siberiana de Tyumen, na fronteira com o Cazaquistão. Normalmente, a terceira parte do foguete costuma desintegrar-se nas camadas mais densas da atmosfera após separar-se do resto da espaçonave.

Aparentemente, o pedaço do Soyuz-2 caiu perto da localidade de Riverton (Wyoming), mas antes da queda sua esteira pôde ser vista em vários Estados, como Colorado e Novo México. Segundo os especialistas, os restos do foguete não representam nenhuma ameaça para o homem ou ao ecossistema.