Brasil: O primeiro do mundo
Edição 251

Brasil: O primeiro do mundo

04 de May de 2018

Muito pouca gente sabe, inclusive entre os leitores da Revista UFO, que o Brasil foi o primeiro país do mundo a admitir a realidade dos discos voadores. Isso aconteceu em 1954, em uma concorrida reunião na Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o então coronel João Adil de Oliveira, recém-chegado de uma viagem aos Estados Unidos, dirigindo-se à seleta plateia de graduados militares e imprensa carioca, afirmou que os discos voadores são assunto sério e que nenhuma nação do mundo poderia ignorar isso. Apenas 22 anos depois, em 1976, que outro país viria a fazer o mesmo — a França. Esta parte tão desconhecida da história da Ufologia Brasileira deve ser vista como exemplo da seriedade como nossas Forças Armadas tratam do Fenômeno UFO. E mais sobre isso se verá no artigo do convidado especial João Francisco Schramm nesta edição.

Artigo da Capa

Muito antes do boom da internet e da divulgação de documentos confidenciais, pesquisadores brasileiros empreenderam esforços para trazer à academia — um espaço definitivamente desconfiado dos temas insólitos — suas investigações sobre questões de interesse direto da Ufologia. Contudo, com o maior acesso à informação que temos hoje, novas pesquisas tornaram-se possíveis

Artigos