Eles têm bases em nossos oceanos?
Edição 239

Eles têm bases em nossos oceanos?

04 de May de 2018


Não são poucas as informações de que discos voadores se refugiam na proteção proporcionada pelos mares e oceanos da Terra, onde, submersos, permanecem ocultos entre uma e outra missão sobre a superfície do planeta, nas quais realizam até as abduções. Há milhares de casos muito bem documentados de avistamentos dos chamados objetos submarinos não identificados (OSNIs) entrando e saindo de massas d'água em todo o mundo. Mas em um local estas ocorrências parecem assumir uma proporção espantosa: os países que compõem a Federação Russa, ou União Soviética no passado. Isso é o que mostra o artigo de capa desta edição, escrito pelo ucraniano naturalizado norte-americano Paul Stonehill com o auxílio do inglês Philip Mantle, que não se intimidaram diante dos desafios encontrados e juntos se puseram a coletar os mais impressionantes registros da manifestação de UFOs e OSNIs nos países da região.

Artigo da Capa

Sons desconhecidos, objetos invisíveis aos olhos e grandes naves emergindo das profundezas ou nelas entrando, tudo registrado por radares e sonares, é mais um capítulo da impressionante casuística ufológica anômala que compõe as pesquisas secretas feitas pelo Governo Soviético e agora Russo. O que teria descoberto?

Artigos