Edição 116

A Amazônia de hoje é muito diferente da que sediou a Operação Prato

01 de Novembro de 2005

PONTO DE ENCONTRO

Onde os Leitores da UFO se Manifestam

Falta de Resposta Oficial

Minha opinião é de que os componentes da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) precisam ter mais paciência com a Aeronáutica, pois os militares estão agregados a um emaranhado de leis e recebendo aperto de todos os lados para não liberarem informações. Acho que vocês devem pressioná-los mas sem expor os mesmos à opinião pública, o que poderia causar um certo mal-estar e todo o trabalho dos ufólogos pode ir por água abaixo. O melhor a fazer é usar a diplomacia e a persuasão para ir ganhando a confiança deles. Quem já esperou décadas pode aguardar mais alguns anos. Nesse caso, a paciência e a sabedoria são os únicos meios de se conseguir um acordo.
José Genival Lima Filho,
por e-mail

Concordo com vocês quando pressionam nossas autoridades a agirem com mais rapidez ao aceitar ou rejeitar o pedido dos ufólogos. É de sua competência entender se o pleito da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) é legítimo ou não. A decisão, caso negativa, pode vir a ser objeto de discussão e repúdio. Mas o que não pode ocorrer é o protelamento indeterminado de uma resposta por parte do comandante da Aeronáutica, do ministro da Defesa e do presidente da República. Isso é inaceitável.
Maria Antônia J. Cunha,
Brasília (DF)

Os ufólogos são mesmo muito otimistas se esperam que esse Governo que aí está vai se mexer para dar-lhes uma resposta quanto à abertura ou não de arquivos oficiais sobre o Fenômeno UFO no país. Ora, a atual administração está atolada em corrupção, seus integrantes são absurdamente incompetentes e nada ali funciona. Ufólogos, desistam!
José A. Neto,
por e-mail

Não gostei de ver a cara do Lula na capa da minha querida Revista UFO e em outras páginas da edição 115. Já não basta vê-lo viajando pelo Brasil e o mundo afora, sem um mínimo de respeito à sociedade que clama por uma explicação para a bandalheira de seus assessores? Por favor, senhor editor, poupe-nos disso.
Almerita Yule Alves,
Teresina (PI)

Que o presidente Lula não se interesse em dar atenção ao Manifesto da Ufologia Brasileira, conforme reclama o editor A. J. Gevaerd no artigo Cadê a Resposta, Presidente?, de UFO 115, isso é compreensível. Afinal, não cabem ao presidente da República essas questões. Mas é inadmissível que o comandante da Aeronáutica brigadeiro Luiz Carlos da Silva Bueno e o ministro da Defesa José Alencar não tenham se manifestado a mais de 5 meses. Apóio integralmente o protesto dos ufólogos brasileiros que querem uma resposta.
Youssif Paulo Cunha,
Rio de Janeiro (RJ)

Isso, UFO, bata duro nessa gente. Eles são pagos para fazer seu serviço e o desempenham mal ou simplesmente não fazem. As cartas entregues às nossas autoridades, através do brigadeiro Telles Ribeiro, têm que ser respondidas. No mínimo, precisa ser confirmado seu recebimento pelo Governo.
Américo Vaz Neto,
por e-mail

Dossiê Amazônia

Gostaria de sugerir que na próxima edição do Dossiê Amazônia conste um mapa geográfico ou semelhante da Ilha de Colares (PA), indicando os locais de ocorrências e ataques dos discos voadores. Também seria útil se a revista explicasse se a localidade possui algum hotel ou pousada para futuros pesquisadores, turistas e investigadores de campo do Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV). Sugiro ao editor de UFO que pense com carinho em fazer um congresso de Ufologia na ilha, palco da Operação Prato. Sou filiado ao CBPDV com o número 2801 e admiro muito o trabalho e a dedicação da Equipe UFO.
Mário Esteves da Silva Filho,
São Paulo (SP)

Fiquei impressionado com a dedicação do “comunicador ufológico” Hilberto de Freitas, radialista e morador de Colares (PA). Seu trabalho de esclarecer o Fenômeno UFO perante a comunidade local, descrito na seção Diálogo Aberto – Um Comunicador Ufológico na Amazônia de UFO 115, deveria ser imitado por muitos profissionais da área. Parabéns a ele.
Guilherme Assumpção,
Ribeirão Preto (SP)

Marco Petit mais uma vez nos brindou com um excelente texto, desta vez em UFO 115: UFOs no Brasil – É Hora de Nossos Militares Encararem a Verdade. Apenas acho que ele se equivocou numa coisa. Para mim, já é passada a hora de nossos militares encararem a verdade. Não sei se a repulsa oficial quanto ao assunto que leva à política de acobertamento é covardia, pura desinformação ou mesmo imposição dos norte-americanos.
Johanna Stella Maris Flores,
por e-mail

