DESTAQUE

Adolescentes podem ter descoberto nova classe de objetos astronômicos

Por
21 de Agosto de 2018
Três fontes de raios-X relativamente estáveis foram ofuscadas por um corpo misterioso (seta amarela) que entrou em erupção com uma explosão súbita.
Créditos: ESA / XMM-Newton, A. De Carlo / INAF

Alunos do ensino médio na Itália descobriram um estranho objeto durante o projeto EXTraS, dedicado a uma busca sistemática por variabilidade nos dados de arquivo do satélite XMM-Newton. Depois que os estudantes apresentaram suas descobertas aos cientistas, uma análise feita por Sandro Mereghetti, do Instituto Nacional de Astrofísica em Milão, e seus colegas mostrou que a luminosidade do objeto é significativamente maior do que é comumente observado em erupções estelares de tão curta duração, deixando em aberto a possibilidade de outras interpretações.

Estrelas podem emitir chamas de intensa radiação de raios-X. Em particular, uma estrela sob a influência de um buraco negro próximo ou uma estrela de nêutrons vizinha pode produzir chamas extremamente brilhantes e breves. Em busca de tais artefatos, uma equipe de estudantes em seu último ano do ensino médio, em Saronno, na Itália, analisou dados do satélite XMM-Newton, identificando um objeto no centro do aglomerado globular NGC 6540 que sofreu um surto curioso em 2005.

A descoberta foi relatada para astrônomos, que examinaram as informações. De acordo com Mereghetti, a fonte de raios-X brilhou por 5 minutos. No seu auge, tinha mais de 40 vezes o seu brilho normal. A explosão foi breve demais para ter sido de uma única estrela, mas muito fraca para ter sido produzida por um objeto nas proximidades de um companheiro, como um buraco negro ou uma estrela de nêutrons. Isso pode significar que tal objeto não é uma estrela regular, mas sim uma nova classe astronômica. Mais objetos como este provavelmente se escondem nos arquivos do XMM-Newton, de forma que os cientistas precisarão encontrá-los para desvendar o mistério.

Veja a matéria completa no Jornal Nature

Três fontes de raios-X relativamente estáveis (círculos brancos) foram ofuscadas por um corpo misterioso

(seta amarela) que entrou em erupção com uma enorme explosão súbita de raios-X. 

Crédito: ESA / XMM-Newton, A. De Carlo / INAF

Fonte: Nature. com, tradução por Ana Carbone

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 259 da Revista UFO. Aproveite!

Julho de 2018

A desconcertante casuística polonesa