Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ENTREVISTAS

Por Thiago Luiz Ticchetti

Casos de abdução revelam que há um cataclismo a caminho da Terra

Pessoas no mundo inteiro podem ter sido abduzidas. Sofrem com crises de pânico, ansiedade e outros transtornos. Passam anos indo a médicos e tomando remédios. Já passamos da hora de ver a ciência estudando o fenômeno para que possamos entendê-lo.

Categoria: ABDUÇÕES | CIÊNCIA | HIPNOSE REGRESSIVA | IMPLANTES ALIENÍGENAS | RELATOS | TRAUMAS

Um dos aspectos mais difíceis e controversos da Ufologia, o fenômeno das abduções tem se mostrado um desafio à parte para os pesquisadores que se aventuram a estudá-lo. Muitos sequer tinham ouvido falar de sequestros por extraterrestres até que o assunto chegou até eles ou, como no caso de nossa entrevistada, entrou pela porta de seu consultório 22 anos atrás e nunca mais saiu.

Difícil, dolorosa e cheia de nuances, a abdução alienígena é tratada por muitos profissionais da saúde como um aspecto de uma doença maior, seja esquizofrenia, paranoia ou outras mais. Porém, a verdade é que há casos nos quais o paciente é são, os remédios não ajudam e os fatos permanecem acontecendo. Nesse ponto, os profissionais não sabem mais o que fazer e é então que a doutora Yvonne Smith entra em ação.

Após mais de duas décadas dedicadas à pesquisa das abduções, o fenômeno ainda a surpreende. E com o decorrer dos anos ela passou a acreditar completamente no relato de seus pacientes. “Pela janela de meu consultório vejo muitos pais com seus filhos em um dia normal, e eu aqui lidando com alienígenas e abduções”, diz ela, com bom humor. Para Yvonne, o cenário relatado por um paciente é uma realidade para milhares de pessoas — mudam os lugares e o tipo de memórias, mas os extraterrestres sempre estão nelas.

Começo de carreira

Muitos céticos afirmam que os abduzidos são pessoas à procura de atenção, mas não é o que a doutora Smith tem visto em seus muitos anos de profissão. Segundo ela, “essas pessoas têm empregos, têm família, pagam seus impostos. Alguns são famosos, outros altamente reconhecidos profissionalmente. E nenhum deles precisa de atenção ou minutos de fama”. Quanto aos relatos que seus pacientes trazem, ela esclarece que, “se você ouve de novo e de novo esse tipo de história, começa a prestar atenção no que estão lhe dizendo. Mesmo que pareça loucura. É isso que me mantém neste campo bizarro. Essas pessoas acreditam que alguma coisa real está acontecendo a elas — e precisam de ajuda”.

O trabalho com hipnose regressiva é, na verdade, a segunda carreira de Yvonne Smith. Ela trabalhou anteriormente, por 10 anos, como supervisora do júri na Corte Superior de Los Angeles, emprego que deixou a fim de cuidar de sua família. No final dos anos 80, foi a um seminário de Ufologia com sua mãe, que tinha muita curiosidade sobre o trabalho do ufólogo Budd Hopkins, considerado o pioneiro na pesquisa das abduções. “Fiquei fascinada em ver como Hopkins usava a hipnoterapia para trazer de volta memórias escondidas. Foi quando nos tornamos amigos e posteriormente ele virou meu mentor”, explicou nossa entrevistada.

 

 

crédito: ARQUIVO UFO
Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 256
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.