CAPA

O valor dos casos clássicos

Revista UFO | Edição 215 | 01 de Setembro de 2014

SHARE

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Acho muito importante a UFO resgatar acontecimentos clássicos da Ufologia Mundial, como o Caso José Higgins, que ocorreu no interior do Paraná, em 23 de julho de 1947, bem no começo da Era Moderna dos Discos Voadores. O texto Eles viriam de Urano, do consultor Pablo Villarrubia Mauso, é impecável ao esmiuçar o interessante episódio.
Jairo Mamoré Telles,

por e-mail

Roberto Pinotti

Até que enfim a Revista UFO publica uma entrevista — excelente, por sinal — com um dos maiores ufólogos do mundo, o italiano Roberto Pinotti, conforme seção Diálogo Aberto de UFO 214, texto intitulado Uma Vida Dedicada à Investigação Científica dos Discos Voadores. De fato, Pinotti tem uma rica trajetória ufológica e um aguçado pensamento.
Eusébio Doroteu Monteiro,
por e-mail

A entrevista com o italiano Roberto Pinotti, Uma Vida Dedicada à Investigação Científica dos Discos Voadores, da seção Diálogo Aberto de UFO 214, foi uma das melhores que eu já li na revista. O ufólogo demonstra ter verdadeira paixão pela Ufologia, à qual se dedica com entusiasmo ilimitado há várias décadas. Parabéns à entrevistadora Cristina Aldea pelo excelente trabalho.
Ramiro Marco Cesário,
Nova Friburgo (RJ)

crédito: CUN
O italiano Roberto Pinotti demonstrou amplo conhecimento de Ufologia em sua entrevista
O italiano Roberto Pinotti demonstrou amplo conhecimento de Ufologia em sua entrevista

Roberto Pinotti afirma em sua entrevista à edição UFO 214, Uma Vida Dedicada à Investigação Científica dos Discos Voadores, que nossos visitantes extraterrestres observam o uso que fazemos de nossos arsenais atômicos, assim se alinhando com os mais bem informados ufólogos do mundo, que também sabem que outras inteligências cósmicas que nos observam têm motivos para isso.
Celma Albertina Castro,
por e-mail

Gostei de cada pergunta feita pela convidada especial Cristina Aldea e de cada resposta dada pelo entrevistado italiano Roberto Pinotti. Particularmente quando ele afirma que, cultural, espiritual e eticamente, o tema UFO se mescla de forma interdisciplinar aos mistérios da história, aos anacronismos arqueológicos e à parapsicologia. “Indiscutivelmente, temos que aceitar que não estamos sós no universo”, finaliza ele magistralmente. Resta alguma dúvida disso?
Mário A. Schulman,
Rio de Janeiro (RJ)

Eles viriam de Urano

Muito interessante o fato de o Caso José Higgins, de mais de seis décadas, contar com tantos detalhes precisos, como aponta Pablo Villarrubia Mauso em seu texto Eles viriam de Urano, de UFO 214. Por exemplo, os seres vestiam um tipo de macacão transparente que os envolvia completamente, incluindo a cabeça. E ainda estavam inflados como uma câmara de ar comprimido. Nas costas tinham uma mochila de metal que parecia parte integrante da vestimenta.
Maria C. Gomes,
por e-mail

Às vezes o comportamento de nossos visitantes extraterrestres nos parece curioso e inexplicável. O texto Eles viriam de Urano, do consultor da Revista UFO Pablo Villarrubia Mauso, relata que os tripulantes da nave — possivelmente uraniana — que desceu no interior do Paraná brincavam como crianças apoiando-se uns nos outros e jogando pedras de tamanho descomunal.
Jonas Galego Júnior,
Cascavel (PR)

Por meio de gesticulação e fazendo o desenho de círculos concêntricos no chão para a testemunha José Higgins, os tripulantes de um disco voador apontaram para si mesmos e para a sétima órbita, ou o sétimo círculo, como que dizendo “viemos de lá” — e lá seria Urano. Uma maneira um tanto rudimentar de nossos visitantes revelarem sua origem, não acham?
Mariana A. A. Martins,
Jaraguá do Sul (SC)

