Edição 189

No antigo continente, uma espantosa casuística

01 de Junho de 2012

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Seres híbridos

Há tempos não lia, nem mesmo na sempre atualizada Revista UFO, um texto sobre os possíveis seres híbridos — resultado do cruzamento de outras espécies cósmicas com humanos, por iniciativa das primeiras — tão bem fundamentado como o artigo Miscigenação Entre Humanos e Alienígenas, de Reinaldo Stabolito, em UFO 188. Gostaria de parabenizar o autor pela excelente pesquisa realizada.
Magali de Jesus,
Ribeirão Preto (SP)

O texto Miscigenação Entre Humanos e Alienígenas, sobre os supostos seres híbridos, chama muito a atenção. Nele o autor destaca casos do passado da Terra, e até mesmo dos índios brasileiros, em que houve miscigenação entre humanos e ETs. Seria interessante, então, a partir dessa premissa, reescrever a história que conhecemos, quando então se verá que santos, anjos, enviados dos céus e outras figuras religiosas podem ter sido nada além de aliens atuando aqui no passado.
Telmo A. Freitas,
Urubici (SC)

UFO 188

Belíssima a capa da edição UFO 188, que retrata os seres híbridos, parte humanos, parte extraterrestres. A imagem me faz lembrar sonhos recorrentes que tenho desde a adolescência, a partir do momento em que, viajando de carro junto com minha família, fomos perseguidos por uma misteriosa luz. Até hoje não sabemos o que nos aconteceu naquela noite.
Ingrid Bartholomeu,
Balneário Camboriú (SC)

Campus Party 2012

Fiquei contente em ver a participação de A. J. Gevaerd no Campus Party 2012, realizado de 06 a 12 de fevereiro, segundo a seção Mensagem do Editor de UFO 188, no texto A Ufologia é Recebida no Evento Party 2012, Ocorrido em São Paulo. Estive em varias edições dele desde 2007, na Espanha. Quando uma vez me foi perguntado que assunto seria interessante para as próximas edições, no mesmo instante respondi “Ufologia”, e agora fiquei muito surpreso em ver o assunto finalmente inserido no conteúdo do Campus Party — e não poderia estar mais bem representado.
Rogério Marcos Rossi,
São Paulo

David Jacobs

A entrevista concedida em duas partes pelo professor de História Americana David Jacobs à Revista UFO é um marco para a publicação [Seção Diálogo Aberto de UFO 187 e 188, As Abduções Podem ter Começado há Séculos e os Híbridos já Podem ser Milhares]. Nunca li algo tão profundo, elucidativo e contundente, como o que o professor expôs na brilhante entrevista conduzida pelo talentoso consultor da Revista UFO Thiago L. Ticchetti. Sugiro que o tema seja abordado em ainda mais edições, para que melhor se conscientize as pessoas.
João Maria Alborgetti,
por e-mail

Conheço o trabalho e as ideias de David Jacobs há anos, tendo lido seus livros A Vida Secreta [Rosa dos Tempos, 1992] e A Ameaça [Rosa dos Tempos, 2002]. Por isso, não poderia esperar nada menos incisivo sobre a ação na Terra de outras inteligências cósmicas do que ele afirmar na entrevista que deu à Revista UFO [Seção Diálogo Aberto de UFO 187 e 188, As Abduções Podem ter Começado há Séculos e os Híbridos já Podem ser Milhares]. Considero que o autor está a anos-luz de distância de qualquer outro estudioso das abduções alienígenas, por se dedicar ao tema de maneira obstinada.
Helena Schreiner Dias,
Blumenau (SC)

Ufologia na USP

Parabéns ao psicólogo Leonardo Breno Martins por ter tido a coragem de abordar Ufologia em sua dissertação de mestrado diante de uma banca da Universidade de São Paulo (SP), encarando o desafio de apresentar a fenomenologia ufológica ao meio acadêmico, como trata o texto Estudo Científico Inédito Analisa Saúde Mental de Testemunhas de UFOs, do consultor da Revista UFO Fábio Augusto Gomes, convidado especial da seção Mensagem do Editor de UFO 188. Precisamos de mais iniciativas como a do atual mestre — e também que ele não pare nesse primeiro trabalho.
Juarez Honesto Costa Filho,
Santo André (SP)

