DESTAQUE

A Academia To The Stars revela ter sete pedaços de UFOs acidentados

Por
03 de Outubro de 2018
A Academia afirma que tem sete amostras, incluindo esta de uma incrível liga de bismuto-magnézio-zinco.
Créditos: Daily Star

A Academia de Artes e Ciências To The Stars (TTSA), corporação de Tom DeLonge dedicada a buscar respostas para o mistério UFO, afirma ter sete amostras de material UFO. “Cada amostra representa diferentes elementos potenciais de UFOs e como eles operam”, disse a academia. Diz-se que alguns dos material são oriundos da liberação de um UFO enquanto pairava e; outros fazem parte uma embarcação encravada.

Os estudos iniciais dos objetos sob o Projeto de Pesquisa ADAM geraram alguns resultados incríveis, de acordo com relatórios.  Para a TTSA, a amostra de bismuto-magnésio-zinco (foto da capa) é de uma recuperação de colisões de UFOs, mas admite que a fonte não pode ser verificada. 

Seus especialistas disseram que não há precedentes para essa combinação estruturada de materiais e que o verdadeiro propósito ou função do material é desconhecido. Curiosamente, verificou-se que um lado de uma amostra parece ter sido trabalhado pois apresenta um contorno definido. Também descobriram que o material age como um guia de ondas para as frequências de ondas eletromagnéticas (terahertz).

Para os investigadores da TTSA, o governo dos Estados Unidos está armazenando materiais capturados de UFOs em um enorme hangar, fortemente vigiado perto de Las Vegas, e também já o reivindicou. O programa ultra-secreto de identificação de ameaças aeroespaciais (AATIP) do Pentágono investigou o Fenômeno UFO por quatro anos a partir de 2008. Luis Elizondo afirma que o programa ainda é ativo. Este programa, de mais de 80 milhões de reais, foi lançado depois que o ex-senador democrata de Nevada, Harry Reid, defendeu sua criação.

A Bigelow Aerospace, fundada pelo empresário e ufólogo Robert Bigelow, 73, trabalhou ao lado de funcionários do governo, incluindo Luis Elizondo, e informou que materiais e ligas de UFOs acidentados estavam sendo armazenados na sede da empresa em Las Vegas. O New York Times informou no ano passado que “sob a direção de Bigelow, a empresa modificou prédios em Las Vegas para o armazenamento de ligas metálicas e outros materiais que, segundo Elizondo e contratantes do programa, haviam sido recuperados de UFOs”.

Os pesquisadores também estão estudando pessoas que disseram ter experimentado efeitos físicos nos encontros com os objetos e as examinam em busca de mudanças fisiológicas. A  TTSA informou que mais testes estão previstos para o material e os relatórios serão divulgados em seu site. 

 Fonte por  Tothestarsacademy.com Dailystar.com. Tradução por Valdecir Zimmermann

Veja a análise do material por Linda Moulton Howe aqui.

Veja o vídeo da Academia To The Stars:

Já está no ar a Edição 260 da Revista UFO. Aproveite!

Agosto de 2018

O ano em que eles inundaram a Europa