Edição 246

Em nossa rotina diária

01 de Maio de 2017

MUNDO UFOLÓGICO

Fatos da Ufologia Brasileira e Mundial

Novos ativistas afirmam que a abertura ufológica é iminente

O grupo The Disclosure Activists é liderado por Russel Calka, participante há tempos de iniciativas visando à abertura de informações sobre UFOs, e Lisa Galarneau, Ph.D., antropologista sociocultural e futurista. Eles lançaram recentemente um manifesto com cinco objetivos primários: apontar a natureza sistêmica e global do Fenômeno UFO; cobrar da ONU, de suas nações membros, da imprensa e instituições internacionais o reconhecimento da existência e legitimidade de documentos classificados e desclassificados de vários governos descrevendo a ação de UFOs; fornecer evidências decisivas de que naves de origem não terrestre continuam a entrar em nosso espaço aéreo; fornecer evidências de que essas naves e seus sistemas de propulsão dependem de sistemas de energia inéditos que poderiam eliminar os combustíveis fósseis; e comprovar que o Fenômeno UFO tem sido discutido, analisado e acobertado pelos mais altos níveis de governos, serviços de inteligência e forças armadas.

crédito: EDITORIA DE ARTE SOBRE FOTO DE THE TIMES
Presume-se que a Organização das Nações Unidas assuma a liderança do processo
Presume-se que a Organização das Nações Unidas assuma a liderança do processo

Lisa Galarneau afirma: “Sabemos sem qualquer dúvida que nosso planeta tem sido visitado por civilizações extraterrestres. Como um movimento ativista, estamos comprometidos a unir vários grupos de pesquisa e organizações para levar essa história à audiência mundial”. O manifesto publicado afirma ainda que não estamos sozinhos no universo, que encontros de aeronaves civis e militares com UFOs são frequentes e muito bem documentados ao redor do mundo, e que agências espaciais como a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) sabem a respeito.

Lançado novo documentário sobre a vida do General Uchôa

crédito: ARQUIVO UFO
A Pozati Filmes lança documentário que reverencia os trabalhos do pioneiro General Uchôa
A Pozati Filmes lança documentário que reverencia os trabalhos do pioneiro General Uchôa

Juliano Pozati, um dos novos consultores da Revista UFO, é o principal nome por trás da produtora Pozati Filmes. Conhecida pelo estrondoso sucesso do filme Data Limite Segundo Chico Xavier [2015], a produtora disponibilizou em abril sua nova obra, No Meio de Nós. Por meio de gravações e reportagens de época e entrevistas, incluindo a realizada com a conselheira especial de UFO Mônica de Medeiros e o editor da publicação, A. J. Gevaerd, o filme explora a vida e a carreira do general Alfredo Moacyr de Mendonça Uchôa, maior pioneiro da Ufologia Brasileira.

A realidade do contato extraterrestre

No Meio de Nós aborda a realidade do contato extraterrestre e o que as pessoas podem fazer ante a aproximação dessa nova era que se avizinha — e descreve como o General Uchôa, naqueles tempos pioneiros, trouxe o assunto do Fenômeno UFO para discussão nas mais altas esferas militares e governamentais do Brasil. A atuação do maior pioneiro da Ufologia Nacional inspirou gerações de ufólogos, e esse novo documentário a resgata para novamente ser um exemplo para os tempos atuais.

Stephen Hawking confirma que irá viajar ao espaço

O famoso físico britânico participou, por meio de uma gravação, do lançamento e batismo da nova nave suborbital da Virgin Galactic, VSS Unity. A primeira, VSS Enterprise, foi lamentavelmente perdida em seu quarto voo propulsionado, em 31 de outubro de 2014, quando morreu o copiloto Michael Alsbury, deixando ferido o piloto Peter Siebold. Do lançamento da Unity tomaram parte ainda o ator Harrison Ford e a soprano Sarah Brightman. Hawking afirmou que seu sonho sempre foi viajar ao espaço, mas considerava que sua condição, devido à esclerose lateral amiotrófica, o impedia. Contudo, Richard Branson, que comanda a Virgin Galactic, o convidou para a cerimônia de batismo da nave e confirmou que o físico terá um lugar garantido em um dos primeiros voos com passageiros.

Uma nova era espacial

Na gravação para o evento Hawking, Branson disse: “Estamos entrando em uma nova era espacial e espero que possamos criar uma nova unidade. A exploração espacial tem sido um grande unificador, com a cooperação entre as nações no espaço como podemos invejar aqui na Terra”. Ele acredita que levando mais e mais passageiros ao espaço se poderá ampliar nossas perspectivas terrestres, reconhecendo nosso lugar e nosso futuro no cosmos, onde acredita que esteja nosso destino. Os testes da Unity prosseguem e espera-se que o voo com Stephen Hawking aconteça entre o final de 2017 e o início de 2018.

Nave para investigar vida em lua de Júpiter

Por muito tempo o nome Europa Clipper foi utilizado para designar a missão da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) que será lançada no início dos anos 2020 para analisar o potencial habitável da lua Europa. Em março a agência anunciou esse como o título oficial da expedição de 2 bilhões de dólares, em homenagem aos clássicos veleiros de três mastros que foram as embarcações mais velozes do século XIX. A nave entrará em órbita de Júpiter e irá realizar de 40 a 45 sobrevoos próximos de Europa, satélite com 3.100 km de diâmetro e considerado a melhor aposta para abrigar vida extraterrestre no Sistema Solar.

Grau de habitabilidade da lua

Europa Clipper, abastecida por painéis solares, irá analisar a crosta e o oceano interno de Europa com seus instrumentos, buscando determinar o grau de habitabilidade da lua. Em 2015, o Congresso Norte-Americano ordenou o desenvolvimento de um módulo de pouso, e a agência está estudando a melhor maneira de concebê-lo. O conceito mais viável atualmente é o de um veículo estacionário que pousaria no satélite e analisaria vestígios de vida no gelo abaixo da superfície. A data de lançamento mais provável é em 2022, com chegada ao sistema de Júpiter seis ou sete anos depois.

Novos conceitos apresentados em programas da NASA

crédito: NASA
O notável Stephen Hawkings vai ao espaço sem o menor temor. Ele já fez experiências, patrocinadas pela NASA, de voar com gravidade zero
O notável Stephen Hawkings vai ao espaço sem o menor temor. Ele já fez experiências, patrocinadas pela NASA, de voar com gravidade zero

Dentro do programa Conceitos Avançados e Inovadores (NIAC), a agência espacial recebe propostas para futuras missões de exploração. Neste ano, alguns dos destaques são um rover para explorar a superfície de Vênus, cuja maioria dos componentes seria mecânica ao invés de eletrônica, a fim de sobreviver às extremas condições ali reinantes. Outra proposta descreve um módulo de pouso em Plutão capaz de saltar e se locomover graças à baixa gravidade do distante mundo. Também há outra proposta para Plutão, que envolve um inovador sistema de propulsão por fusão nuclear, baseado em projeto atualmente sendo experimentado no Laboratório de Física de Plasma de Princeton.