Sexo com ETs no Paraná

Estava na hora de a Revista UFO tratar do Caso Jardim Alvorada, ocorrido em 13 de abril de 1979, em Maringá — um dos mais bem estudados episódios de abdução múltipla do Brasil, com o agravante da realização de experiências genéticas a bordo do UFO —, como agora fez no artigo Espantosa Experiência Sexual com Seres Extraterrestres no Paraná, de UFO 188. O episódio foi descoberto pelo editor A. J. Gevaerd logo no começo de sua carreira, mas depois acabou conturbado por um grupo de lunáticos de Maringá, que conheci bem — entre eles, principalmente, o médico que procedeu às sessões de hipnose regressiva com os abduzidos. É lamentável que isso tenha ocorrido e encorajo Gevaerd a retomar a investigação do caso, que, sob sua responsabilidade, terá a credibilidade que merece.
Remetente anônimo,
por e-mail

Desmistificar a Ufologia

Muito bom o artigo Desmistificando a Ufologia, Prática que Leva à sua Melhor Compreensão, do consultor da Revista UFO Marco Aurélio Seixas, publicado em UFO 188. De forma simples, mas objetiva, o autor costura fatos com conceitos que, vistos em conjunto, nos ajudam a compreender melhor a presença alienígena na Terra — e a ver que a Ufologia não é uma Caixa de Pandora, como muitos a tratam. Parabéns.
Maria Helena Campos,
Rio Bonito (RJ)

Tecnologia

Como engenheiro e ufólogo, li com atenção o texto do igualmente engenheiro Claudio Brasil, consultor da Revista UFO, na edição UFO 188, A Moderna Tecnologia Auxilia a Identificação dos Falsos UFOs. Está correta a premissa contida no título e os ufólogos brasileiros devem entender que a ciência e a tecnologia não são inimigas da pesquisa dos discos voadores — ao contrário, elas podem garantir seu maior sucesso e perfeição. Muito bom o texto de Brasil, e sugiro à Revista UFO ter mais artigos nessa linha.
Armando Cavalcanti Silas,
por e-mail

Incidente Chulucanas

Sou assíduo leitor da Revista UFO e li a edição de março, de número 186, com grande interesse. Gostei muito de todos os artigos, especialmente o que aborda o tratamento que o Fenômeno UFO vem recebendo das autoridades peruanas, expressado no texto Incidente Chulucanas, do correspondente internacional da Revista UFO Anthony Choy Montes.
Frederico Nunes,
Belo Horizonte (MG)

Ufologia no Uruguai

A respeito do artigo que explica o funcionamento da Comisión Receptadora y Investigadora de Denuncias de Objectos Voladores No Identificados (Cridovni), do consultor da Revista UFO Daniel Silvera, em UFO 186 [A história da Ufologia Oficial no Uruguai], considero o trabalho dos militares daquele país um sonho tornado realidade. Em suas mãos, o estudo dos UFOs ganha transparência, seriedade, consistência e robustez. Faz-se necessária a centralização dos estudos, quer seja no meio militar ou no acadêmico. Sua pulverização em grupelhos pouco estruturados tem se revelado ineficaz.
Marco A. Seixas,
consultor da UFO,
São Paulo (SP)

Videoteca UFO

Já se tornou hábito os leitores da Revista UFO comentarem nessa seção os excelentes lançamentos que a publicação faz em sua coleção Videoteca UFO. Mas não é para menos! Estou entre os que receberam os folhetos promocionais dos novos DVDs e os adquiriu imediatamente, como sempre. E assim posso dizer que estão entre os melhores que a publicação já lançou, particularmente O Enigma das Sondas, que trata desses incríveis aparelhos ora como observadores, ora como espiões cósmicos [Código DVD-053 da Videoteca UFO. Confira na seção Shopping UFO desta edição].
Maria Helena Campos,
por e-mail

O contato está próximo?

