Edição 198

E se eles finalmente chegarem?

01 de Março de 2013

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Ufoz 2012

Li com muita atenção as matérias que relatam como foi o IV Fórum Mundial de Ufologia, ocorrido em Foz do Iguaçu, em dezembro passado, publicadas em UFO 197. Tenho convicção de que este foi um momento histórico para a Ufologia Brasileira e Mundial e que os resultados do evento ainda repercutirão por muito tempo. Não vejo a hora de chegar o I Fórum Mundial de Contatados, que a Revista UFO também promoverá em Florianópolis, neste ano, assim como a quinta edição do Fórum de Ufologia, também em Foz.
Maria Lígia Alberto,
Araçatuba (SP)

O IV Fórum Mundial de Ufologia foi o grande evento, como se pode ver na matéria I UFOZ 2012, o Marco da Ufologia Brasileira, de UFO 197. Tinha planos de comparecer e assistir, mas não pude e agora vejo o que perdi. Por isso, já estou desde o começo do ano fazendo planos para assistir ao V Fórum Mundial de Ufologia, que já soube pelo site da Revista UFO que também ocorrerá em Foz do Iguaçu, em outubro deste ano. Este eu não perco por nada.
Danilo Silva Júnior,
por e-mail

crédito: Sig tarcher
O entrevistado de UFO 197, Jacques Vallée, desenvolve raciocínios lógicos sobre UFOs
O entrevistado de UFO 197, Jacques Vallée, desenvolve raciocínios lógicos sobre UFOs


Estive presente do começo ao fim do IV Fórum Mundial de Ufologia e pude tomar parte deste grande momento da Ufologia Brasileira e Mundial. Os organizadores e conferencistas estão de parabéns pelo excepcional trabalho realizado. E agora vamos à quinta edição do Fórum, que também deverá ser um arraso.
Estevão Rocha,
Foz do Iguaçu (PR)

Carta de Foz

Parabenizo a Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) e a Revista UFO por não desistirem de suas intenções quanto à abertura ufológica em nosso país, mantendo acesa a chama e lançando sempre novas iniciativas para que a verdade venha definitiva e completamente à tona, como fizeram agora com a Carta de Foz do Iguaçu, emitida durante o IV Fórum Mundial de Ufologia e reproduzida em UFO 197.
José Roberto C. Silva,
Araranguá (SC)

Jacques Vallée

Achei muito apropriado e oportuno que a Revista UFO tenha repetido a memorável entrevista com o ufólogo e cientista franco-americano Jacques Vallée em sua edição UFO 197, O Fenômeno UFO Pode Ser Muito Mais Complexo e Impenetrável do que Pensamos. Apropriado porque o entrevistado faz uma análise realista da Ufologia que precisa ser lida por todos, e oportuno porque a entrevista sai justamente na edição que relata como foi o IV Fórum Mundial de Ufologia.
Fernando Aires Fernandes,
por e-mail

A entrevista com Jacques Vallée, O Fenômeno UFO Pode Ser Muito Mais Complexo e Impenetrável do que Pensamos, publicada na seção Diálogo Aberto de UFO 197, é memorável. Poucas vezes em minha vida de ufólogo conheci alguém com tamanha lucidez e objetividade. Parabéns aos integrantes da Equipe UFO que realizaram o trabalho.
Leonilda Maria Gomes,
Araxá (MG)

Concordo em gênero, número e grau com as afirmações de Jacques Vallée em sua entrevista concedida à Equipe UFO. A começar pela rápida descrição do trabalho, apresentada na edição UFO 197: “A inteligência por trás dos UFOs é muito maior e mais complexa do que se supõe. É uma forma de consciência, extraterrestre ou não, que não nos é possível compreender — tão avançada ou estranha que interagir com ela talvez seja impossível para a espécie humana”. Aplaudo de pé o estudioso, ao mesmo tempo em que chamo a atenção daqueles que já rotularam o Fenômeno UFO com conceitos e definições simplistas.
Zenildo A. Bichara,
por e-mail

