Edição 198

E se eles finalmente chegarem?

01 de Março de 2013

MENSAGEM DO EDITOR

Por Dentro da Ufologia Globalizada

A Revista UFO lança um projeto para dinamizar a Ufologia Brasileira

A Revista UFO lançou na semana passada uma nova ideia para promover o crescimento da Ufologia Brasileira em várias áreas e de maneira inédita — e agora, estima-se, com um alcance ainda mais profundo. Trata-se do Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), que visa ampliar, aprofundar e melhorar o debate da questão ufológica no país. O GAACC não é, entretanto, uma nova entidade de pesquisas, mas sim uma iniciativa para fomentar a atividade ufológica nacional através de ações práticas e consistentes que irão fazer com que a sociedade conheça definitivamente a realidade sobre os discos voadores.


Entre seus objetivos estão: aumentar a quantidade e a qualidade da pesquisa ufológica praticada aqui, promovendo o incentivo e o treinamento de ufólogos; ampliar a difusão da realidade ufológica no país, realizando eventos públicos e atuando junto a veículos de comunicação influentes; e, com os resultados dessas ações, pressionar a comunidade científica e o meio acadêmico a se envolverem com o tema, para sua aceitação e investigação. É tudo o que a Ufologia Brasileira precisa.


Mas não é só. O Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC) visa também reforçar as ações da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), que mantém desde 2004 a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já. Entre seus planos estão engajar o governo e seus órgãos científicos e militares em uma discussão sobre o assunto com a Comunidade Ufológica Brasileira e levá-la a participar mais ativamente de iniciativas globais de abertura e difusão da realidade ufológica. Os objetivos do GAACC são ambiciosos, é verdade, mas muito realistas e podem ser plenamente alcançados
com o engajamento maciço de pesquisadores e entusiastas do tema.

Participação aberta a todos

Podem participar do Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC) todos os interessados, membros ou entusiastas da Ufologia Brasileira — uma campanha de adesão vem sendo realizada desde fevereiro através de cartas com convites aos leitores, assinantes e clientes da Revista UFO e participantes de suas atividades em geral. A adesão implica no interessado fazer um aporte mensal ao GAACC, do tamanho que puder, que vai empregá-lo na realização de suas propostas, exatamente em estilo de cooperativa. Os recursos serão geridos por um comitê próprio, que definirá os beneficiários do processo com ampla transparência.


Por exemplo, para aumentar a quantidade e a qualidade da pesquisa ufológica praticada no Brasil — um dos principais objetivos da iniciativa —, o GAACC implantará e realizará cursos de investigação de campo em todo o país, para treinar ufólogos e aperfeiçoar seus trabalhos na área. Idem, com o recursos que serão coletados entre os participantes, serão custeadas pesquisas de novos casos ufológicos e também o reexame de ocorrências clássicas. Como se sabe, muitos casos do princípio da Ufologia Brasileira contêm informações valiosas para conhecermos o fenômeno, mas foram investigados com as naturais limitações da época e precisam ser reexaminados. Isso precisa ser revisto.


O que se vê na Ufologia Brasileira é que ela ainda tem andado a passos muito tímidos para aumentar efetivamente a quantidade e a qualidade da pesquisa da presença alienígena na Terra, com sua lamentável carência de estrutura, de recursos e falta de capacitação de seus membros. Também têm sido insuficientes as iniciativas para se ampliar a difusão da realidade ufológica no país, o que deve ser feito por meio de ações públicas que visem pressionar ainda mais o Governo e a comunidade científica para que se faça o esclarecimento amplo e irrestrito da sociedade quanto aos discos voadores. Isso será feito pelo Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC).

Um movimento necessário

Esta carência foi muito discutida no IV Fórum Mundial de Ufologia, realizado pela Revista UFO em Foz do Iguaçu, em dezembro do ano passado, com a participação de 35 conferencistas de 15 nações [Veja edição UFO 197, agora disponível na íntegra em ufo.com.br]. O Fórum teve duas linhas mestras: registrar que estamos em verdadeira contagem regressiva para um futuro contato com nossos visitantes extraterrestres — em data ainda imprevisível —, e admitir que os governos precisam reconhecer esta realidade e dar conhecimento à população de tudo o que ainda escondem sobre o Fenômeno UFO.


Agora, com o Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), a situação da Ufologia Brasileira pode mudar sensivelmente. Entre outras coisas, a atividade de ufólogos produtivos será apoiada e até financiada com bolsas de pesquisas, custeando-se suas viagens a locais de ocorrências e até exames laboratoriais. Para isso, naturalmente, será necessária uma grande quantidade de recursos, que o GAACC também pretende captar não apenas entre os interessados que aderirem à ideia, mas também por meio de patrocínios da iniciativa privada e subsídios de órgãos governamentais dedicados à pesquisa e incentivo à ciência.


Todos podem apoiar e participar desta causa, tornando-se corresponsáveis pelos resultados que forem alcançados. Os participantes da iniciativa receberão relatórios regulares dos procedimentos de pesquisa e divulgação da Ufologia adotados pelo GAACC e informações de casos ufológicos novos e clássicos, além de terem acesso facilitado ou franqueado nos eventos que a Revista UFO realiza e muitas outras vantagens. E como esta é uma iniciativa da publicação, os participantes terão acesso aos seus produtos no Shopping UFO a preço facilitado ou até mesmo gratuitamente, dependendo do tamanho do aporte que fizerem.


Como participar da iniciativa

Para ingressar no Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), escreva à coordenação da ação no endereço abaixo e informe seu endereço postal no e-mail. Você receberá um comunicado com um convite para participar. Basta preenchê-lo e enviá-lo à central do GAACC para providências.

Escreva para: [email protected]

Algumas propostas do Grupo de Apoio

Sendo incontestável que o Fenômeno UFO representa a visitação da Terra por outras inteligências, e que este fato pode mudar a forma como entendemos nossa existência, deve-se:

1 Elevar a quantidade e a qualidade da pesquisa ufológica realizada no Brasil, promovendo o incentivo e o treinamento de ufólogos
2 Ampliar a difusão da realidade ufológica no país, realizando eventos públicos e atuando junto a veículos de comunicação influentes
3 Pressionar a comunidade científica e o meio acadêmico nacionais a se envolverem com o tema, para sua aceitação e investigação
4 Engajar o Governo e seus órgãos científicos e militares em uma discussão sobre o assunto com a Comunidade Ufológica Brasileira
5 Levar a Ufologia Brasileira a participar mais ativamente de iniciativas globais de abertura e difusão da realidade ufológica
1 Elevar a quantidade e a qualidade da pesquisa ufológica realizada no Brasil, promovendo o incentivo e o treinamento de ufólogos
2 Ampliar a difusão da realidade ufológica no país, realizando eventos públicos e atuando junto a veículos de comunicação influentes
3 Pressionar a comunidade científica e o meio acadêmico nacionais a se envolverem com o tema, para sua aceitação e investigação
4 Engajar o Governo e seus órgãos científicos e militares em uma discussão sobre o assunto com a Comunidade Ufológica Brasileira
5 Levar a Ufologia Brasileira a participar mais ativamente de iniciativas globais de abertura e difusão da realidade ufológica