Edição 199

Reescrevendo a história do planeta

01 de Abril de 2013

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Leonardo Martins

Muito sensata e objetiva a forma de pensar do psicólogo Leonardo Martins em sua entrevista à edição UFO 198, Uma Análise da Ufologia Pela Ótica Acadêmica Revela Onde Ela Pode Melhorar. Gostei muito de ver a Revista UFO publicar uma entrevista com alguém que, apesar de muito interessado, não se pode dizer que seja ufólogo. Isso oferece aos leitores o contrapeso de que precisamos. Parabéns ao professor e também ao entrevistador Fábio Gomes.
Rudgemar Silvestrini,
por e-mail

Li a entrevista com Leonardo Martins na edição UFO 198, Uma Análise da Ufologia Pela Ótica Acadêmica Revela Onde Ela Pode Melhorar, concedida ao sociólogo Fábio Gomes. Tiro o chapéu para o psicólogo, que mesmo visivelmente forçado pelo entrevistador a, digamos, ser mais contundente, manteve sua postura serena e objetiva ao tratar dos mais variados aspectos da Ufologia. Eu diria que Martins pratica uma espécie de ceticismo que merece o nosso respeito.
Ingrid Schulman Soares,
Carapicuíba (SP)

Fico com a frase do final da entrevista com o psicólogo Leonardo Martins na edição UFO 198, Uma Análise da Ufologia Pela Ótica Acadêmica Revela Onde Ela Pode Melhorar: “Entre ser cético ou ser ufólogo, escolha ambos”. Isso sintetiza tudo e não poderia ser mais objetivo. Parabéns ao entrevistado, ao entrevistador e à Equipe UFO pela escolha das pessoas cujos pensamentos resolve esmiuçar ao leitor em trabalhos tão interessantes.
Marco Mendes,
por e-mail

Afinal, o que fazer?

Muito interessante a matéria assinada pelos convidados especiais Gerardo Sifuentes e Sarai J. Rangel, O Que Fazer Quando Eles Chegarem?, publicada em UFO 198. Apenas me surpreendi bastante ao ver que tenham sido cientistas, em vez de ufólogos, a pensarem nas hipóteses que advêm de um possível cenário de contato com outras formas de vida inteligente.
Márcio Bosco Conceição,
Varginha (MG)

crédito: Leonardo Martins
O psicólogo e entrevistado da edição UFO 198 mostrou objetividade em suas respostas
O psicólogo e entrevistado da edição UFO 198 mostrou objetividade em suas respostas

Foram cientistas que — como a revista bem coloca —, estando alheios à controvérsia ufológica, começam a pensar nos diferentes cenários que teríamos no caso de um futuro contato com outras espécies cósmicas. Onde estão os ufólogos?
Juçara F. Lopes,
por e-mail

Quanto ao excelente artigo de Gerardo Sifuentes e Sarai J. Rangel, O Que Fazer Quando Eles Chegarem?, publicado em UFO 198, gostaria de dizer que este é um dos melhores textos que li em toda a história da revista — e eu a acompanho desde os anos 80. Sou particularmente feliz em ver o amadurecimento da discussão ufológica, ou melhor, da discussão sobre a existência de formas de vida extraterrestre por um ângulo não ufológico, na publicação.
Nélio Silvino Cores,
Cuiabá (MT)

I Ufoz 2012

Mais uma vez quero parabenizar a Equipe UFO pela realização tão bem-sucedida do IV Fórum Mundial de Ufologia, ocorrido em Foz do Iguaçu, em dezembro passado, cujo relatório completo foi publicado em UFO 197. Este foi de fato um momento histórico para a Ufologia Mundial, o que mostra que mais uma vez é a Revista UFO à frente das grandes conquistas da nossa Ufologia.
Celso Ramos Couto,
por e-mail

Como se pode ver no texto I UFOZ 2012, o Marco da Ufologia Brasileira, publicado em UFO 197, de autoria de Vivian Matsui, o IV Fórum Mundial de Ufologia foi um grande êxito. Fico torcendo pelas realizações da Revista UFO, porque sei que são fruto de um desejo obstinado de seus responsáveis por fazer uma Ufologia de qualidade.
Maria Angélica Dias,
Rio de Janeiro (RJ)

Carta de Foz do Iguaçu

Parabéns à Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) e à Revista UFO por esta iniciativa de buscar a abertura ufológica em nosso país a qualquer custo. Parabéns também pela realização do IV Fórum Mundial de Ufologia, que levou à emissão do documento. Agora resta o Governo Brasileiro fazer sua parte e atender ao pedido dos ufólogos, que é mais do que justo.
José Lima S. S. Soares,
Caxias do Sul (RS)

A Carta de Foz do Iguaçu, integralmente reproduzida na edição UFO 197, que trata do exitoso IV Fórum Mundial de Ufologia, é um avanço em todos os sentidos para nós. Estou ansioso para ver o que nossa presidente Dilma Rousseff fará a respeito do justíssimo pedido dos ufólogos.
Demerval Demeterco,
por e-mail

Preocupação com os ETs?