Fórum Mundial de Contatados

O II Fórum Mundial de Contatados foi muito além das minhas expectativas. Iniciando magistralmente com a palestra do coeditor da Revista UFO Marco Antonio Petit, que, abrindo o coração, ditou o tom do evento, e terminando com a contatada canadense Miriam Delicado, que tocou profundamente a mim e as pessoas com quem conversei. Felicito a Equipe UFO pelo sucesso desta realização.
Maria Aparecida Iamashita,
Santos (SP)

Gostei imensamente do que foi apresentado neste II Forum Mundial de Contatados, do qual participei. Que se repitam outros eventos deste quilate, algo marcante para a Ufologia em âmbito nacional e internacional. Meus parabéns à Equipe UFO.
José Felinto Barboza,
Camaragibe (PE)

crédito: Jovanir Medeiros
O II Fórum Mundial de Contatados teve mais de uma dúzia de conferencistas de vários países e atraiu um público de cerca de 500 pessoas
O II Fórum Mundial de Contatados teve mais de uma dúzia de conferencistas de vários países e atraiu um público de cerca de 500 pessoas

Sobre a matéria II Fórum Mundial de Contatados Atinge Enorme Sucesso em Curitiba, de UFO 214, e também como participante do evento, quero dar meus parabéns pelo enorme sucesso obtido na ocasião. Tratou-se de um evento promovido com dedicação e brilhantismo pela Equipe UFO, dignificando a Ufologia Brasileira e Mundial.
Euris Morato,
Brasília (DF)

Sou espírita e francamente obtive respostas importantíssimas para a minha vida no Fórum Mundial de Contatados, coberto pelo consultor da Revista UFO Fábio Gomes em seu texto II Fórum Mundial de Contatados Atinge Enorme Sucesso em Curitiba, de UFO 214. Só tenho a agradecer a Equipe UFO. Todos os palestrantes foram excelentes, mas não posso deixar de mencionar dois em particular: a venezuelana Martha Rosenthal e a canadense Miriam Delicado. Ademais, o evento foi bem organizado, seus preços foram muito acessíveis e a Equipe UFO está de parabéns.
Maurício Jose Lopes,
Curitiba (PR)


Quero deixar registrada a minha total satisfação com o II Fórum Mundial de Contatados e, em especial, agradecer a oportunidade de conhecer algumas personalidades importantes do mundo ufológico, com as quais já havia tido algum contato há 20 anos, quando comecei meu interesse pelo assunto.
Jules Edson Martins,
Itajaí (SC)

Gostaria de parabenizar a Equipe UFO pelo II Fórum Mundial de Contatados e dizer que o que mais chamou a atenção, não só a minha mas também de muitas pessoas com quem conversei, foi a organização e a pontualidade que vocês conseguiram manter no evento. Além disso — e o principal —, as palestras foram interessantíssimas e trouxeram muitas novidades dentro desse assunto há muito tempo pesquisado por todos nós interessados por essa temática.
Lilian Sigwalt Bittencourt,
Curitiba (PR)

A respeito da matéria II Fórum Mundial de Contatados Atinge Enorme Sucesso em Curitiba, de UFO 214, e como participante do evento, quero parabenizar a Equipe UFO pela excelente realização. As traduções simultâneas das conferências foram um conforto e tanto, e o hotel escolhido é muito bom, com generoso espaço.
Helena Schaffner,
Tijucas do Sul (PR)

Mais uma vez parabenizo a bravura da Equipe UFO por conduzir, com extraordinário sucesso, esse projeto arrojado que é a série Fórum Mundial de Contatados. Para mim, tratou-se do melhor evento ufológico que tive a oportunidade de acompanhar. Todos os outros foram muito bons, mas há uma superação considerável a cada novo evento produzido pela Revista UFO.
Carlos Odone Nunes Costa, consultor da Revista UFO,
Porto Alegre (RS)