A entrevista com o jornalista paraense Carlos Mendes, Os Militares Sabiam Tudo Sobre os Ataques, em UFO 115, é um exemplo de combinação perfeita entre as atividades dos ufólogos e repórteres. Por sorte temos em nosso país muitos profissionais de comunicação conscientes quanto à Ufologia e, tal como Mendes, dão contribuições de elevado valor à área. Quero manifestar minha admiração pelo repórter Mendes, de O Liberal, de Belém (PA), especialmente por sua obstinação em continuar seu trabalho de cobertura dos casos do chupa-chupa na Ilha de Colares, mesmo sofrendo pressão dos repressores militares do tempo da ditadura. Excelente escolha da Revista UFO para novo consultor.
Luis Carlos Marques Sobrinho,
Itacoatiara (RS)

Carlos Mendes merece nosso respeito, admiração e agradecimento. Seu esforço para informar a população da gravidade dos ataques do chupa-chupa, apesar da perseguição militar que sofreu, é uma mostra de bom jornalismo em favor da sociedade.
A. Antunes M. Souza,
por e-mail

A Revista UFO se supera a cada edição, especialmente depois que adotou o espaço Dossiê Amazônia, que apresentou em sua última edição o jornalista Carlos Mendes. Mal posso esperar para ver a entrevista com a doutora Wellaide Cecim Carvalho, prevista para a UFO 116.
José Neto,
Olinda (PE)

Liberdade de informação

Revendo o programa Fantástico, de 22 de maio, que se falou sobre a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, notei que ao final do segmento, quando o ufólogo A. J. Gevaerd explica que o movimento ainda não acabou, há algo estranho no ar. O entrevistado aparece contra a Esplanada dos Ministérios e no céu, ao fundo e um pouco acima de sua cabeça, aparece uma luz que se mexe e depois some do quadro. O que poderia ser aquilo?
Ricardo Alberto T. Santos,
por e-mail

Parabéns à toda a Equipe que produz a Revista UFO pelo sucesso da campanha pela oficialização da Ufologia, oportunidade em que a Comissão Brasileira de Ufólogos foi recebida pela Força Aérea Brasileira (FAB), em Brasília.
Valdivan Barros,
por e-mail

Filiação ao CBPDV

Acabo de enviar minha ficha de inscrição ao CBPDV. O intuito é contribuir para as pesquisas sérias que vocês fazem. Tenho lido bastante sobre o assunto e minha esposa também passou a se interessar pelo tema, pois ela também já viu um UFO.
Marco A. Federico,
por e-mail

Vi o anúncio sobre filiação ao CBPDV na própria UFO e me interessei bastante. Acho muito importante que a revista seja produzida por uma entidade séria que se dedica ao Fenômeno UFO de maneira compromissada. Diferentemente das demais publicações existentes, que são desenvolvidas por editoras sem qualquer ligação com as organizações que se dedicam aos seus temas.
Juarez Martins A. Couto,
Goiânia (GO)

Caros colegas do Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV), espero que continuem com o trabalho de vocês, pois com certeza não estamos sozinhos nesse universo tão vasto – e é bem provável que enquanto tentamos conhecer nossos visitantes, eles já saibam tudo sobre a espécie humana.
Jakiciel Pedro da Silva,
por e-mail

Universitários e UFO

Gostaria de me colocar a inteira disposição da Revista UFO, seja para o que for, uma vez que aprecio a publicação e o crescimento da Ufologia em nosso país. Estudo Administração e estou no 3º período, podendo ser revisor de português, colaborador, comentarista e até posso dar qualquer ajuda que estiver ao meu alcance.
Lucas Borges Kappel,
por e-mail

Um jovem estudante de jornalismo tem como contribuir com vocês? Se tiver, coloco-me a disposição.
Ricardo Martins,
por e-mail

Estudo jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e gostaria muito de participar do projeto da Revista UFO, que considero muito útil para o Brasil e para o avanço de nosso conhecimento sobre um tema de grande importância.
Ângela Bárbara Jaunuss,
Belo Horizonte (MG)

Site da Revista UFO

Gostaria de parabenizá-los pelo portal da Revista UFO. É bem planejado, informativo e atual. Para quem, como eu, não conhece o assunto, ele traz informações interessantes e grande facilidade em pesquisas. Parabéns pelo trabalho desenvolvido e dedicação com que tratam esse que é um dos temas mais polêmicos de todos os tempos.
Nura Fares,
por e-mail

É indescritível a importância do trabalho que vocês fazem. Mas como amante da Revista UFO, preciso dizer-lhes que seu site está muito ruim e confuso. A busca não funciona, certos arquivos não podem ser encontrados etc. Tenho certeza que vocês podem fazer melhor.
Tony Almeida,
São Paulo (SP)