John Alexander


A entrevista com o militar norte-americano, Seria Apenas uma Ilusão a Política de Acobertamento da Realidade Ufológica?, publicada na seção Diálogo Aberto da edição UFO 196, foi muito ponderada. Mas vejo que as respostas do entrevistado não são aquelas queesperávamos. Militar é militar e é treinado para não falar a verdade. Alexander apresenta fatos ufológicos por outro prisma e creio que desinformaçãoé a palavra certa para definir sua posição.
Rafael R. Amorim,
Santa Cruz do Sul (RS)

Há quem diga que jamais pousamos na Lua, que o Holocausto não aconteceu, que Elvis está vivo e que a conta de luz vai abaixar. Para todas essas afirmações existiriam evidências “irrefutáveis”. Sob esta ótica, John Alexander foi muito convicto em suas afirmações e parece mesmo acreditar em tudo que disse. Pareceu-me que ele está falando o que pensa sobre as questões que abordou, ou estaria ele a serviço da desinformação? Seja como for, sua opinião deve ser levada em consideração e refletida com isenção. Parabéns ao coeditor Thiago L. Ticchetti
pela entrevista.
Marco A. Seixas,
São Paulo (SP)

Li a entrevista com John Alexander na edição UFO 196, Seria Apenas uma Ilusão a Política de Acobertamento da Realidade Ufológica?, de Thiago L. Ticchetti, e achei suas declarações bastante suspeitas. Para mim ficou evidente que Alexander pretende menosprezar a importância e esvaziar casos ufológicos contundentes que foram exaustivamente pesquisados por vários competentes ufólogos. Chego até a pensar que ele seja um agente infiltrado na comunidade ufológica com o intuito de causar descrédito e confusão.
Darci Unger Filho,
por e-mail

Abertura ufológica

Parabéns aos bravos ufólogosà frente da campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, e parabéns também ao nosso Governo, que se sensibiliza cada dia mais quanto à necessidade de dar transparênciaa seus atos. Assim como estão de parabéns todos os que apoiam e divulgam os importantes fatos da Ufologia.
Maria Antonina,
por e-mail

Revendo edições antigas da UFO, pude observar como foi o desenvolvimento da campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, que anos depois levou à abertura ufológica em nosso país. Acho que as pessoas se esqueceram de como tudo começou, ainda em 2004, e quem esteve o tempo todo por trás desta iniciativa. É importante que revejam os fatos e compreendam que, se hoje há 4.500 páginas de documentos ufológicos antes secretos disponíveis para a sociedade no Arquivo Nacional, isso é resultado do trabalho dos ufólogos da Revista UFO, a quem rendo meus parabéns!
Gilmar Bracamonte,
Rio de Janeiro (RJ)

Para onde vai a Ufologia?

Frequentando grupos de debates ufológicos no Facebook, vejo diariamente coisas assustadoras quanto ao comportamento social dos participantes. Em tais ambientes, a quantidade de fotos e matérias que é publicada é incrível, e as pessoas acreditam em todas elas sem nada questionar. Creem em tudo que se publica, menos no óbvio e na lógica. E ao se tentar explicar simples fotos como reflexos, por exemplo, a pessoa é considerada cética, radical e “menos especial” do que as outras que ali estão — que veem o que pensam ser “sinais claros de coisas que estão ocorrendo”. Simplesmente, qualquer luz é considerada UFO ou um ser mágico, e todas as teorias de conspiração são verdadeiras, não importa se têm lógica ou qualquer tipo de evidencia que as apoie. Ou seja, se algo está na internet, só pode ser verdade! Também é triste ver que não existe a mínima noção de metodologia científica por parte dos participantes de tais grupos — aliás, ciência é palavrão para eles. É assim que vemos fotos de satélites serem colocadas diariamente como “provas” das dezenas de naves gigantes que estariam perscrutando o Sol. Tudo isso é lamentável. Décadas atrás, bem antes da internet, já havia grupos assim em muitos lugares, que acreditavam que tudo era sinal de ETs que aqui viriam para salvar a humanidade. Mas o que se pensou foi que a internet mudaria as coisas, mas, no entanto, ela piorou. Hoje ninguém mais quer saber de UFOs e todos desejam apenas que eles nos salvem — talvez da chata vida que tais pessoas têm — ou destruam a Terra logo de vez. O que fazer? Ou o que nós,ufólogos sérios, devemos fazer? Se a ciência é um instrumento incompleto para essa área, ela deve ser ignorada? A internet pode ser considerada uma aliada ou uma fábrica de carentes neuróticos?
Jovanir Medeiros Miranda,
Porto Alegre (RS)