Marte é quase ali

Muito interessante o texto Marte: A Próxima Casa da Espécie Humana Aguarda Ser Desbravada, do convidado especial Miguel Ángel Ruiz, em UFO 214. O Planeta Vermelho está na mira dos seres humanos há muito tempo, que visam colonizá-lo um dia e só não o fizeram ainda, felizmente, por falta de recursos. Temo, no entanto, que quando tivermos condições de fazê-lo, iremos levar para o planeta vizinho as mesmas mazelas que afetam a humanidade.
Carlos Alberto Araújo Costa,
por e-mail

Gostei muito do texto Marte: A Próxima Casa da Espécie Humana Aguarda Ser Desbravada, de Miguel Ángel Ruiz. O ator nos dá boas referências sobre o processo que levará a terraformar Marte, explicando porque há uma corrida entre várias nações para se lograr tal feito. Logo veremos seres humanos morando alegremente no vizinho.
João Martins,
Osasco (SP)

Curiosa a afirmação, por Miguel Ángel Ruiz, autor do texto da UFO 214 Marte: A Próxima Casa da Espécie Humana Aguarda Ser Desbravada, que não soa improvável que milhares de pessoas irão a Marte nos próximos séculos, mas não pelo progresso da ciência ou da espécie e sim para desempenhar trabalhos tremendamente duros e em condições sub-humanas. Os obstáculos serão inúmeros e terríveis.
Míriam Daniela Cruz,
São Borja (RS)

No quadro Os Possíveis Tipos de Civilizações Existentes no Universo, da matéria Marte: A Próxima Casa da Espécie Humana Aguarda Ser Desbravada, em UFO 214, é dito que a Terra é um exemplo clássico de uma civilização do tipo I, ou seja, que ainda utiliza métodos primitivos de produção de energia, baseados na queima de combustíveis fósseis, nucleares e alternativos, com comprometimento do meio ambiente. Parece que vai custar muito para chegarmos ao próximo estágio, o tipo II...
Hernani Carminatti,
por e-mail

Visitas de dormitório

Parabéns à Revista UFO pelo artigo Visitantes de Dormitórios: Invasores Silenciosos, nas edições UFO 213 e 214, de autoria de Liliana Flotta e Eduardo Grosso. Foi muito bom ver um assunto tão importante, como o das abduções, ocupando páginas da publicação. Como pesquisador do assunto, a matéria me trouxe informações valiosas sobre a pesquisa realizada pelos autores na Argentina.
Claudio Brasil, Centro de Pesquisa em Abduções John Mack,
São Paulo (SP)

Excepcional o trabalho de investigação de campo dos ufólogos argentinos Liliana Flotta e Eduardo Grosso, autores do texto Visitantes de Dormitórios: Invasores Silenciosos, publicado em duas partes nas edições UFO 213 e 214. Quando li a primeira delas, no mês passado, fiquei imaginando como seria seu desfecho, na edição deste mês. Pois o texto se manteve excelente e extremamente explicativo sobre como ocorrem estas visitas de dormitório.
Rubens F. Guimarães,
Santos (SP)

É interessante ver que nossos visitantes extraterrestres estão mudando seu modus operandi, aparentemente abandonando as abduções clássicas — aquelas em que nos levam para bordo de suas naves para realizarem conosco toda sorte de exames — para adotarem as visitas de dormitório. Desta forma, não teriam nenhum grande esforço para alcançarem seus objetivos.
Mariano Coutinho Bacci,
São Paulo (SP)


Se for fato o que relatam os pesquisadores argentinos Liliana Flotta e Eduardo Grosso no texto Visitantes de Dormitórios: Invasores Silenciosos, então estamos verdadeiramente à mercê desses seres. Se eles podem entrar em nossos aposentos, “desligar” nossos parceiros ao nosso lado e fazerem o que bem entendem conosco, o que nos resta fazer? Parabéns a Eduardo e Liliana.
Maria Inês Shimada,
Várzea Grande (MT)

