CAPA

Eles têm bases em nossos oceanos?

Revista UFO | Edição 239 | 01 de Outubro de 2016

SHARE

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Tendo sido um abduzido por toda a minha vida, sem nunca saber o que fazer para me prevenir de novas ações destes seres, fiquei empolgado com o artigo Podemos Impedir uma Abdução?, de Ann Druffel, na edição UFO 238. Inclusive, em uma nova tentativa há algumas noites, pratiquei o que ela ensina e acho que consegui escapar de ser levado mais uma vez.
Adalberto Rômulo Sobrinho,

por e-mail

Lucy Pringle

Bastante interessante a entrevista com a pesquisadora inglesa Lucy Pringle, Agroglifos Podem ter Efeitos Positivos no Combate ao Mal de Parkinson, em UFO 238. Tenho lido muito sobre a matéria dos círculos nas plantações, especialmente estimulado pelas inúmeras matérias que a Revista UFO vem publicando a respeito, mas nunca ouvi dizer que entrar em uma destas figuras poderia ajudar a curar enfermidades — e menos ainda uma tão grave quanto o Mal de Parkinson. Quero dizer que foi um verdadeiro alento tomar conhecimento disto, visto que tenho um familiar que sofre desta doença e isto representa uma esperança. Estarei atenta ao surgimento de novos agroglifos em Santa Catarina para ver como poderei agir rapidamente e levar meu parente até lá.
Lucimara Coutinho Messias,
Brusque (SC)

Surpreendente a entrevista Agroglifos Podem ter Efeitos Positivos no Combate ao Mal de Parkinson, com Lucy Pringle, em UFO 238. A estudiosa mostrou que realmente domina o assunto, após duas décadas de dedicação ao tema. Mas foi com alegria que eu vi que, além de belas, as figuras nos campos podem ter uma utilidade prática — ajudar a combater doenças, como o Mal de Parkinson. Obrigado pela ótima entrevista.
Laércio Furtado,
por e-mail

crédito: ARQUIVO UFO
Lucy Pringle foi elogiada por sua entrevista em UFO 238, na qual falou que os agroglifos podem curar doenças
Lucy Pringle foi elogiada por sua entrevista em UFO 238, na qual falou que os agroglifos podem curar doenças

Gostei muito da entrevista que a estudiosa inglesa Lucy Pringle ofereceu à Revista UFO, Agroglifos Podem ter Efeitos Positivos no Combate ao Mal de Parkinson, na edição 238, de setembro. Cada vez que leio sobre estas intrigantes imagens nas plantações, mais me convenço de que certas formas de inteligência estão definitivamente tentando “falar” conosco, mas não temos tido a paciência de ouvir e nem a sabedoria de entender o que estão dizendo. Por isso, é louvável o trabalho de investigação de campo da Equipe UFO e sua insistência para que mais pesquisadores do país se engajem nesta ação. Acompanhei o surgimento dos agroglifos nos anos anteriores e vi que foram poucos os estudiosos que foram até os campos investigá-los. Vamos ver como será neste ano.
Ana C. Ramada,
por e-mail

A entrevista Agro- glifos Podem ter Efeitos Positivos no Combate ao Mal de Parkinson, de UFO 238, nos apresenta fatos que temos que encarar com muita seriedade. Se é verdade que os agroglifos são mesmo uma forma de mensagem, e considerando o crescente número destas imagens nos campos, assim como o aumento radical em sua complexidade, é certo que tal mensagem tem um tom urgente. Isso pode ser mais importante do que podemos supor. Se outras formas de inteligência estão querendo nos “dizer” algo, temos que ter ouvidos para ouvir.
Flávio Augusto Jardins Miranda,
São Paulo (SP)

Impedindo abduções

O texto Podemos Impedir uma Abdução?, da pesquisadora norte-americana Ann Druffel, publicado na edição UFO 238, veio em muito boa hora. Tenho lido na internet — mas não sei se é verdade — que estão aumentando os casos de sequestros por seres extraterrestres, que este é um fenômeno em expansão e mutante, com os abdutores usando novos métodos a cada dia. Por tudo o que entendo destes casos, parece que não existe muito o que se fazer para não ser levado. Mas a autora nos oferece uma opção. Muito louvável a sua atitude e muito útil a sua pesquisa.
Rafael Ricardo Almeida,
por e-mail

Parabéns à pesquisadora Ann Druffel pelo artigo Podemos Impedir uma Abdução? Agora, finalmente, podemos ter algum tipo de proteção contra as violações que sofremos por parte destes seres, que, sem nossa autorização e pouco se importando com nossa existência, simplesmente nos raptam e fazem o que bem entendem conosco. Ann Druffel está de parabéns por propor um método de resistência a estas verdadeiras agressões.
Cireneu Sertório,
Londrina (PR)

crédito: ARQUIVO UFO
Os leitores se impressionaram com as imagens de agroglifos apresentados na entrevista da pesquisadora inglesa Lucy Pringle
Os leitores se impressionaram com as imagens de agroglifos apresentados na entrevista da pesquisadora inglesa Lucy Pringle

Não creio que se possa impedir uma abdução alienígena, como nos propõe a pesquisadora Ann Druffel em seu artigo publicado na edição UFO 238, de setembro. Acho que os métodos apresentados e propostos pela estudiosa podem, no máximo, aliviar o processo de rapto, seja durante sua realização, seja após ele, como forma de consolo para quem passa por tal experiência. De qualquer forma, é interessante saber que existem iniciativas como a de Ann para fazer alguma coisa.
José Armando Ross,
Canela (RS)

A abdução alienígena é como toda e qualquer outra forma de agressão: uma arbitrariedade e uma atrocidade. Deve ser combatida com todas as nossas forças.
Messias Vitorino,
por e-mail

Astrobiologia

Como autor do texto Astrobiologia, de UFO 237, gostaria de dizer que não escrevi e não gostei de alguns subtítulos inseridos na matéria, a exemplo do que se lê na página 32: “Nossa forma corporal depende da interação com toda a biologia e com os processos químicos e físicos comuns ao nosso planeta. Como, então, não vemos relatos de seres de conformação não humanoide? Teríamos nós e eles uma ligação?” A parte “Teríamos nós e eles uma ligação?” não está de acordo com o que penso sobre o assunto.
Bruno Martini,
por e-mail


Grande Ofertas Exclusivas da Revista UFO