O artigo A Descoberta de Vida Inteligente Já Causa Preocupação, da consultora da Revista UFO Laura Maria Elias, publicado em UFO 198, está no ponto exato. Primeiro por tratar de Ufologia com o viés social e pontilhado por um senso de atualidade. E, segundo, por ter a articulista visto nas entrelinhas das discussões do Fórum Econômico Mundial, de Davos, algo que afeta a todos nós.
Sílvia Simoni Selles,
por e-mail

É curioso ver o Fórum Econômico Mundial tratando de temas como a descoberta de vida extraterrestre, explicitando que tal achado mexerá com nossos conceitos e com nossos bolsos. Parabéns à articulista Laura Maria Elias.
Rodnei Campos Júnior,
Mandaguari (PR)

Pilotos versus UFOs

Sensacional a matéria Encontros Entre Pilotos Voadores São um Perigo à Aviação, do coeditor da Revista UFO Thiago L. Ticchetti, na edição 198. A publicação cresce muito em credibilidade ao apresentar ao leitor artigos bem embasados, resultados de intensa investigação, como fez Ticchetti, e que mostram que nossas autoridades estão ligadas na questão ufológica. Parabéns ao autor.
Carina Sena Campos,
Balneário Camboriú (SC)

Nazca e contatos no Peru

Gostei muito dos textos sobre a incursão do Império Inca, do convidado especial Alcione Giacomitti, assim como das aventuras de contato programado do peruano Asís. Este texto, em especial, Encontros Programados com ETs no Peru São Documentados em Fotos, de UFO 198, me chamou muito a atenção. Fiquei muito curiosa em saber com que frequência Asís consegue estabelecer tais avistamentos em seu país e se ele poderá repetir o feito em Santa Catarina, já que é um dos convidados do I Fórum Mundial de Contatados. Estarei lá para conferir, com certeza!
Estela Almada Virtus,
por e-mail

Grupo de Apoio

O que a Revista UFO está propondo, com a criação do Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), é algo quase utópico, o que demonstra considerável avanço em seu trabalho. A Ufologia, até agora, salvo raríssimas exceções, vem seguindo uma diretriz científica. São poucas as pessoas que atingiram alto grau de consciência cósmica para enxergar adiante.
Dario V. Arruda,
por e-mail

Parabéns pela lúcida e corajosa iniciativa de criar o Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), conforme Mensagem do Editor da edição UFO 198. Não podemos mais ficar esperando, temos que fazer acontecer. Desde criança me interesso pela Ufologia, já fui contatado e vi as naves várias vezes. Quero poder dar a minha contribuição, por menor que seja. A humanidade não pode mais ficar na ignorância de algo tão importante como a vida no universo e a “intromissão” dos visitantes em nosso planetinha. Não sei se os deuses eram astronautas, mas tenho certeza de que os astronautas alienígenas sempre estiveram aqui e continuarão em contato.
Jair Teston,
por e-mail

O que vamos fazer quando eles chegarem? Ora essa, que pergunta o editor resolveu publicar como chamada de capa da edição UFO 198! É evidente que vamos todos nós, seres humanos e visitantes, tratar de colocar a conversa em ordem — a começar com eles nos dizendo por que, afinal, demoraram tanto para darem as caras por aqui?
Marilize Fonseca Dias, Curitiba (PR)

A criação do Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), comunicada na seção Mensagem do Editor de UFO 198, é realmente uma boa iniciativa, na qual se percebe uma leve, mas consistente mudança no paradigma da pesquisa e divulgação ufológica. A Equipe UFO foi brilhante ao aproveitar os bons e favoráveis ventos que sopram em favor da abertura da realidade alienígena em nosso planeta. A meu ver, a criação do GAACC pode representar um marco em nossa brazuca história ufológica, mas depende também de nós o sucesso de tal empreendimento.
Jorge Rolim de Moura,
Americana (SP)

É com imensa satisfação que escrevo para dizer que hoje, felizmente, a Ufologia é tratada com a seriedade que merece. Por isso, parabéns pela iniciativa de criar o Grupo de Apoio ao Avanço da Consciência Cósmica (GAACC), pelo comprometimento e pelo trabalho maravilhoso que a Equipe UFO tem desempenhado por tanto tempo.
Cristiane E. Pinto,
Limeira (SP)

