VÍDEO

Desparecimentos: Frederick Valentich

Autor: Joao Marcelo | Data: 29/10/2018

O caso ocorreu sobre o Estreito de Bass, na Austrália, no dia 21 de outubro de 1978, e envolveu o piloto civil Frederick Valentich que já havia realizado dezenas de viagens aéreas entre Victoria e a Ilha de King (Austrália) com seu avião Cessna 182-L, e já havia acumulado uma quantidade significativa de horas de vôo, tanto noturnas quanto diurnas. Frederick Valentich planejou o seu vôo antecipadamente e programou passar sobre o Cabo Otway, para atingir o Estreito de Bass. Seu avião deixou o aeroporto de Moorabbin precisamente às 18:19 horas, sendo que o vôo todo, na ida, não tomaria mais que 90 minutos e a chegada estava prevista para às 19:50 horas. Quando decolou, ainda faltavam cerca de 30 minutos para o pôr do sol. Quando passava sobre o Cabo Otway, Valentich comunicou-se com a torre de controle aéreo, por volta das 19:00 horas, informando que se encontrava à cerca de 4.500 pés de altura, sobre o mar. Nesta ocasião, as condições de tempo estavam perfeitas, com ventos bem suaves, ar morno e céu sem qualquer nuvem. Já ingressando no escuro da noite, às 19:06 horas, Frederick contatou a torre de controle, com a voz calma e sem demonstrar qualquer distúrbio, perguntando ao controlador em operações sobre estranhas luzes que estava observando a alguns quilômetros a sua frente. O controlador respondeu desconhecer do que se tratavam tais luzes e os dois mantiveram então uma conversa enquanto que, em poucos minutos, Frederick Valentich desaparecia sem qualquer vestígio. Buscas realizadas na área não localizaram o avião e nem o piloto. Toda a conversa está gravada em 53 minutos de fita em poder do Departamento de Transportes da Austrália (DOT).

SHARE
SHARE

VEJA TAMBÉM

VOLTAR PARA DOCUMENTÁRIOS