Edição 96

Chegamos lá de novo. Mas nem sinal dos marcianos...

01 de Fevereiro de 2004

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Revelação cósmica

Excepcional o artigo Quais São as Verdades da Ufologia?, de Jan Val Ellam, em Ufo 95. O autor demonstra ter grande conhecimento sobre espiritualidade e Ufologia, mas deixa a impressão de que sabe muito mais do que escreve e que reserva ao leitor algo para o futuro. Espero que, se eu estiver certa, Ufo venha a publicar o que será esse “algo mais”.
Maria Regina Souza,
São Paulo (SP)

Acompanho o trabalho de Jan Val Ellam há anos, assistindo suas palestras e lendo seus livros. Acho que ele tem respostas práticas para as questões abordadas pela Ufologia e gostaria de continuar lendo textos dele em Ufo.
Ricardo Hashimoto Júnior,
Rio de Janeiro (RJ)

Ufologia e espiritualidade são conceitos que se interpenetram, mas sacar algo que faça sentido sobre a inter-relação entre essas disciplinas é um caminho que tem ida e volta. Deve-se tomar cuidado para não se justificar todos os fatos que a Ufologia ainda não compreende com o argumento da espiritualidade.
Hilton José Castelo,
por e-mail

Intervenção alienígena

Concordo em gênero, número e grau com Lloyd Pye, entrevistado pela seção Diálogo Aberto de Ufo 95. A teoria darwinista não explica a origem da vida na Terra de forma plena – e muito menos a evolucionista. Fico com Pye: acredito que nossa origem tem mesmo a ver com uma intervenção alienígena.
Ruth Amorim Secada,
Caldas Novas (GO)

Fico cada dia mais impressionado com essa revista. A edição 95 está simplesmente excelente, com textos profundos e equilibrados, verdadeiramente informativos. Em especial, a entrevista com o pesquisador Lloyd Pye, que explica com notável lucidez as origens do ser humano. Meus parabéns a ele e ao Marcos Malvezzi Leal, que o entrevistou, por conduzir as perguntas de forma a permitir que o entrevistado desse seu recado.
Tirso do Mello Couto Filho,
Brasília (DF)

UFOs na Patagônia

Agradeço à Liliana Núñez e ao Fabio Picasso por nos brindarem com uma matéria tão interessante como Patagônia, A Abundante Manifestação do Fenômeno UFO, em Ufo 95. Particularmente, me chamou a atenção como os autores descrevem detalhes de episódios ocorridos há tantas décadas.
Rubens Villalba,
por e-mail

Patagônia e Terra do Fogo, conheci ambos. São lugares fascinantes e cheios de mistérios, onde os moradores têm experiências incríveis em seu dia-a-dia. Ouvi muitos relatos de observações de objetos voadores não identificados nas viagens que para lá fiz. Por isso, parabenizo Liliana Núñez e Fabio Picasso pela excelente matéria.
Sanderval Antunes Valinho,
Teresina (PI)

Steven Spielberg

Ao publicar um texto tão atrativo sobre uma série de tevê que está em andamento, e tanto fascina quem gosta de Ufologia, Ufo mostra estar antenada com a atualidade e preparada para ser realmente uma revista interativa. Em edições de anos passados, eram comentados filmes e programas ufológicos na tevê acontecidos muito tempo antes, o que não trazia nenhuma vantagem ao leitor. Com o texto Levados, de Ufo 95, e seus boxes sobre Spielberg e a série Arquivo X, tudo escrito por Renato Azevedo, vemos que a revista se esforça para cumprir seu papel. Parabéns à Equipe Ufo e ao autor.
Daniela Araújo Malta,
Aracajú (SE)

A Revista Ufo deveria investigar melhor a vida de Steven Spielberg. Ele só pode ser um ET! Sua capacidade para retratar aspectos profundos do Fenômeno UFO vai muito além de qualquer outro mortal. Isso está claro na minissérie Taken, que ainda está passando no canal HBO. Sugiro ao Renato Azevedo, que descreveu a obra do produtor de forma tão competente, chefiar uma equipe para investigar a vida de Spielberg em busca de suas origens ou de possíveis abduções. É sério!
Jaime Martino Hommer,
Curitiba (PR)

Não somente o conteúdo da nova fase da Revista Ufo tem proporcionado grande alegria aos leitores, mas também seu visual gráfico. Esta publicação, sobre tema tão polêmico, é tão profissional e bem feita quanto qualquer outra de grande porte
Gilson Mesquita,

São Carlos (SP)

O bem e o mal na Ufologia

Roberto Ferreira fez uma abordagem da Ufologia que nunca tinha pensado antes. Apontar a origem dos extraterrestres da forma como fez é uma ousadia, mas de muita coerência. Tive que ler o artigo três vezes para assimilar sua mensagem. E ela faz muito sentido.
Carlos Alberto Feliciano,
São José (SC)

