Edição 242

2017, um ano a ser comemorado

01 de Janeiro de 2017

IMPRENSA UFOLÓGICA

O Que a Mídia Fala dos Discos Voadores

UFOS na Antártida
Biblioteca UFO, 2016
Rubén Morales

crédito: BIBLIOTECA UFO
Pela primeira vez na história se trata com profundidade de discos voadores na Antártida
Pela primeira vez na história se trata com profundidade de discos voadores na Antártida

Antártida. Dentre todos os continentes de nosso mundo, nenhum é tão deserto, desconhecido e misterioso para nós como o Polo Sul. Com temperaturas e clima extremos, mesmo os cientistas que o pesquisam só podem fazê-lo por alguns meses, dada à impossibilidade de permanência que a região apresenta. Não há habitantes fixos e o número de pessoas que trabalha lá no verão não passa de 4.000. E ainda assim há inúmeros relatos de UFOs.


Durante 10 anos, o psicólogo Rubén Morales, um dos mais destacados pesquisadores ufológicos argentinos, reuniu relatos de avistamentos e encontros com UFOs no Continente Gelado junto aos militares de seu país — e eles são assombrosos. Objetos voadores e submarinos deixaram, muitas vezes, o Exército e a Marinha argentinos completamente atônitos diante de suas manobras e de sua capacidade de desaparecer em um ponto apenas para ressurgir em outro, desafiando a compreensão dos valentes homens responsáveis pelo patrulhamento e defesa da área.


Em UFOs na Antártida vemos relatos inéditos vindos de pessoas abalizadas e sérias, cujos conhecimentos de táticas de combate e de reconhecimento os capacita a interpretar as ações desses objetos desconhecidos de forma diferente que a maioria de nós pode fazer. E eles são taxativos — os UFOS são reais e parecem ter um grande interesse no Continente Gelado. A razão, podemos apenas especular, já que ela tanto pode estar ligada ao fato de a região ser deserta, quanto ao de possuir muitas, e intocadas, riquezas naturais.


Este é um livro único e imprescindível, escrito pelo maior especialista sobre o assunto e que fará o leitor olhar para o Fenômeno UFO com outros olhos. Como deixa claro ao autor, houve, ao longo das décadas, inúmeras testemunhas militares da ação de objetos luminosos incomuns, que entram e saem de águas recobertas por grossas capas de gelo como se elas nada fossem. Em suas páginas conheceremos um pouco da ação dos Estados Unidos e da ex-União Soviética na região e o quão interessados os dois blocos estavam, e ainda estão, em todos os segredos da Antártida. Rubén Morales esteve em dezembro passado em Foz do Iguaçu para apresentar este tema no VIII Fórum Mundial de Ufologia (UFOZ 2016).

Mentes Interligadas
Dean Radin
Aleph, 2006

crédito: ALEPH
Radin usa conceitos científicos avançados para provar sua teoria
Radin usa conceitos científicos avançados para provar sua teoria

Quando estudamos relatos de abdução e contato, em praticamente 100% dos casos as testemunhas apontam a telepatia como forma de comunicação. Em alguns deles, o abduzido descreve o uso de algum tipo de aparelho ou tecnologia para que a comunicação possa se estabelecer, mas na maioria dos eventos ela parece ser algo natural e que é praticado com grande desenvoltura pelos extraterrestres.

Mentes Interligadas talvez aponte para uma explicação de como isso é possível. O autor acredita que tudo aquilo que chamamos de paranormal nada tem de extraordinário, sendo apenas uma das muitas capacidades de nossa mente. Utilizando-se do conceito de entrelaçamento quântico, Radin propõe que a mente não se restringe ao nosso cérebro, à nossa personalidade — ela se estende, como um campo, dominando o ambiente. Tratando de um tema difícil para a ciência, que é o papel da consciência em todos os fenômenos, este livro nos propõe uma nova forma de entender o mundo e nosso papel dentro dele. Para o autor, quando conseguirmos perceber e dominar as capacidades de nossa mente, conquistaremos o universo.