Gostaria de dar minha opinião sobre algo que a Revista UFO transmite com certa regularidade, que é a ideia de que um contato oficial está iminente. Embora isso fosse muito bom, não somos nós que fazemos esse calendário e o conhecimento que tenho dessas coisas me diz que tal contato não ocorrerá agora — nem é algo necessário. Teremos que equacionar outras tarefas mais importantes antes para criar as condições necessárias para que ele se realize. Por fim, embora ache o vosso trabalho de divulgação do Fenômeno UFO muito importante, é preciso dar um salto qualitativo em sua ação.
Antonio Almeida,
por e-mail

Outra Terra?

Gostaria de propor uma discussão à Equipe UFO. Se em nosso próprio Sistema Solar houvesse outro planeta situado a uma distância muito parecida com a da Terra em relação ao Sol — dentro da chamada “zona habitável” —, porém a 180 graus do nosso, atrás do Sol, e com uma velocidade orbital próxima, de modo que só seria visível da Terra a cada 10 mil anos, nossos visitantes poderiam vir desse mundo? Afinal, eles estariam a uma distância relativamente próxima para uma nave com alta tecnologia. A pergunta se deve ao fato de que eu tive um sonho em que aparecia um planeta assim. É certo que a NASA já enviou sondas para o Sol, Vênus, Mercúrio etc, mas nunca uma que olhasse para o lado de fora desses planetas — uma “outra Terra” poderia estar aí escondida.
Sergio Roberto Fossa,
por e-mail

Religiosidade ufológica

Estou começando a me interessar pelo Fenômeno UFO e a estudá-lo de forma mais detida. Inclusive, adquiri diversos DVDs da Videoteca UFO, dos quais gostei muito. Vários temas que a princípio me chocavam, como as abduções, sobre as quais ainda não estou totalmente convencido, já me parecem mais aceitáveis — o cérebro humano é assim, se atém àquilo que conhece e reluta em aceitar novas realidades. O meu receio é de o tema cair na crendice, na “religiosidade ufológica”, quando se começa a aceitar fatos sem comprovação simplesmente porque outros estão dizendo ou porque a maioria assim pensa. Não quero ter fé no Fenômeno UFO, que é um ato de vontade. Quero é saber sobre o tema.
Evandro Luís Silva,
Campinas (SP)

Filmes de UFOs brasileiros

Assim como o cinema nacional tem feito filmes sobre temas espíritas, bem que nossos roteiristas poderiam desenvolver histórias baseadas em fatos reais sobre os UFOs. Nada parecido com documentários, mas algo bem realista, como as melhores novelas e minisséries.
Nimitz Gama Vieira,
Rio de Janeiro (RJ)

Resposta do consultor Paulo R. Poian: Realmente, já é tempo de nossos roteiristas levarem a sério os casos ufológicos mais impactantes e, principalmente, os clássicos da Ufologia Brasileira em produções nacionais. Alguns documentários foram realizados sobre o assunto, mas as produtoras e canais de TV estão devendo algo mais sério sobre o tema na forma de filmes. A única exceção, e que tem tido certa repercussão, é o filme Área Q, que estreou em abril, coproduzido entre Estados Unidos e Brasil. Vamos observar quando nossos profissionais de cinema irão acordar para essa fatia de mercado, pois grande parte da sociedade aprecia muito o assunto.

Agroglifos de Santa Catarina

Na seção Em Foco da edição UFO 186, o consultor da Revista UFO Thiago L. Ticchetti tece comentários sobre os agroglifos que vêm ocorrendo há alguns anos em Ipuaçu e pequenas cidades ao redor, em Santa Catarina. Na mesma edição, o artigo de Paulo Cosmelli [A Simbologia dos Agroglifos e Suas Características Mais Insólitas], que trata da simbologia dessas figuras, revela que 90% dos círculos genuínos surgem junto a sítios arqueológicos com milhares de anos. Bem, Ipuaçu tem tais sítios arqueológicos, reservas indígenas e metade de sua população é nativa. Assim, quem sabe a visão de um arqueólogo de boa vontade não possa lançar alguma luz sobre essa questão?
Doracy A. Souza Magi,
São Paulo (SP)

Abertura ufológica

Confesso que não sou um assíduo leitor da Revista UFO, mas afirmo que o trabalho que vocês vêm realizando ao longo de mais de 20 anos é muito importante para o esclarecimento do que eu considero ser o fato mais importante da história — o de que não estamos sozinhos nesse universo. Mostrar que os governos escondem muito do que realmente sabem em relação à Ufologia é da maior importância.
Othon Gonçalves Bussons,
Rio de Janeiro (RJ)

