DESTAQUE

A mulher que desenhou um mapa estelar de uma civilização alienígena antes de sua descoberta

Por
02 de Janeiro de 2021
O casal abduzido Betty e Barney Hill.
Créditos: Wikimedia Commons

Na maioria das vezes, relatos de abdução são tratados como chacota. Mas e se houver evidências que os comprovem?

No começo dos anos 60, Betty Hill foi abduzida junto com seu marido, Barney Hill. Durante seu episódio, os alienígenas teriam mostrado a ela um mapa estelar, o qual ela desenhou depois sob hipnose. A ação foi julgada improcedente, já que o dito sistema se parecia com nada mapeado até então. Porém, astrônomos modernos apontam que a constelação desenhada por Betty Hill de fato existe.

Em 1961, quando iam visitar as cataratas do Niágara, Betty Hill e seu marido viram um UFO flutuando acima de seu carro. Conforme a nave se aproximava, era possível ver os tripulantes. Logo mais, houve um lapso de tempo em que não se lembravam do que tinha ocorrido. Através da regressão hipnótica, o casal foi capaz de recobrar as memórias perdidas.

Acima, o desenho de Betty Hill. Abaixo, o mapa estelar mapeado atualmente.
Fonte: Beyond Belief Archive

Ela e seu marido foram levados a salas diferentes após terem passado por um exame médico. O relato do marido batia com o da esposa, dando mais veracidade ainda ao caso. Betty relata que os alienígenas não aparentavam comportamento hostil, não tendo causado mal ou dor alguma ao casal. Mesmo assim, ambos tiveram traumas psicológicos devido ao ocorrido.

Em determinado momento, Betty perguntou a origem dos seres, que lhe mostraram um mapa estelar, que incluía inclusive rotas comerciais interestelares. Sob hipnose, ela foi capaz de relembrar o episódio, assim como o mapa, o qual desenhou e chocou os astrônomos da época. Porém, anos depois, a descoberta da constelação de Zeta Reticuli corroborou a experiência que sofreram.

UFO Recomenda

Já está no ar a Edição 281 da Revista UFO. Aproveite!

Novembro de 2020

Marcados por extraterrestres