Sempre soube que as abduções alienígenas são inevitáveis e que, se um grupo de ETs quer mesmo abduzir alguém, não há nada que os impeça. Agora Roberto Ferreira, no artigo Bem e o Mal na Ufologia, de Ufo 95, mostra que há saída para a nefasta ação desses seres. O problema é que só poderemos estar certos disso após comprovarmos o mantra que ele sugere. E para isso é preciso estar na lista dos abdutores...
Isabel Moutinho Avaré,
por e-mail

Ufo pelo mundo afora

Vivo há 5 anos em Andorra, um pequeno país entre França e Espanha, e em todo esse tempo que estou no exterior ainda não encontrei uma revista tão bem elaborada e séria como a Ufo, que já comprava quando ainda era adolescente e morava no Brasil. Gostaria de saber se, vivendo aqui, poderia assinar e receber números atrasados da revista?
Agustin Atento,
por e-mail

Estou morando no Japão há 6 anos e já me adaptei ao pesado ritmo da vida daqui. No entanto, até 2002, era muito difícil me adaptar, pois faltavam muitas coisas com as quais eu estava acostumado no Brasil. E a principal delas era a Revista Ufo, que agora, felizmente, posso encontrar num mercadinho perto de minha casa. Eu adoro a revista e aqui no Japão não há nada parecido com ela. Pena que a Ufo chega aqui com meses de atraso...
Jonas Sakitsukura,
Hokkaido, Japão

Escrevo do Chile para parabenizá-los pela Revista Ufo. Há um ano eu a acompanho e considero uma publicação muito profissional. É uma grande revista e me impressiona a seriedade com que são tratados os temas. Em meu país, o Fenômeno UFO é algo normal e muitos avistamentos são registrados diariamente, especialmente na zona da Cordilheira dos Andes, onde os casos são muito intensos.
Marcelo Corvalan P. Buin,
Santiago, Chile

Em viagem ao Brasil, recentemente, encontrei a Revista Ufo numa banca da rodoviária de Palmas (TO). Fiquei impressionado com sua qualidade gráfica e a profundidade dos artigos. Moro na Venezuela e conheço quase todos os países da América Central e do Sul, onde não existe nenhuma publicação semelhante. O que falta para que vocês passem a editar a revista também em espanhol?
Javier Santillo Eres,
Caracas, Venezuela

Natal ufológico

Li o artigo É Natal, de dom Fernando Pugliesi, em Ufo 94, e confesso que me deu sono. Eu pergunto: e daí? Se Jesus foi de fato um alienígena aqui aportado, o que isso tem a ver ou a acrescentar à Ufologia? Se no seu Natal houve manifestação ufológica, muito menos! Nas bibliotecas pululam escritos e especulações sobre esse genial personagem. Porém, poucos autores têm acertado o alvo das mensagens do mestre, que por pregar o Evangelho encontrou a morte na cruz.
Frei Tadeu Luiz Fernandes,
Lupionópolis (PR)

Ombudsman

Li seu livro eseus artigos porque tenho a intuição de que irão trazer algo de novo para nossa Ufologia. Mas escrevo para perguntar o que você quer dizer com nível mitológico ou sociológico quando se refere ao Fenômeno UFO. Entendi que issoseria o cerne de sua resposta a milhares de indagações feitas após aedição 70 de Ufo. Tive a impressão de que você está esperando o momento certo para se manifestar, quando o caldeirão estiver borbulhando e receptivo para novas e revolucionárias.
Rafahel Tanaka,
São João da Barra (RJ)

Acho seu trabalho na revista interessante, mas acredito que a forma como está sendo conduzido o faz acabar fugindo de seu papel. Li suas críticas ao trabalho dos pesquisadores paranaenses Carlos Alberto Machado e Julio César Goudard. Embora não conheça pessoalmente o primeiro, quero relatar que conheço segundo e afirmo ser um pesquisador sério, sensato e dedicado, ao contrário de muitos que acreditam que fazer Ufologia é ficar atrás de um computador. Acho que não é papel do ombudsman criticar erros de português de autores como Goudard ou Machado. Essa é uma crítica construtiva, para ajudar aimpedir que a seção Espaço do Ombudsman desincentive os poucos pesquisadores de campo que ainda existem.
César Augusto dos Santos,
Curitiba (PR)

Visão Remota

Sou leitora regular da Revista Ufo há algum tempo. Na edição 94, li com grande interesse o artigo Visão Remota, do pesquisador e cientista Jayme Roitman. Seu conteúdo, muito objetivo, desperta interesse para mais pesquisas. Ele está de parabéns, assim como a produção desta revista pela escolha do tema. Tenho expectativa de que as investigações continuem.
Elizabeth Kleinmayer,
por e-mail

