CAPA

Um cenário sombrio para o futuro da humanidade?

Revista UFO | Edição 148 | 01 de Dezembro de 2008

SHARE

MUNDO UFOLÓGICO

Fatos da Ufologia Brasileira e Mundial

por Renato A. Azevedo

Falece Basílio Baranoff

Em 21 de setembro, faleceu o capitão da Reserva da Aeronáutica Basílio Baranoff, uma das figuras mais importantes da Ufologia e do meio científico e acadêmico brasileiro. Na comunidade ufológica ele ficou conhecido ao redigir um impressionante relatório sobre aquele que talvez seja nosso principal caso, conhecido como A Noite Oficial dos UFOs. Seu trabalho sobre os eventos daquela noite, de 19 maio de 1986, quando uma revoada de 21 objetos voadores não identificados paralisou o tráfego aéreo sobre a Região Sudeste, serviu como base para trabalhos de muitos outros ufólogos [A revista PSI-UFO, uma das precursoras da UFO, publicou o texto na íntegra em sua edição 04, de janeiro de 1987]. O incidente foi tão grave que fez o próprio ministro da Aeronáutica da época, brigadeiro Octávio Moreira Lima, convocar uma coletiva de imprensa para relatar os fatos, de maneira inédita no país. A peça de Baranoff, elaborada a partir de entrevistas com militares e civis logo após os fatos, é um exemplo de seriedade que a Ufologia Brasileira muito precisa.

O ufólogo teve atuação destacada em inúmeros órgãos ligados à Aeronáutica, como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e o Centro Técnico Aeroespacial (CTA). Ele participou da criação do Memorial Aeroespacial Brasileiro e desenvolveu atividades tanto junto da NASA quanto da Agência Espacial Russa, onde era respeitadíssimo. Desde o lançamento do Sputnik, em 1957, Baranoff se interessava pelos mistérios do espaço e pela vida extraterrestre. Com elevada qualificação acadêmica, transitava harmoniosamente tanto no meio aeroespacial como no ufológico, comprovando mais uma vez que é imprescindível que ciência e Ufologia sempre caminhem juntas. Como justa homenagem, o Memorial, no CTA, manterá uma mostra destacando os feitos de Baranoff em benefício da atividade espacial no país. A Revista UFO, igualmente, presta sua homenagem a este pesquisador exemplar, que fará muita falta, e cujo exemplo sempre será seguido.

Matéria em movimento além do universo visível?

Usando informações obtidas pela sonda WMAP [Wilkinson Microwave Anisortopy Probe ou Sonda Wilkinson de Anisotropia de Microondas], astrônomos da NASA observaram movimentos inesperados em distantes grupos de galáxias. Um deles, o Aglomerado Bala, identificado pela sigla 1E-0657-56, está situado a 3,8 bilhões de anos-luz e é apenas um dos inúmeros grupos de galáxias que está sendo carregado pelo que os astrônomos chamam de “fluxo escuro”. Segundo os cientistas, o movimento destes colossais arranjos de matéria tem uma velocidade pequena, mas mensurável, que independe do movimento de expansão do universo e não muda com o aumento da distância. O movimento de fluxo escuro vem se juntar a outros mistérios cosmológicos que a ciência luta por desvendar, como o da energia limpa e da matéria escura. A causa sugerida para ele seria a atração gravitacional de matéria situada além do limite visível do universo. Os aglomerados se dirigem para um trecho do céu com 20 graus de extensão, entre as constelações de Vela e Centauro, e seu movimento é constante até uma distância de pelo menos um bilhão de anos-luz. Os pesquisadores dizem que, se o fluxo tem essa extensão, possivelmente se espalham por todo o universo conhecido.

Modelos do chamado Big Bang, a grande explosão que teria dado origem ao universo, sugerem que tenha existido o que os cientistas chamam de “inflação”, uma expansão muito rápida e grande no princípio do cosmos. Se ela de fato ocorreu, então seria possível enxergar apenas uma fração do tamanho total do universo. A explicação mais aceita para o fluxo escuro é a de que os aglomerados de galáxias estão sendo atraídos pela gravitação de matéria empurrada para além da parte observável do universo pela inflação. Um trabalho explicando o fenômeno deve ser publicado no conceituado periódico norte-americano Astrophysical Journal Letters.

Adiada a missão do ônibus espacial para o Hubble

O ônibus espacial Atlantis, que deveria decolar em 14 de outubro para uma missão de manutenção do Hubble, teve sua viagem adiada até fevereiro de 2009. O fabuloso telescópio, que revolucionou nossa compreensão do universo, teve um problema em 27 de setembro, tornando-o incapaz de enviar seus dados à Terra. O canal de transmissão de dados parou de funcionar e levará tempo até que sejam preparados novos sistemas para sua substituição, além do treinamento de astronautas para fazê-la. A missão, originalmente prevista para durar 11 dias, teria nada menos do que cinco caminhadas espaciais, nas quais os astronautas instalariam novos equipamentos e substituiriam aqueles defeituosos. Até agora foram dois anos de ensaios no preparo da missão.

O defeito deu-se no computador que formata os dados do telescópio para enviá-los à Terra. Os cientistas da NASA estão preparando o sistema de reserva do Hubble e experimentando o computador substituto, antes de enviá-lo para a órbita. Esperava-se que, com as providências, o telescópio voltasse a funcionar até o final de outubro, enquanto se aguarda esta que deverá ser a última visita de um ônibus espacial. Lançado em 1990, em uma órbita de mais de 500 km de altitude, o Hubble já foi visitado por quatro missões de reparo. O problema mais sério, que motivou a primeira delas, foi um defeito em seu espelho principal, que felizmente teve conserto bem sucedido, propiciando ao aparelho realizar as fantásticas imagens do universo que o tornaram famoso.