Ginho, o ET de Varginha

O ET de Varginha está cada dia mais impagável. As charges do Márcio Baraldi dão vida à revista. Na verdade, confesso, começo a leitura de cada edição pelo seu fim, vendo primeiro a charge do Ginho. Este ET é muito mais humano do que muitos humanos que eu conheço.
Moacir Poli,
Belém (PA)

Salvem ETs de todas as galáxias, que sejam bem-vindos ao planeta Terra. Mas saibam que já temos o nosso alien preferido, que é o Ginho, o ET de Varginha, tão bem representado em charges incríveis do Márcio Baraldi. Parabéns a ele.
Justo Canário Gomes,
por e-mail

O leitor comenta

Os cientistas negam peremptoriamente a existência de seres extraterrestres inteligentes porque seria impossível viajarem entre as estrelas e chegarem até aqui, pois as distâncias são enormes. Argumentam que, se isso é impossível para nós, ou seja, para o nosso entendimento e conhecimento, então o que as pessoas dizem ver não são extraterrestres ou naves alienígenas, pois eles simplesmente não existiriam. Mas eles se esquecem de considerar que nossos visitantes têm o domínio de uma tecnologia desconhecida por nós e que estão muito à nossa frente. As alegações dos céticos, de que UFOs não passam de balões, reflexos ou efeitos meteorológicos, não se sustentam. Os cientistas tinham, isso sim, que se debruçar sobre o fenômeno e tentar saber como os UFOs voam e parecem anular ou inverter a força da gravidade, ou qual tipo de combustível ou força que os deslocam. Por fim, como seus tripulantes vencem a inércia dos corpos no interior das naves para suportarem tão altas velocidades.
Wanderley Franco,
por e-mail

Acompanho a Revista UFO há mais de 10 anos e vejo que a publicação cresce em qualidade a cada nova edição, sempre com temas interessantes e bem redigidos, em uma linguagem atraente e um visual gráfico que cativa o leitor. Gostaria apenas de sugerir que tenha mais páginas a cada mês, comportando um maior número de artigos para satisfazerem aqueles que, como eu, são insaciáveis por Ufologia.
Jerônimo E. Magalhães,
Vila Velha (ES)

Sou fã incondicional da Revista UFO, de seus eventos e produtos ufológicos de alta qualidade— já adquiri muitos livros da Biblioteca UFO, livros da Videoteca UFO e não perco uma só edição há muitos anos, lendo-as com muito interesse. Mas, se me fosse permitido fazer uma sugestão, gostaria de dizer que textos e entrevistas menores seriam mais bem aproveitados. Em especial as entrevistas, que são bastante longas e a gente se perde no meio delas, embora seja fascinante conhecer a fundo a vida dos entrevistados.
Adelson J. Cerqueira,
por e-mail

O leitor relata

Em 15 de agosto de 1989, aos 16 anos, avistei junto com um amigo uma aeronave redonda de dimensões aproximadas de 50 m de comprimento com uma luz no meio e uma escotilha aberta de uns 3,5 m, por meio da qual dava para ver seu interior aceso. Essa nave chegou de maneira sorrateira acima de nossas cabeças, quando senti que certamente seríamos abduzidos. Mas eu estava acompanhado de uma cachorra da raça fila e penso que, ao perceberem sua presença, os tripulantes do UFO decidiram se deslocar para frente, ainda que a uma velocidade bem baixa, quase parada, a cerca de 100 m de altura. Pude ver todos os detalhes do aparelho, especialmente quando começou a acender suas luzes. A primeira delas, em seu entorno, circulava todo o objeto e era de cor azul. No meio da nave havia várias luzes brancas redondas que formaram uma cruz. Logo o artefato, até então sem qualquer som de propulsão, como o dos aviões, começou a pegar velocidade e em menos de 10 segundos desapareceu diante de nossos olhos. Meu amigo entrou em estado de choque e ficou completamente enlouquecido e desorientado. Eu fiquei calmo. Hoje sou empresário e evangélico, mas sei o que vi.
Emerson Alexandre Nascimento,
Curitiba (PR)

