DESTAQUE

A Revista UFO irá pesquisar agroglifos na Inglaterra e compará-los aos brasileiros

Por
01 de Junho de 2017
O agroglifo de Prudentópolis de 2016: resultado das análises surpreendeu a comunidade ufológica mundial
Créditos: Revista UFO

Desde 2008, o mais impressionante fenômeno que tem repetidamente ocorrido na Ufologia Brasileira têm sido os agroglifos. Esses enigmáticos sinais foram pesquisados in loco pela Revista UFO desde sua primeira ocorrência no Brasil, onde se concentram em Ipuaçu, cidade da porção oeste do estado de Santa Catarina. Os sinais têm crescido em tamanho e complexidade a cada ano, surgindo sempre entre o final de outubro e início de novembro nos campos cultivados da pequena cidade. A partir de 2015, agroglifos passaram a surgir também em Prudentópolis, cidade do estado do Paraná situada a 200 quilômetros de Curitiba.

Em 27 de setembro de 2016 a Revista UFO recebeu a informação de que um novo agroglifo havia surgido em Prudentópolis. Na investigação de campo que se seguiu foram colhidas amostras de solo e de plantas, tanto dentro como fora do agroglifo. Esse material foi enviado para o engenheiro agrônomo e engenheiro civil Douglas Albrecht, e para o professor doutor Fernando Araújo Moreira, professor titular do Departamento de Física da UFSCar, e a doutora Nadia F. G. Serrano, microbiologista pesquisadora. Albrecht analisou 40 exemplares de plantas e 1 kg de amostras de solo, constatando a presença de restos biológicos carbonizados, tanto de vermes quanto das próprias plantas. O engenheiro agrônomo ainda deixou claro que é incomum, em solo intensamente utilizado e rico em matéria orgânica, encontrar amostras em tal estado.

Já os cientistas da UFSCar realizaram a análise microbiológica das amostras do solo e das plantas. Foram feitas culturas de bactérias nas amostras de dentro e de fora, constatando-se que estas se reproduziram em quantidade muito maior nas amostras colhidas fora do agroglifo. Os doutores Araújo e Serrano apontam que como a única diferença entre as áreas internas e externas é o processo de elaboração do agroglifo, este método desconhecido deve ser o responsável pelos resultados obtidos nas culturas bacterianas. Essas e outras surpreendentes conclusões foram expostas para o público pela Revista UFO, e debatidas com maior profundidade no painel especial sobre agroglifos, com a presença dos especialistas envolvidos, e realizado em 02 de dezembro de 2016, durante o VIII Fórum Mundial de Ufologia (V UFOZ 2016), o que pode ser conferido nos links abaixo.

crédito: Revista UFO
Dados surpreendentes surgiram após a pesquisa científica das amostras do agroglifo de Prudentópolis
Dados surpreendentes surgiram após a pesquisa científica das amostras do agroglifo de Prudentópolis

RESULTADOS QUE IMPRESSIONARAM A UFOLOGIA MUNDIAL

Os impressionantes resultados colhidos nessa pesquisa científica dos agroglifos causaram espanto na Ufologia Mundial, sendo intensamente debatidos nas comunidades de pesquisa dos círculos nas plantações. Dessa maneira, em uma iniciativa inédita, a Revista UFO e seu editor, A. J. Gevaerd, se deslocarão até a Inglaterra entre os dias 05 e 10 de agosto, em Wiltshire, e proceder à análise nos mesmos moldes da feita nos agroglifos brasileiros, buscando um padrão que possa se repetir nesses fenômenos. Gevaerd estará acompanhado dos pesquisadores Jaime Maussán, do México, e Gary King, da Inglaterra, e diariamente serão informados, pelas redes sociais, os progressos na investigação. O próprio Gevaerd escreveu a respeito:

Amigos, como vocês sabem, o agroglifo de Prudentópolis de 2016 foi um marco na pesquisa deste fenômeno em escala mundial. Isso pelo fato de duas excepcionais e inéditas descobertas terem sido produzidas pela força-tarefa da Revista UFO que pesquisou a figura “in loco”, de maneira científica, inédita, com instrumental adequado e conhecimento especializado.

ESTERILIZAÇÃO DO AGROGLIFO: A primeira grande descoberta foi feita pelos professores e doutores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Fernando Araújo e Nadja Serrano a partir das amostras de solo e plantas colhidas dentro do agroglifo de Prudentópolis. Os exames microbiológicos rigorosos realizados pelos cientistas concluíram, sem sombra de dúvidas, que o interior da figura havia sido inexplicavelmente esterilizado, enquanto que o resto da plantação estava normal.

Isso foi o suficiente para despertar imenso interesse da comunidade internacional de pesquisadores de agroglifos. Mas tem mais, muito mais.

crédito: Revista UFO
Gevaerd, ing e Maussan investigarão os agroglifos ingleses em agosto
Gevaerd, King e Maussan investigarão os agroglifos ingleses em agosto

EMISSOR DE ONDAS ELETROMAGNÉTICAS NO AGROGLIFO: A segunda descoberta, que também estarreceu a comunidade mundial de estudiosos do fenômeno, foi a detecção, feita pelo especialista em telecomunicações Alcides Côres, de que bem no interior do agroglifo, a alguns metros de altura, havia uma fonte inexplicável e invisível de emissão de ondas eletromagnéticas em um ritmo artificial, inteligente e constante, impossível de ser reproduzido em um campo aberto.

Acredita-se que a leitura, que faremos nos agroglifos deste ano, das tais ondas eletromagnéticas vai nos indicar uma tentativa de comunicação por parte das inteligências por trás do fenômeno. Ainda se aguarda que o coeditor da Revista UFO Toni Inajar Kurowski e os consultores Lallá Barretto e Alcione Giacomitti possam se juntar ao grupo em agosto, na Inglaterra.


O pesquisador britânico Gary King fala sobre os agroglifos brasileiros

Investigação aérea do agroglifo de Prudentópolis

Investigação de campo do agroglifo de Prudentópolis

Laudo pericial do agroglifo de Prudentópolis

Relatório de solo do agroglifo de Prudentópolis

Relatório de solo e plantas do agroglifo de Prudentópolis

Relatório eletromagnético do agroglifo de Prudentópolis

Relatório fotográfico do agroglifo de Prudentópolis

Relatório de investigação do agroglifo de Prudentópolis

Relatório microbiológico do agroglifo de Prudentópolis

Agroglifo de Prudentópolis: investigação de campo e conclusão

Sai o laudo pericial do agroglifo de Prudentópolis confirmando sua autenticidade

Agroglifo de Prudentópolis exibe características inexplicáveis de acordo com os cientistas

Assista ao painel sobre agroglifos do Fórum Mundial de Ufologia

Saiba mais:

Livro: O Mistério dos Círculos Ingleses

crédito: Revista UFO
O Mistério dos Círculos Ingleses
O Mistério dos Círculos Ingleses

Há mais de 20 anos, plantações da Inglaterra e de outros países têm sido alvos de um estranho fenômeno. Desenhos inexplicáveis e cada vez mais complexos surgem misteriosamente em campos de trigo, cevada, canola, arroz e de outros cereais. Seu autor, Wallacy Albino, é o maior especialista nacional sobre o tema e presidente do Grupo de Estudos Ufológicos da Baixada Santista (GEUBS). O livro, rico em ilustrações, traz informações atualizadas sobre esse que é considerado o maior enigma da atualidade.

DVD: Pacote Misteriosos Agroglifos

Já está no ar a Edição 246 da Revista UFO. Aproveite!

Maio de 2017

Em nossa rotina diária

UPDATED CACHE