14 de outubro sem surpresas

Por mais incrível que pareça, aconteceu de novo. Uma canalizadora australiana, que se diz “amiga dos ETs” e “embaixadora dos irmãos do espaço na Terra”, novamente anunciou um grandioso evento de repercussões planetárias envolvendo a chegada de naves alienígenas. O fato mudaria por completo nosso modo de vida, faria cair as máscaras dos poderosos de todas as nações e, após ocorrer, faria a humanidade se unir em amor e harmonia, experimentando uma era de felicidade inimaginável. Para variar, nada aconteceu na data anunciada para a chegada “deles”, 14 de outubro de 2008. A nova “eleita” é uma senhora que se apresenta como Blossom Goodchild, que postou há meses um vídeo no site Youtube, dando como certa a chegada de fabulosas naves de uma tal Federação de Luz.

De acordo com a suposta mensagem canalizada pela tal Blossom, os “irmãos e irmãs do espaço”, conforme se anunciavam, pretendiam ampliar a percepção da humanidade terrestre, revelar-lhes muitas verdades e comprovar que vieram em missão de amor. Muito interessante, a versão do vídeo onde a mensagem é exibida em português é entremeada por cenas do filme Contatos Imediatos do Terceiro Grau [1977]. No momento em que a mensagem afirma que “muitos não suportarão as verdades que têm sido mantidas ocultas”, vemos a cena cômica de um técnico quase trombando no personagem de Roy Neary enquanto corre para o banheiro, após a chegada das naves alienígenas no magnífico filme de Steven Spielberg. Muito apropriado para mais um fiasco contatista.

Por sinal, os “seres cósmicos” também afirmavam em sua mensagem, divulgada por Blossom, que vinham “plantando sementes em nossa mídia”, filmes etc, para prepararem sua chegada. Ou seja, lamentavelmente, parece que teremos mais uma leva de crédulos confiantes em que Steven Spielberg é não apenas um cineasta genial, mas um legítimo contatado. A suposta mensagem em nada difere das obviedades de outras similares divulgadas por auto-intitulados contatados, gurus e eleitos. Clama por amor, união e fraternidade, e afirma que todos os nossos problemas serão resolvidos. Blossom ainda postou um novo vídeo, em 16 de outubro, pedindo desculpas pelo fiasco, mas sem explicar porque os seres cósmicos não apareceram. E ainda admitiu que ganhou 400 mil dólares com a mensagem, mas que a soma não cobre os custos dos nove livros que publicou...

crédito: Strange World
Sorridentes com os 400 mil dólares Blossom pediu desculpas
Sorridentes com os 400 mil dólares Blossom pediu desculpas

Site da UFO dispara após programa de TV

A presença do editor da UFO no programa Olha Você, do SBT, em 14 de outubro, fez aumentar significativamente o número de acessos ao Portal UFO [ufo.com.br]. Gevaerd comentou os mais recentes fatos ufológicos em todo o mundo. A entrevista teve como destaque a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, iniciativa da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), que pretende, com base na Lei 11.111/2005, a liberação dos arquivos sigilosos do Governo Federal quanto a ocorrências com discos voadores em Território Nacional. A edição do Olha Você teve os extraterrestres como assunto central, discutindo suas origens, contatos e motivações, além das abduções alienígenas, avistamentos e tudo o que envolve a presença alienígena na Terra. Após o programa, uma verdadeira enxurrada de acessos ocorreu no site da UFO, totalizando cerca de meio milhão em poucos dias. No mês de outubro, apenas até o dia 20, contando com este aumento significativo, o Portal UFO recebeu cerca de 750 mil acessos.

TENDÊNCIAS

Vida em Marte é questão de tempo, diz brasileiro da NASA

Nilton Rennó é um engenheiro brasileiro que lidera uma das equipes de pesquisadores que participam da missão da sonda Phoenix, em atuação em Marte. Professor do Departamento de Ciências Espaciais, Oceânicas e Atmosféricas da Universidade de Michigan, foi dele o anúncio de que havia sido descoberta água líquida no local de pouso da nave no Planeta Vermelho. Rennó explicou ainda que a superfície marciana, a alguns centímetros de profundidade, é composta por gelo. A Phoenix detectou a presença de perclorato de magnésio, um sal que, em contato com gelo, forma um tipo de gel, o que em Marte faz a camada mais próxima da superfície ficar pastosa, conforme mostrado pelos instrumentos da sonda.

O cientista contou que os motores de descida da nave esquentaram a superfície, fazendo com que o gelo derretesse e absorvendo o vapor de água da atmosfera, que foi flagrado pelas câmeras da Phoenix. Ainda segundo Rennó, em pouco tempo poderá ser feito, finalmente, o anúncio da descoberta de vida extraterrestre no planeta, na forma de bactérias marcianas. Ele acredita que são grandes as chances disto se dar logo na próxima missão, em 2010. Para este ano está programado o lançamento da Mars Science Laboratory [Laboratório Científico em Marte, MSL], um jipe bem maior e mais equipado do que os conhecidos Spirit e Opportunity. Rennó diz que a Phoenix tinha como objetivo encontrar água. Portanto, missão cumprida. E que agora será a vez da MSL fazer seu trabalho na área de microbiologia.


Grande Ofertas Exclusivas da Revista UFO