Sou freqüentador assíduo do site da Revista UFO e de muitas outras páginas de Ufologia na internet. Mas nenhum dos sites que visito se compara ao de UFO, que é visível e feito com atenção e dedicação. A cada novo dia sempre encontro algo de interessante para ler e fico sabendo de coisas novas. Vocês estão de parabéns, mesmo.
Ridel Araújo A. Shurr,
Blumenau (SC)

Terra Oca

No livro Terra, Laboratório Biológico Extraterrestre, do co-editor Marco Petit [Código LV-02 da coleção Biblioteca UFO], o escritor diz ser um absurdo a Terra ser oca e contesta veementemente o almirante Richard E. Byrd, assim como a credibilidade do autor Raymond Bernard. Sou leitor de artigos sobre o Fenômeno UFO há mais de 30 anos e acredito sinceramente nas aparições contemporâneas desses objetos, como nas aparições no limiar da nossa história. Creio que o ufólogo Petit, ao afirmar que a teoria de Byrd é absurda, se porta como um cético que alega para um leigo que discos voadores não existem.
Paulo S. Nazareth,
por e-mail

Contato com ETs

Já completamos 58 anos da chamada Ufologia moderna. Quase seis décadas de dezenas de milhares de materiais ufológicos colhidos no mundo inteiro e evidências de que o Fenômeno UFO sempre esteve presente na humanidade são incontestáveis. Mas uma pergunta fica cada vez mais forte: “Quando os extraterrestres finalmente farão um contato oficial com os habitantes da Terra?” Se eles são, como se pressupõe, muito mais avançados e superiores do que nós podem formalizar o contato na hora que quiserem, sem que nada ou ninguém possa impedi-los de fazer isso. Mas por que não o fizeram ainda? O que eles estão esperando? O mundo já está farto de avistamento de UFOs em beiras de estradas, lugares ermos, desertos ou então no meio do mato com apenas meia dúzia de nativos como testemunhas. Por que esses seres viajaram distâncias intergalácticas para fazer isso? Não têm o menor sentido. É muita insensatez! É chegada a hora da verdade, senhores extraterrestres, mostrem-se abertamente à humanidade. Revelem finalmente o que são, de onde vêm, o que querem e qual foi a influência e importância de vocês em nosso desenvolvimento. Nós, os terráqueos, agradeceremos pelas respostas, principalmente, a comunidade ufológica mundial. Do contrário, daqui uns 200 anos a Ufologia ainda estará discutindo sobre o avistamento de um UFO ocorrido lá na década de 60 num sertão qualquer do mundo.
João Marcelo S. Carvalho,
Porto Alegre (RS)

Será maravilhoso o dia que tivermos contato direito com extraterrestres, que na verdade são uma criação de Deus, formam ou completam toda a plenitude da criação universal. É lamentável que o homem tenha declinado ao mais baixo grau da pura ignorância que dita a regra do “só acredito vendo”. Que estupidez! Até quando vamos continuar com os tapa-olhos diante de tantas evidências? Como podemos continuar de braços cruzados e sendo persuadidos, ou melhor, enganados? Muitos crêem que acreditar nessas criaturas é se desviar ou afastar-se da presença do Criador. Mas o importante é encarar a realidade crua e nua: eles existem e estão entre nós.
Jean Carlos G. de Oliveira,
São Paulo (SP)

Sempre me interessei pelos discos voadores e acredito que não estamos sós no universo. Ainda lembro, na década de 50, do livro Discos Voadores de Outros Mundos, escrito por Donald Keyhoe. No Brasil e no mundo, tanto a UFO quanto o Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV) são as entidades mais sérias sobre o assunto. Assisti recentemente os novos DVDs da Videoteca UFO e achei impressionante! Excelente material. Valeu a pena comprar.
Mário Fukimiko,
Santa Gertrudes (SP)

Ceticismo na Ufologia

“Nem tanto ao mar, nem tanto a terra”. Essa frase representa bem os pesquisadores em Ufologia, que precisam ficar atentos com relação aos companheiros que vivem só contestando e nunca chegam a lugar algum. Esse pormenor deve ser observado cuidadosamente, pois a Ufologia, depois que passou a vivenciar fenômenos de grande envergadura, como o ocorrido em Varginha (MG), começou a sofrer assédio desonesto por parte de algumas crenças religiosas, que estão se sentindo incomodadas com a avalanche de fatos que vêm ocorrendo no Brasil e no mundo em torno dos UFOs. Afinal, quem são esses céticos de plantão? É necessário que tudo seja sempre prudentemente analisado antes de se tentar oficializar alguma resposta final. Nessa área de pesquisa tudo pode acontecer e enquadrar precipitadamente os acontecimentos como embuste, denota uma certa ignorância, uma incerteza sobre aquilo que deveria estar sendo analisado e avaliado sob a luz das concordâncias.
Jádel Borin Santuzzi,
São Paulo (SP)