Edição 273

Portais Dimensionais

12 de Outubro de 2019

Mundo Ufológico

FATOS DA UFOLOGIA BRASILEIRA E MUNDIAL

Estreia no país a série considerada a mais importante para a Ufologia Mundial

Chegou ao Brasil em setembro um dos mais recentes sucessos da TV norte-americana, a série Óvnis: Investigação Secreta, tradução do nome em inglês Unidentified: Inside America’s UFO Investigation. O documentário é exibido pelo canal History, tem a produção executiva do ex-roqueiro da banda Blink-182 e presidente da To The Stars Academy of Arts & Science (TTSA) Tom DeLonge e a apresentação do ex-agente do governo dos Estados Unidos Luis Elizondo, que foi chefe do programa secreto Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP) e agora é um dos diretores da TTSA. Em seis episódios, a série traz filmagens de UFOs reais liberadas pelo Pentágono, entrevistas com pilotos militares e avanços sobre o conhecimento da tecnologia por trás do Fenômeno UFO. Elizondo conversa com inúmeros personagens e expõe as descobertas como um alerta para o perigo que os UFOs podem representar à segurança mundial. “Certamente os telespectadores terminarão a série com muitas questões esclarecidas”, diz.

Desacobertamento

Com mais de um milhão de norte-americanos assistindo a primeira temporada de Unidentified, uma incrível onda ufológica está se formando nos Estados Unidos e começando a percorrer o mundo. “Não se trata de uma série televisiva para entreter — é um mecanismo para mudar a maneira como o governo age sobre os discos voadores”, diz DeLonge. Elizondo também revela que mais pilotos afirmaram terem tido encontros com objetos não identificados voando a velocidades extremas. Isso sem falar dos cinco pilotos da Marinha que já relataram ao New York Times seus encontros com UFOs durante missões de treinamento e que estão documentados na primeira temporada da série. Elizondo diz que “agora as pessoas estão dispostas a ir a público e relatar suas experiências sem o estigma que historicamente tem sido associado ao Fenômeno UFO”.

Para DeLonge, o movimento está fazendo história. “Os militares soaram os alarmes sobre os UFOs. Vocês nos viram lidando com o Congresso, com os serviços de Inteligência dos Estados Unidos e de outros governos e todos indo a público para dizer: isso é real. Temos que fazer algo a respeito”, afirmou. Ele disse ainda que sua entidade orientou o Congresso norte-americano a obter dados e os relatórios secretos sobre UFOs dos militares, que querem mantê-los secretos eternamente. Disse também que a To the Stars Academy esteve por trás do vazamento para o Times, que em 2017 publicou que a Marinha estava criando diretrizes para tratar os relatos de UFOs.

Ainda no turbilhão de revelações e depoimentos que surgem a cada semana, Elizondo faz mais uma declaração — perguntado se o governo dos Estados Unidos ainda tem qualquer material de uma dessas naves, confirmou que sim e que não são o único país a ter encontros com discos voadores. Na segunda temporada da série, a dupla promete revelar esses novos acontecimentos.

Água em exoplaneta anima cientistas sobre vida ET

Pesquisadores da University College London informam que detectaram pela primeira vez água em um exoplaneta na chamada zona habitável em uma estrela distante — a descoberta faz do exoplaneta K2-18b um candidato plausível na busca por vida extraterrestre. Os detalhes foram publicados na revista científica Nature Astronomy, porém o K2-18b está a 111 anos-luz de distância, longe demais para o envio de uma sonda. Por isso, a única opção é descobrir através de telescópios mais avançados se sua atmosfera contém gases que podem ser produzidos por organismos vivos. O K2-18b é o único que revelou a molécula de água até agora — ingrediente imprescindível para a vida na Terra. Os dados coletados sugerem que até 50% de sua atmosfera poderia ser água. O novo mundo descoberto tem o dobro do tamanho da Terra e uma temperatura baixa o suficiente para ter água líquida, entre zero e 40 °C.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS