ENTREVISTA

Os ETs são guardiões da Terra e da humanidade há muitos milênios

Por George Noory | Edição 261 | Setembro de 2018

A utilização de hipnose regressiva para se resgatar as memórias que foram suprimidas no momento de uma abdução alienígena é um assunto que, assim como as próprias abduções, divide opiniões dentro da Ufologia. Porém, mesmo com toda a controvérsia que gera, a hipnose ainda é a melhor ferramenta para se buscar conhecer o que aconteceu com a pessoa, que muitas vezes sofre por algo que sabe que lhe ocorreu, mas não consegue explicar.

Há muitas críticas sobre o procedimento e, claro, não se pode simplesmente ignorar todas elas, pois algumas realmente procedem. Porém, também não se pode subestimar as evidências trazidas pelas sessões de hipnose regressiva. Não são raras as vezes que, ao investigar aquilo que as pessoas contam quando estão em estado de transe, se descobrem novos dados que confirmam um relato precioso. Como tudo o que se relaciona à Ufologia, o equilíbrio aqui é fundamental.

Nesta edição iremos conhecer mais sobre o universo da hipnoterapia em uma entrevista inédita em nosso país, feita com a já falecida ufóloga e hipnóloga norte-americana Dolores Cannon, criadora do método Técnica de Cura por Hipnoterapia [Quântica Quantum Healing Hypnosis Technique] ou apenas hipnoterapia quântica, como é conhecido o processo no Brasil. Dolores faleceu em outubro de 2014 e seu trabalho continua na figura de sua filha, Julia.

Descoberta de vidas passadas

Dolores Cannon nasceu em 1931, na cidade de Saint Louis, no estado do Missouri, onde morou até se casar, em 1951, com um oficial da Marinha dos Estados Unidos. Após passar anos viajando pelo mundo acompanhando o marido em suas transferências, e dedicando seu tempo a criar seus filhos como uma típica esposa da época, em 1968 tudo mudou para ela. Na década de 60, Dolores e Johnny usavam a hipnose para ajudar as pessoas a deixarem alguns vícios ou a dormirem melhor. Em 1968, entretanto, ela e o marido foram convidados pelos médicos de uma base militar no Texas, onde ele trabalhava na ocasião, para ajudarem uma mulher que lutava contra a obesidade, cuja saúde estava seriamente comprometida — os médicos acreditavam que a hipnose poderia, ao menos, ajudar a diminuir as crises de ansiedade da enferma.

Durante a sessão, conduzida exclusivamente com o intuito de fazer a mulher se sentir mais calma, e sem que o casal tivesse feito qualquer coisa de especial ou diferente daquilo sempre que costumava fazer, a paciente começou a descrever cenas de uma vida na qual ela era magra [“Um violão” foi a expressão usada], durante os efervescentes anos 20 do século passado. Dolores e Johnny viram a mulher literalmente se transformar em uma personalidade diferente, adquirindo outro tom de voz e diferentes maneirismos corporais.

Sem saber o que estava acontecendo, eles optaram por deixar aquela manifestação continuar e ver o que podiam descobrir conforme fossem explorando a situação. Durante os meses seguintes, o casal conseguiu fazer diversas outras regressões com a paciente, chegando até o momento em que ela descrevia ter sido criada por Deus. Todo o caso está narrado no livro Five Lives Remembered [Cinco Vidas Recordadas. Ozark Mountain Press, 2009], o primeiro de muitos escritos pela pesquisadora.

Tudo isso aconteceu em uma época em que a regressão a vidas passadas era um conceito praticamente inédito. Ainda não havia movimento Nova Era, a chamada metafísica estava a décadas de distância e simplesmente não havia livros, instruções ou recursos que o casal pudesse usar para um caso como aquele — isso, no entanto, provou ser uma benção disfarçada, pois levou Dolores e Johnny a escreverem seu próprio conjunto de regras e a desenvolverem sua própria técnica, o que significava que eles não estavam limitados ou confinados em sua abordagem. Como não tinham ninguém para lhes dizer o que fazer, como fazer ou o que era ou não possível fazer, eles experimentaram uma curiosidade e entusiasmo insaciáveis.

O conhecimento se aprofunda

Mais tarde, naquele mesmo ano, Johnny sofreu um grave acidente de carro e precisou passar por uma amputação parcial. Eles, então, se mudaram para uma pequena cidade nas colinas do estado de Arkansas e ali viveram da pensão da Marinha, deixando a hipnose regressiva de lado até que os filhos estivessem criados e vivendo suas próprias vidas. Depois disso, Dolores decidiu voltar a tratar pessoas por meio do procedimento, e mesmo morando em uma pequena cidade como aquela onde residia, conseguiu angariar um número razoável de pacientes ou clientes.

Nos anos seguintes, Dolores Cannon se concentrou em análises de reencarnação e se familiarizou com os conceitos de viagem no tempo. Muitos de seus pacientes ou clientes contavam suas vidas em épocas passadas e a pesquisadora explorava bastante o assunto, pedindo a eles que descrevessem tudo com o maior número de detalhes possível, desde o tipo de vestimenta que usavam até os alimentos que consumiam, a língua que falavam, o dinheiro que usavam, as funções ou trabalhos que exerciam, as regras sociais da época e mais um sem número de assuntos. Depois, ela passava semanas pesquisando sobre o que lhe era dito, buscando verificar se as informações procediam ou não. E elas sempre se confirmavam.

Após conduzir milhares de sessões cujas informações dadas ela sempre verificou serem verdadeiras, a entrevistada concluiu de forma segura que seus resultados eram genuínos, ou seja, as pessoas realmente estavam contando sobre suas existências prévias — e com uma impressionante riqueza de detalhes. Além disso, ela percebeu que toda aquela informação recebida não vinha da parte consciente da mente, mas de uma “outra” parte, que ela acreditava ser o subconsciente dos indivíduos.

Conforme as pesquisas se aprofundavam, Dolores Cannon concluiu que o subconsciente é uma espécie de camada que subjaz à mente consciente e que, uma vez que se consiga alcançá-lo e contatá-lo, não há respostas que ele não possa fornecer sobre a vida atual ou passada da pessoa em questão. Assim, ela criou sua técnica de contato e cura instantâneos, a qual, como já dissemos, recebeu o nome de hipnose quântica.

Em mais de 20 idiomas

Toda a experiência de Dolores foi documentada e boa parte dela está registrada em livros que, por não conseguirem uma editora que os quisesse publicar, demoraram décadas para chegar ao público — isso se resolveu em 1992, quando a autora abriu sua própria editora, a Ozark Mountain Press, que hoje publica obras de mais de 50 autores, de quatro continentes. Os livros de Dolores já foram traduzidos em mais de 20 idiomas.

A entrevista a seguir foi produzida a partir da edição de várias conversas com a autora, ocorridas ao longo do tempo com este autor, enquanto apresentador do programa norte-americano de rádio Coast to Coast. Também se baseou em informações fornecidas em seu portal e de trechos de suas palestras, conteúdos que nos permitem conhecer a história de Dolores Cannon. Suas incríveis descobertas cobrem assuntos como a vida de Jesus Cristo e sua permanência entre os essênios, a presença extraterrestre na Terra, vida em outros planetas e dimensões, profecias de Nostradamus, viagens e comunicações no tempo, agroglifos e muitos outros tópicos igualmente intrigantes. Vamos a ela.

A senhora poderia começar nos contando como foi que tudo isso começou em sua vida?
Claro. Eu me casei com um homem da Marinha e, portanto, me tornei uma típica esposa de militar, mudando sempre de casa e muitas vezes de país, vivendo para meu marido e meus filhos. Eu e Johnny costumávamos fazer sessões de hipnose regressiva leve, com pessoas que queriam parar de fumar ou queriam se sentir mais relaxadas. Naquela época, nos anos 60, era tudo ainda muito primitivo e nós usávamos um pêndulo e técnicas que hoje ninguém mais usa.

E nunca induzíamos ninguém a transes profundos, pois sequer sabíamos como fazê-lo, na verdade. Em uma ocasião, quando Johnny estava trabalhando no Texas, os médicos da base nos pediram para fazer uma sessão de hipnose com uma senhora que sofria de severa desordem alimentar, apenas para tentar induzir um relaxamento mais profundo, que eles acreditavam que pudesse ajudá-la em suas questões de saúde. E foi então que tudo começou.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.

O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

LOGIN

Compartilhe essa entrevista:

Comentários