Gostaria de relatar um evento ufológico ocorrido no município de Santa Isabel, no Pará, em 1991. O fato foi noticiado pela imprensa local e tratou-se de um pouso clássico de uma nave, com marcas no solo. Posteriormente, foi realizada uma vigília por ufólogos no local e houve até um pronunciamento da Força Aérea Brasileira (FAB). Eu estava em um posto na entrada do I Comando Aéreo Regional (COMAR I), em Belém, montando guarda como soldado, quando o fato se deu e teve repercussão. Também estavam presentes um sargento e o oficial de dia. O tenente-coronel Lídio Menezes foi chamado durante a agitação, pois era um fato excepcional.
André Maciel,
Belém (PA)

Gostaria de relatar um objeto voador não identificado que avistei em Bela Vista, no Mato Grosso do Sul, em uma noite por volta das 23h00. Não me lembro em que ano exatamente foi isso, mas foi no começo da década de 80. Eu e meus colegas saíamos da aula quando o UFO atravessou a cidade de norte a sul. Tinha uma forma circular e era todo luminoso, como uma lâmpada fria. O mais curioso era seu tamanho, enorme, de aproximadamente uns 80 m. O objeto soltava várias faíscas, como se fosse de um escapamento, que não se apagavam e chegavam a uns 200 m de distância. Elas eram de diversas cores, como verde, laranja e amarelo. Não havia nenhum ruído e o aparelho era totalmente silencioso. Ficamos olhando aquilo até que sumisse, adentrando no Paraguai, já que Bela Vista está na fronteira com este país.
José Ronaldo Chaves,
por e-mail

Coleção Biblioteca UFO

O mais recente livro da Biblioteca UFO é também sua obra mais impactante. Fogo no Céu mostra um caso ufológico raro, de um homem que passou por uma experiência dramática e ainda assim teve a bravura de descrevê-la em um livro. Parabéns ao Travis Walton e à Revista UFO por lançar esta obra.
Ananias Sobrinho Carvalho,
Fortaleza (CE)

Fogo no Céu é um blefe. Travis Walton ficou abduzido por cinco dias e nada se lembra. Estranhamente, recusou a hipnose regressiva sob a alegação de que poderia morrer. São 490 páginas de reclamações sobre os seus detratores. Por favor, sejam honestos e publiquem este comentário.
Jusemar Sauerbronn,
por e-mail

Elemento inusitado sobre montanhas do Ceará

crédito: Luiz Rey

Primeiramente, gostaria de parabenizá-los pelo excelente trabalho. Encaminho algumas fotos tiradas por um amigo que trabalha na mesma empresa que eu. Ele é assistente técnico da companhia e viaja muito por todo o Brasil, e em uma dessas viagens, em 2010 ou 2011, para a cidade de Quixadá (CE), fez fotos de umas bonitas montanhas que chamam a atenção de quem passa por lá. O intrigante aconteceu quando ele, já de volta em casa, ao baixar as fotos em seu computador, viu algo nelas que não havia visto no momento em que as tirou. Ele nunca divulgou essas imagens por medo de ser ridicularizado e passar por mentiroso. Mas as fotos são reais e parece ser um UFO sobrevoando aquela área.
Luiz Rey,

Sorocaba (SP)

Esfera luminosa no interior de São Paulo

crédito: Anna Gomes

Encaminho à Revista UFO, para exame por parte de seu Grupo de Análises de Imagens Ufológicas, uma foto tirada na noite de 12 de julho em Araçatuba, no interior de São Paulo, com celular equipado com câmera de 8 megapixels. Na imagem se vê um objeto muito iluminado contra o céu noturno. Seria um UFO?
Anna Gomes,

Araçatuba (SP)


Grande Ofertas Exclusivas da Revista UFO