DESTAQUE

A Noite Oficial dos UFOs no Brasil é destaque na televisão

Por
23 de Maio de 2016
Recriação da perseguição de um caça da FAB a um UFO durante a Noite Oficial
Créditos: G1 Rede Globo

O aniversário de 30 anos da Noite Oficial dos UFOs no Brasil, nome dado pelo saudoso coeditor da Revista UFO Claudeir Covo, deu à Ufologia um destaque na mídia como havia tempos não se via. Dois programas de televisão trataram do caso, sendo um o Link Vanguarda, da afiliada de mesmo nome da Rede Globo que cobre a região do Vale do Paraíba. O programa entrevistou os dois tripulantes do avião Embraer Xingu que foi a primeira aeronave a tentar identificar os intrusos. Ozires Silva, então presidente da Embraer e que regressava de Brasília após aceitar a presidência da Petrobrás, comentou que o UFO era alongado e parecia cilindrico, como uma lâmpada fluorescente. Já seu copiloto, Alcir Pereira, confessou que não conseguiu ficar tão calmo quanto Ozires durante o avistamento.

Alcir Pereira ainda descreveu como o objeto fazia manobras em altíssima velocidade impossíveis de serem reproduzidas por aparelhos terrestres. O programa ainda exibiu trechos de matérias veiculadas em 1986, além de gravações das trocas de mensagens entre os pilotos e os controladores de voo durante o evento. Tais arquivos tornaram-se recentemente disponíveis no Arquivo Nacional em Brasília. O programa contou com a participação do consultor da Revista UFO Renato Mota, que deixou claro o quanto o caso é importante dentro da Ufologia Mundial, sendo o principal caso brasileiro, até pela repercussão inédita. Foi também entrevistado o astrofísico da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), Oli Luiz Vors Júnior, que evocou uma chuva de meteoros causada pela passagem do Cometa Halley, explicação prontamente rechaçada por Alcir Pereira, que disse ter voado em uma noite quando da ocorrência de uma chuva de meteoros, encerrando: "Nada a ver, meteoro não fica parado como aqueles objetos". Os apresentadores do programa ainda destacaram a elevada credibilidade das testemunhas.

Já a matéria do Fantástico foi uma das maiores e mais detalhadas dos últimos anos a tratar do tema Ufologia, infelizmente pecando por apresentar a liberação de documentos antes classificados relativos a esse e inúmeros outros casos como obra de dois obscuros indivíduos da Ufologia Brasileira. Tais personagens nada tiveram a ver com a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já da Revista UFO, e um deles chegou a reter documentos então ainda classificados da Força Aérea Brasileira (FAB), relativos ao Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados (Sioani). O indivíduo chegou a tentar vendê-los, em flagrante desrespeito à lei, evidenciando que a produção do Fantástico deveria buscar especialistas profiossionais em qualquer matéria, e não pessoas com condutas no mínimo questionáveis. A reportagem teve início rememorando os fatos ocorridos em 19 e 20 de maio de 1986, mesclando reportagens e entrevistas da época com animações produzidas recentemente.

REVELAÇÕES SURPREENDENTES

crédito: G1 Rede Globo
Trecho da gravação exibida no Fantástico
Trecho da gravação exibida no Fantástico

A matéria deu grande destaque ao então sargento Sérgio Mota da Silva, controlador da torre do aeroporto de São José dos Campos e primeiro a informar a respeito dos UFOs. Em sua primeira entrevista para uma televisão ele, atualmente atuando como controlador civil e que preferiu não mostrar o rosto. Ele descreveu como orientou Ozires e Alcir, no Xingu, a tentar identificar um dos UFOs, e como depois entrou em contato com o controle de voo em São Paulo e com o Cindacta em Brasília. Foi de Mota a mais surpreendente revelação da matéria, a de que tentou fazer contato com os objetos, aumentando e diminuindo a intensidade das luzes de balizamento da pista de pouso de São José dos Campos. O controlador disse que aumentando as luzes o UFO se afastava, e quando as diminuía o objeto tornava a se aproximar. "Parecia responder de modo inteligente aos sinais que eu fazia com as luzes da pista", ele descreveu.

crédito: G1 Rede Globo
O avião Xingu de Ozires Silva e Alcir Pereira, primeira aeronave a tentar perseguir os UFOs
O avião Xingu de Ozires Silva e Alcir Pereira, primeira aeronave a tentar perseguir os UFOs

Um dos destaques entre os trechos de gravações exibidos foi a orientação de Brasília a Sergio Mota, dizendo: "Se alguém perguntar se viu, você não informada nada, viu? Você não viu nada e não sabe de nada". Outro trecho mostra o diálogo entre o piloto Armindo Viriato e o controle aéreo, confirmando o contato visual com um dos UFOs. Os diálogos em código deixam claro que o caça chegou a se aproximar do intruso a ponto de tê-lo dentro do alcance de seus mísseis, porém o UFO em instantes se afastou em alta velocidade. "Aumentando rápido a distância, comportamento muito estranho esse", diz o capitão viriato na gravação. A seguir foi mostrada uma entrevista com o piloto, exibida pelo Fantástico em 1999 (confira vídeo abaixo) em que é confirmado que o UFO atingiu em instantes a velocidade de Mach 15, cerca de 15.000 km/h. A matéria termina analisando o já famoso Relatório de Ocorrência, um dos documentos ufológicos mais importantes de todos os tempos. Sérgio Mota resumiu: "É alguma coisa inexplicável pelo nosso ponto de vista tecnológico à época, e mesmo ainda hoje". De lamentar apenas que a produção do Fantástico não tenha apresentado o depoimento dos autênticos responsáveis pela liberação da documentação, os membros da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU).


Confira a matéria do Link Vanguarda com participação do consultor da Revista UFO Renato Mota

Assista à matéria do Fantástico

Assista a uma reportagem feita em 1986 sobre a Noite Oficial dos UFOs

Confira a matéria de 1999 no Fantástico

Baixe os documentos liberados graças à campanha UFOs: Liberdade de Informação Já

Leia o documento Relatório de Ocorrência

A Noite Oficial dos UFOs no Brasil, 30 anos depois

Invasão

Ministério da Defesa e ufólogos acertam canal de comunicação inédito no mundo

Governo Brasileiro libera um dos mais importantes documentos secretos sobre UFOs até agora

Organograma do Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados (Sioani)

Saiba mais:

Livro: UFOs: Arquivo Confidencial

crédito: Revista UFO
UFOs: Arquivo Confidencial
UFOs: Arquivo Confidencial

UFOs: Arquivo Confidencial - Um Mergulho na Ufologia Militar Brasileira expõe casos ufológicos de gravidade ocorridos no Brasil, que permanecem até hoje sob sigilo. O livro apresenta detalhes até então desconhecidos de como nossos militares conduziram investigações secretas de incidentes com naves alienígenas no país. Entre eles estão as impressionantes conclusões da Aeronáutica após conduzir a Operação Prato na Selva Amazônica, para apurar o Fenômeno Chupa-Chupa. O autor, Marco Antonio Petit, é um dos mais conhecidos e respeitados ufólogos brasileiros, co-editor da Revista UFO há 20 anos e autor de várias obras sobre a presença alienígena na Terra.

DVD: UFOs e ETs na Amazonia

Já está no ar a Edição 160 da Revista UFO. Aproveite!

Dezembro de 2009

Até os ufólogos estão surpresos com o Governo

UPDATED CACHE