Experiências dos leitores

Há 30 anos tive um contato muito estranho, quando morava no 12º andar de um prédio em São Paulo. Fui acordado no meio da madrugada por um estranho chamado mental, e quando abri a persiana da janela do quarto, em uma noite escura e sem estrelas, vi um ponto luminoso distante. E novamente uma voz veio à minha mente dizendo: “Homem de Aldebarã, tenha paciência”. Na manhã seguinte, fui à Biblioteca Municipal e descobri que Aldebarã é uma estrela de quinta grandeza da Constelação de Touro — que, por sinal, é meu signo no zodíaco. Uns 10 anos mais tarde, vi com minha atual esposa uma luz sair de dentro do mar e sumir na noite — estávamos em meu carro quando isso ocorreu, em Santos (SP). A noite não tinha muitas estrelas e já era de madrugada. Por fim, há cerca de seis anos vi um ser luminoso no canto da minha sala, enquanto todos dormiam. O ser disse que eu tinha que ir aos Estados Unidos falar com um pastor que escreveu vários livros sobre anjos. Confesso que não sei o que pensar de tudo isso, mas parece que tais coisas me perseguem...
José Luiz Monteiro,
Santos (SP)

Quando tinha de 7 para 8 anos, em 1957, avistei juntamente com meus tios e avô, José Perillo Júnior, uma enorme forma luminosa oval, como um prato virado para baixo, pairando acima das árvores à beira da estrada. Eram 05h30 e íamos para uma pescaria quando o objeto apareceu pouco antes de o Sol nascer. Meu tio, que dirigia, parou a camionete assustado e vimos aquela coisa linda e brilhante pairando no ar. Em seguida, começou a se locomover lentamente e cruzou a estrada à nossa frente sem qualquer ruído. Já do lado direito do carro, aquilo sumiu como um relâmpago. Meu avô disse: “Nunca vi aquilo na minha vida, não sei o que seria”. Jamais esquecerei daquele fato, que ficou marcado para sempre.
Foi lindo e muito misterioso.
Marco Aurélio F. Perillo,
por e-mail

Gostaria de relatar o avistamento de um objeto voador não identificado em 04 de janeiro de 2012, por volta das 17h14, que consegui filmar cerca das 17h31, sobre o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (SP). Com certeza absoluta não era algo normal. Aquilo estava bem acima do aeroporto, passando em altíssima velocidade. Em câmera lenta se pode ver nitidamente que não era algo comum. Eu já tinha visto fenômenos semelhantes quando criança, nos anos de 1977 a 1979, assim como meus familiares. Foram vários UFOs no bairro Vila Maria, em São Paulo.
Alexandre de Jesus,
São Paulo (SP)

Leitores comentam

Adoro fazer parte, como leitor, da história de uma revista como a UFO, pois sou apaixonado pelo tema desde criança. Sempre que olhava para o Sol com o vidro do fundo de uma garrafa, para bloquear a luminosidade, imaginava quantos mundos iguais ao nosso devem existir aí fora...
Heleno Campos,
por e-mail

Nossa, o Portal da Ufologia Brasileira — o site da Revista UFO [ufo.com.br] — está demais. Desde que observei um objeto brilhante no céu, comecei a pesquisar o assunto e encontrei esse espaço, que hoje acesso todos os dias para ler as notícias. Posso dizer que acredito ainda mais que os extraterrestres existem depois que conheci o Portal.
Renato Nascimento,
por e-mail

Com sua autenticidade e seriedade no lido das causas extraterrestres, parabenizo a Revista UFO e seu Conselho Editorial por suas pesquisas e imparcialidade.
Jerônimo Souza,
por e-mail

Estou sempre lendo artigos sobre UFOs e vejo que está chegando a hora em que os governos não poderão mais omitir essa realidade. Acredito na existência dos ETs e também que já estão em nosso meio há anos.
Rodrigo Corá,
por e-mail