Ataque a animais

Na noite de 04 de janeiro algo atacou 20 frangos em um galinheiro cercado com telas bem altas, de mais de 2 m, deixando apenas marcas de mordidas profundas nos mesmos. Nenhum animal foi comido e parece que o agressor queria apenas seu sangue. O fato é semelhante aos relatos de mutilações de animais diversas vezes publicados nas páginas da UFO [Saiba mais sobre o assunto na edição UFO 194, agora disponível na íntegra em ufo.com.br]. Outro caso muito parecido ocorreu no fim do mesmo mês em um local próximo ao citado, onde foram mortos quase 30 frangos da mesma maneira.
Antonio Faleiro,
Passa Tempo (MG)

Errata

Gostaria de alertar sobre um equívoco publicado na edição UFO Especial 070. Na matéria Contatos com UFOs e Objetos Submarinos em Honduras, de Pablo Villarrubia Mauso, aparece a foto de uma cidade e, na legenda, é dito que se trata da capital de Honduras, San Salvador. Na realidade, a capital de Honduras é Tegucigalpa e
San Salvador é a capital de El Salvador.
Norbert Szolnoky,
Xanxerê (SC)

UFO 197

Muito sugestiva a capa da edição UFO 197, de Paulo Werner, na qual há dois caças a jato perseguindo um UFO. Isso é um espelho da atitude insensata das autoridades militares das superpotências, que não raro colocam seus pilotos no encalço de naves alienígenas, arriscando a vida de seus homens e uma possível guerra interplanetária.
— Benevides Afonso Marques, por e-mail

TERMÔMETRO DA EDIÇÃO ANTERIOR


M Está cada dia melhor a Revista UFO, com matérias interessantes sobre temas que não podem passar despercebidos da humanidade. O fato de não estarmos sós no universo precisa ser do conhecimento de todos e a UFO cuida disso muito bem.
— Roberval Mendes,
Sobradinho (DF)

Senhor editor, quero deixar aqui os meus protestos quanto à qualidade da UFO, cujas matérias pioram a cada dia, mostrando que a publicação não trata do assunto com a devida seriedade.
— Dilma Maria Seixas,
Ilhéus (BA)

Resultados do Concurso Nacional de Ufologia sofrem novo adiamento

crédito:

Os resultados da quinta edição do V Concurso Nacional de Ufologia da Revista UFO, encerrado em setembro de 2012, vão demorar um pouco mais a sair. A comunicação de seus resultados agora está prevista para ser feita somente na edição 200 da revista, de maio de 2013, que será um marco histórico na trajetória da publicação. Previstos para serem revelados ainda no ano passado, os trabalhos vencedores agora serão publicados após a circulação da referida edição.


Ufólogos e ufófilos de todo o país enviaram seus materiais para concorrer a inúmeros prêmios. A UFO considera o concurso como um meio viável de se descobrir novos talentos na Comunidade Ufológica Brasileira e incentivar a participação de seus leitores de modo efetivo na pesquisa da presença alienígena na Terra. Foram disponibilizadas três modalidades de participação: Melhor Artigo Ufológico, Melhor Ilustração Ufológica e Melhor Fotografia Ufológica. Em mais alguns meses seus vencedores serão finalmente conhecidos.