DESTAQUE

A CIA criou as teorias da conspiração

Por
30 de Março de 2020
Documentos e provas sobre a presença extraterrestre censurados.
Créditos: Revista UFO

Até que ponto as teorias da conspiração são reais e até que ponto eles são teorias da conspiração? Essa pergunta que parece ser uma pegadinha pode não ser. Segundo documentos desclassificados pelos Estados Unidos, a CIA parece estar no centro dessa história.

 

Conspirações existem desde que o mundo é mundo e foram elas que ajudaram a construir a história das nações, para o bem e para o mal. Já as teorias da conspiração foram inventadas pela CIA, diz um artigo recente publicado no theconversation.com,

Ao olhar para as origens do termo, os pesquisadores descobriram que ele não é antigo e que na verdade, parece ter começado em 1967, cunhado pela CIA para desacreditar qualquer pessoa que questionasse a explicação oficial sobre o assassinato do presidente John Fitzgerald Kennedy.

Segundo o que se sabe, Lee Harvey Oswald, o homem acusado pelo governo de puxar o gatilho e assassinar o presidente agiu sozinho e por vontade própria. 

 

Nascem as Teorias da Conspiração

 
Super secreto, o carimbo que classifica os documentos.

O termo, claro, existia antes do assassinato de JFK, mas como alguns acreditam, foi a CIA que mudou a aplicação da expressão, dando a ela uma conotação negativa.

Segundo o site theconversation.com,  embora as pessoas façam afirmações diferentes sobre a origem do termo, todos os pesquisadores citam um documento oficial da CIA chamado Concerning Criticism of the Warren Report como prova conclusiva

O documento foi desclassificado em 1976, por solicitação do jornal The New York Times, com base na Lei de Liberdade de Informação. Nele podemos ler a preocupação da agência com o número considerável de pessoas que duvidaram da investigação oficial sobre o assassinato de Kennedy.

A investigação, como sabemos, esteve a cargo da Comissão Warren, que concluiu que Lee Harvey Oswald agira sozinho. 

A CIA também queria municiar seus contatos com argumentos contra aqueles que contestavam as descobertas e a versão oficial do evento. Por exemplo, enfatizando que ninguém em sã consciência escolheria alguém tão instável quanto Oswald como um peão em uma trama maior. 

 Porém, de acordo com o site, “não há uma única frase no documento que indique que a CIA pretendia armar, muito menos introduzir, o termo ‘teoria da conspiração’ para desqualificar as críticas. De fato, ‘teorias da conspiração’, no plural, é usado apenas uma vez”.

O termo aparece na frase “As teorias da conspiração frequentemente lançam suspeitas sobre a nossa organização, por exemplo, alegando falsamente que Lee Harvey Oswald trabalhou para nós”, dentro do documento.

À época, o termo ainda não tinha o mesmo peso negativo ou desqualificador que carrega hoje, mas ele acabou fazendo parte das conversas das pessoas e, com o tempo, ganhou peso porque passou a ser empregado para qualquer coisa que indicasse que o governo estava mentindo para a população.

 

Roswell


Queda de UFO em Roswell, no estado do Novo México.
Crédito: Revista UFO

 Como já dissemos, as conspirações existem desde sempre. Mas foi realmente a era industrial que impulsionou as conspirações de pessoa para pessoa e, eventualmente, ao redor do mundo em questão de segundos. 

Portanto, não é de admirar que muitos considerem o assassinato e a investigação de JFK a primeira vez em que uma teoria semelhante foi discutida em todo o país.

Mas, se o site tivesse consultado os ufólogos, eles apontariam o ano de 1947 como o nascimento da maior de todas as conspirações: o encobrimento da queda de um UFO em Roswell. Ou será que isso também é uma teoria da conspiração?

Fonte: Mystery Wire

Assista abaixo uma entrevista do programa Todo Seu sobre Teorias da Conspiração:

Já está no ar a Edição 249 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2017

Um passado desconhecido