Img capa
CAPA

Uma terra assolada por fome, sede, desolação e ainda por alienígenas

Revista UFO | Edição 41 | 01 de Março de 2006

SHARE

De todos os lugares deste nosso rico planeta, não há um único que se iguale ao Nordeste brasileiro, em termos de casuística ufológica. Não que os casos registrados nesta vasta extensão de terra sejam assim tão numerosos. Eles o são, de fato. Mas a diferença do Nordeste para qualquer outra área do mundo se dá no tipo e na contundência dos casos lá registrados. A exemplo da Amazônia, mas com um grau de violência ainda maior, nos estados nordestinos — em especial em suas áreas interioranas, o verdadeiro Sertão — os casos registrados ultrapassam em muito o padrão global conhecido. Ataques impiedosos contra pessoas de vida sofrida são comuns em localidades isoladas e carentes de tudo. Mas não é apenas na Caatinga que tal comportamento alienígena é registrado. Há também — em boa quantidade — casos de grande impacto sendo investigados em áreas metropolitanas e do litoral. Para abordar em profundidade esta situação, convocamos a laboriosa equipe do Centro de Pesquisas Ufológicas (CPU), de Fortaleza (CE), uma das entidades mais antigas do Brasil. Seu presidente, Reginaldo de Athayde, co-editor de UFO há 20 anos, e o diretor de eventos do CPU, Carlos Albuquerque, também consultor da publicação, coordenam a presente edição e mostram a dura realidade nordestina.

ARTIGO DA CAPA

ARTIGOS

UFOs surpreendem pescadores

Por Equipe CPU | 01 de Março de 2006

UPDATED CACHE