Quero manifestar a grande satisfação que tive ao ler nessa revista a melhor matéria que já vi sobre o assunto visão remota. Trata-se de um estudo completo e dentro de parâmetros científicos extremamente sérios. A Revista Ufo cresce muito ao apresentar aos leitores algo com tal teor e qualidade. Quero parabenizar o autor da matéria, Jayme Roitman, que brilhantemente enriqueceu os que procuram aprender e se atualizar de forma consistente sobre o assunto.
Maria Luíza Smiljanic,
Barretos (SP)

Leitores comentam

Enquanto a mídia sensacionalista e convencional desinforma a população sobre a verdadeira situação do planeta, que está na iminência de uma profunda mudança, a Revista Ufo segue um caminho muito mais direto e verdadeiro. Quero externar minha admiração pelo grandioso trabalho dessa publicação!
Orlando Ferrarezi,
Jacareí (SP)

Tenho 43 anos e venho acompanhando a Ufologia desde a década de 70. E recentemente, através da Revista Ufo, verifico a estagnação nas pesquisas de campo. Salvo memoráveis artigos sobre círculos ingleses, ETs em Varginha, Área 51, aliens em Fátima e naves nas pinturas medievais, só lemos sobre a repetitiva casuística acidental. Por que não fazem vigílias na Chapada Diamantina (BA), Chapada dos Guimarães (MT) e em Peruíbe, no litoral paulista, onde diversas testemunhas alegam ter visto UFOs com freqüência? Sugiro ainda a publicação de um catálogo com todas as fotos disponíveis até agora dos círculos ingleses, pois quem sabe alguém consiga decifrá-los? E gostaria de ler em Ufo uma reportagem sobre São Tomé das Letras (MG), onde dizem que existem portais para outras dimensões.
L. F. A. Fonseca,
por e-mail

Quero sugerir ao editor e aos articulistas da Revista Ufo que jamais se esqueçam da casuística ufológica. Pesquisem novos casos e investiguem no campo os acontecimentos, pois as respostas para este assunto podem vir de uma maneira inesperada. O Fenômeno UFO precisa ser conhecido pela população, mas também precisa ser mais investigado.
Marcelo Sá da Silva,
por e-mail

Site de Ufo

Sou leitor fiel do site de Ufo e quero parabenizá-los pelo ótimo trabalho que vocês têm feito, mostrando a Ufologia como uma ciência séria que busca resposta para mistérios não solucionados há décadas. Vi na internet um artigo que fala sobre o Sun Cruiser, um corpo celeste de dimensões planetárias que estaria orbitando o Sol e que teria sido detectado por sondas norte-americanas e européias. Gostaria de sugerir que publiquem um artigo a respeito.
Márcio Loureiro,
por e-mail.

Visitar o site de Ufo é uma rotina a que me habituei e que está difícil de mudar (não que eu queira). É que a página da revista é cativante e informativa, sempre com novidades e muita ação. Por isso é que não consigo ficar um dia sem visitá-la
Rosali O. Parente,
Cuiabá (MT)

Casuística ufológica

Quero apenas lembrar aos amigos que aqui em Rondônia acontecem avistamentos de UFOs com muita freqüência, alguns deles impressionantes. Creio que uma atenção para essa região seria proveitosa para o objetivo da revista.
Auro Ferreira Barreiros,
por e-mail

Discos voadores têm sido registrados regularmente aqui onde moro, no sul de Minas Gerais. Sugiro à Revista Ufo fazer uma matéria esclarecendo esses casos e, talvez, ajudar a população a entender melhor o assunto. Afinal, além de veicular matérias, a revista, a meu ver, tem a função pública de orientar a população.
Jonas A. Viveiros,
Prata (MG)

Faz tempo que não vejo em Ufo matérias sobre a casuística da Amazônia, tão rica e diversificada. Exceto por algumas notas sobre o fenômeno Chupa-Chupa, muito pouco tem se falado sobre os impressionantes avistamentos da região.
Maria Auxiliadora Parvas,
São Gabriel da Cachoeira (AM)

Aliens em Fátima

Em relação ao texto de Cláudio Suenaga, Um Alien em Fátima [Edição 92], como sou citado na matéria, gostaria de atualizar a minha formação científica atual. Sou docente universitário, mestre em história moderna e doutor em história contemporânea. Fui, de fato, jornalista cultural até meados da década de 90.
Joaquim Fernandes,
Porto, Portugal

Ufologia e espiritualidade

Estou maravilhado com as recentes reportagens de Ufo. Mas tocante mesmo foi a matéria Ufologia e Espiritualidade, de Carlos Millan [Edição 91]. Excepcional sua proposta para uma Ufologia Integral. Há muito tempo acompanho as edições da revista e afirmo que ela não cresceu, mas renasceu. Como sensitivo, sei das possibilidades de contatos telepáticos ou em viagens astrais, porém, elas são subjetivas. Em minha opinião, o elo entre o espiritual e o interdimensional chama-se Ufologia, talvez uma nova ciência nascendo nestas últimas edições.
Marcos Flore,
por e-mail