DESTAQUE

Agência Espacial Europeia escolhe a Airbus para construir base na Lua

Por
27 de Setembro de 2018
Simulação base na lua
Créditos: History/Youtube

A Agência Espacial Europeia (ESA) escolheu a Airbus para realizar dois estudos para o desenvolvimento de um possível centro de missões humanas na Lua. The Gateway, anteriormente conhecido como Deep Space Gateway (DSG – Porta de entrada para o espaço sideral) ou Lunar Orbital Platform-Gateway (LOP-G – Plataforma em órbita lunar – porta de entrada) é um projeto que envolve as agências espaciais dos Estados Unidos, Rússia, Canadá, Japão e Europa (NASA, Roscosmos, CSA, JAXA e ESA, respectivamente). 

Como parte do primeiro estudo, a Airbus desenvolverá um conceito para um módulo habitacional e de pesquisa durante os próximos 15 meses. O habitat proposto será de cerca de 6,5m x 4,5m e pesará mais de 9 toneladas. O segundo estudo fará com que a Airbus projete um conceito para um elemento de infraestrutura para reabastecimento, atracação e telecomunicações. O conceito, que funcionará como uma bolsa de ar, ou câmara de vácuo para equipamentos científicos chamados módulo Esprit, será em torno de 3m x 3m e com 4 toneladas de peso.

Ambos os estudos serão conduzidos por uma colaboração de entidades europeias. Oliver Juckenhöfel, chefe de serviços e exploração da Airbus On-Orbit, disse: “A experiência e o know-how adquiridos pela ESA e pela Airbus durante projetos emblemáticos como o laboratório espacial Columbus, o ATV e o módulo de serviço europeu da Orion fornecem bases sólidas para os estudos.”

Ao desenvolver as novas plataformas lunares, a exploração espacial robótica e humana andam de mãos dadas. “A Europa tem um histórico fantástico em ambos e esses dois estudos ajudarão a garantir uma forte presença europeia na futura exploração espacial”, completou o pesquisador.

A Airbus pretende apresentar seus projetos iniciais para o The Gateway no Congresso Internacional de Astronáutica (IAC), que será realizado em Bremen, Alemanha, no próximo mês. David Parker, diretor da exploração humana e robótica da ESA, afirmou: “Com estes estudos e outros preparativos, a ESA pretende permanecer no centro da exploração espacial humana. O Gateway se tornará o posto de pesquisa mais remoto da humanidade e esperamos que a Europa se beneficie do mundo da inovação, descoberta e entusiasmo que temos pela frente”.

A NASA está atualmente liderando o projeto geral, enquanto parceiros internacionais e comerciais se envolverão no projeto de outros elementos da base lunar, incluindo um segundo habitat, uma câmara de carga para cargas úteis científicas e um módulo de logística. A ESA planeja lançar o primeiro módulo, o elemento central de propulsão de energia (PPE), na órbita lunar até 2020.

Ideia para o projeto:

(Conjunto habitacional na Lua. Crédito: ESA)
(Configuração The Gateway - Crédito: NASA)

.

Fonte: aerospace-technology.com

Já está no ar a Edição 260 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2018

O ano em que eles inundaram a Europa