Agroglifos

Assisti à palestra do editor de UFO A. J. Gevaerd no Campus Party em fevereiro passado e gostaria de cumprimentar o trabalho desenvolvido por ele e pela Equipe UFO para trazer este fenômeno ao conhecimento das pessoas que, como eu, não podem ir à Santa Catarina conhecer os agroglifos pessoalmente. É muito importante o que o pesquisador faz, enquanto os críticos e céticos se manifestam contrários a este trabalho e à legitimidade dos sinais sem nem sequer se darem ao trabalho de conferirem o que se passa em Ipuaçu.
Rogério Almeida Valle,
São Paulo (SP)

Sou entusiasta da Revista UFO há anos e me interesso muito pelo tema dos agroglifos, os círculos ingleses. Na edição 195 o editor A. J. Gevaerd publicou um belíssimo artigo intitulado Os Agroglifos Estão de Volta, Assim Como o Ceticismo Cego Sobre Eles, com uma riqueza de detalhes e de reflexões que me fez sentir acompanhando o fenômeno in loco.
Luciane Baltieri,
São Pedro (SP)

Leitores comentam

Tenho em meu poder quatro pedras que encontrei em Indaiatuba, interior de São Paulo, com o formato de discos. Elas foram achadas a aproximadamente 10 m de profundidade em meio à argila, em uma base parecendo com piso de azulejo com desenhos triangulares.
Donizete da Silva,
por e-mail

Sou de Moçambique e acredito na existência de vida inteligente fora do planeta Terra, mesmo em séculos passados. Mas, infelizmente, neste canto do planeta não há muitas ocorrências ou relatos de extraterrestres. Contudo, mesmo assim continuo realizando minhas pesquisas.
Madivan Lacerda,
por e-mail

crédito: Fotos Asís
O peruano Asís despertou o interesse dos leitores com seus relatos de encontros com naves alienígenas em seu país
O peruano Asís despertou o interesse dos leitores com seus relatos de encontros com naves alienígenas em seu país

Sou apaixonado pelo tema dos discos voadores, tanto que passo muitas noites do lado de fora de casa tentando ter um contato — que ainda não ocorreu...
José Severino,
Caicó (RM)

Sou fascinado pelos UFOs desde criança e hoje, com 46 anos, me apego cada vez mais ao assunto. Já cheguei a observar coisas deslumbrantes nos céus, pois nunca deixo de observá-lo todas as noites. Gostaria de ter uma resposta para meus avistamentos.
Jader Santiago,
por e-mail

Leitores relatam

Sou evangélico e não creio em ETs. Mas o fato é que, quando tinha 13 anos e jogava bola com meus amigos, vi algo no céu e os chamei para também olharem aquilo. Todos vimos algo redondo de cor metálica voando muito rapidamente. Mas não demos crédito ao que seria e continuamos a jogar. Hoje não acredito que Deus tenha criado vida diferente da nossa, mas não descarto a ideia de que aquilo poderia ter vindo de fora da Terra.
Willian Araújo Sousa,
Limoeiro (PE)

Certa noite sonhei que alguém me deu algo parecido com um tubo, o qual deveria ingerir — era uma espécie de cápsula. No sonho eu tentava vomitar e não conseguia, amanheci com os braços e pescoço cheios de caroços e fiquei com o corpo repleto de manchas. Gostaria de saber o que se passou comigo?
S. A. M.,
por e-mail

Resultados do Concurso Nacional de Ufologia sofrem novo adiamento

Os resultados da quinta edição do V Concurso Nacional de Ufologia da Revista UFO, encerrado em setembro de 2012, vão demorar um pouco mais a sair. A comunicação de seus resultados agora está prevista para ser feita somente na edição 200 da revista, de maio de 2013, que será um marco histórico na trajetória da publicação. Previstos para serem revelados ainda no ano passado, os trabalhos vencedores agora serão publicados após a circulação da referida edição.


Ufólogos e ufófilos de todo o país enviaram seus materiais para concorrer a inúmeros prêmios. A UFO considera o concurso como um meio viável de se descobrir novos talentos na Comunidade Ufológica Brasileira e incentivar a participação de seus leitores de modo efetivo na pesquisa da presença alienígena na Terra. Foram disponibilizadas três modalidades de participação: Melhor Artigo Ufológico, Melhor Ilustração Ufológica e Melhor Fotografia Ufológica. Em mais alguns meses seus vencedores serão finalmente conhecidos.

Termômetro da Edição Anterior

Cada dia aprecio mais a nossa querida Revista UFO, com seus novos artigos tão interessantes, como o que tratou do que fazer quando eles chegarem. Eu já estou preparada para o diálogo com nossos irmãos cósmicos, só esperando eles chegarem aqui em Minas.
Berenice Pontes,
por e-mail

A Revista UFO, sem querer, tocou na ferida há tempos exposta da Ufologia Brasileira. Afinal, fala-se tanto na chegada deles, mas foi preciso que cientistas — e não ufólogos — publicassem algo que prestasse sobre isso.
Dalton Hildebrando,
Guarujá (SP)