Os leitores sugerem

Considerando que ultimamente essa excelente revista tem abordado de maneira altamente elucidativa inúmeros aspectos da evolução da humanidade, gostaria de sugerir um estudo aprofundado sobre um dos maiores mistérios de nosso passado remoto, o de Mohenjo Daro. Creio que esse assunto seria um dos mais fascinantes a ser tratado pela Revista UFO.
Bruno Brentar,
Niterói (RJ)

Gostaria de dar meus mais calorosos cumprimentos pela excelente qualidade da Revista UFO, que tem melhorado muito nos últimos tempos. E é justamente no âmbito dessa melhora que gostaria de sugerir a volta dos pôsteres de UFOs, que a publicação fornecia de brinde no início dos anos 90 — época em que, infelizmente, nem eu nem meus amigos ufófilos tínhamos acesso às edições da revista, e, assim, nunca pudemos obter nenhum daqueles materiais. Fica aí a sugestão e meus votos de contínuo sucesso.
Antonio Freitas,
por e-mail

Leitores criticam

Já fui assinante da Revista UFO, depois de ter tido uma experiência muito forte de avistamento de um objeto. Porém, gradativamente, venho percebendo que a publicação está assumindo a tendência de deixar a simples Ufologia Científica para se misturar ao espiritismo. Foi exatamente isso que levou dezenas de pessoas da seita Heavens Gate [Portal do Paraíso] ao suicídio. É lamentável que a UFO esteja caminhando nessa direção.
Antenor Lima de Souza,
por e-mail

Resposta do editor A. J. Gevaerd: Posso garantir ao leitor que estamos ininterruptamente atentos a todas as tendências da Ufologia e seus praticantes, no Brasil e no exterior, tornando a Revista UFO um reflexo do que de mais importante e relevante se produz em cada uma de suas correntes, através de longas e profundas entrevistas e de detalhados artigos. A Ufologia que esta publicação defende é a pautada por elementos sólidos explorados e anunciados por estudiosos sérios. Eventualmente, áreas de intersecção entre a pesquisa dos discos voadores e outras disciplinas, como o espiritismo, necessitam ser abordadas em textos concretos, para entendimento da profundidade da presença alienígena na Terra. Há fatos na Ufologia que, apesar de terem natureza apenas subjetiva, não devem ser ignorados, mas observados com atenção.

Leitores perguntam

Gostaria de saber se há alguma obra que fale sobre a Terra ser uma colônia criada para servir de alimento para extraterrestres, ou seja, que nós, humanos, serviríamos de comida para eles. A teoria vem sendo defendida por alguns estudiosos, mas pouco se sabe a respeito.
José Batista,
por e-mail

UFO visto no interior do Rio de Janeiro

Sou motorista de táxi em Volta Redonda (RJ) e gostaria de relatar um fato. Estava levando um passageiro para uma área meio rural da cidade, por volta das 02h43 de 10 de dezembro de 2011, quando, enquanto conversávamos, avistamos uma luz parecida com estrela branca a menos de 100 m de distância e a mais ou menos 200 m de altura. De repente, tal luz ficou enorme e alcançou uma velocidade surpreendente, parando a menos de 500 m acima de um morro, onde ficou estacionada por cerca de 10 minutos. Depois aquilo desceu atrás do morro e não vimos mais nada, quando finalizei a corrida. Ao voltar para a cidade, pude novamente ver o que acho ser uma nave espacial parada entre dois morros. Tentei filmar e tirar fotos com o celular, mas nada apareceu. Sempre acreditei em extraterrestres, mas ver aquilo me surpreendeu.
Dayvison Campos,
Volta Redonda (RJ)

TERMÔMETRO DA EDIÇÃO ANTERIOR

A Ufologia nos dá a oportunidade de ver o mundo com outros olhos, com a mente aberta para as possibilidades que a existência de outras espécies representam para a raça humana. Apenas não vê isso quem é cético e isento de racionalismo.
Geraldo Mesquita,
por e-mail

Discos voadores não existem e isso tudo é fruto da mente humana. Não existe nada de concreto, apenas uma grande especulação. Os agroglifos são montagens mentirosas feitas pelos próprios humanos, e não há mensagem nenhuma neles, é tudo uma mentira...
Antonio Paduan,
por e-mail