CAPA

ETs em nossos dormitórios

Revista UFO | Edição 272 | 12 de Setembro de 2019

SHARE

Mundo Ufológico

FATOS DA UFOLOGIA BRASILEIRA E MUNDIAL

Israel pode ter iniciado a colonização na Lua sem querer

Muitas informações sobre a Terra, o DNA humano e tardígrados — animais microscópicos segmentados relacionados com os artrópodes — podem estar espalhados pela superfície lunar depois que a sonda israelita Beresheet se tornou o primeiro lander privado a pousar no satélite — ou melhor, a colidir com ele. O aparelho faz parte da “biblioteca lunar” enviada pela organização Arch Mission Foundation, cujo objetivo é criar múltiplos repositórios do conhecimento humano ao redor do Sistema Solar. De acordo com um dos fundadores, Nova Spivack, embora eles soubessem dos riscos da missão, quando ouviram que a sonda não tinha pousado, mas sim caído e se destruído no impacto com a Lua, “ficamos em choque pelas primeiras 24 horas”. Mas a Beresheet conseguiu ejetar a biblioteca da Arch Mission Foundation com sucesso e ela está descansando em algum canto da Lua agora, intacta.

Perdemos Fabio Zerpa, o pioneiro Argentino

Fabio Zerpa, durante décadas o maior especialista em UFOs da Argentina, nos deixou na manhã de 07 de agosto, em Buenos Aires, aos 90 anos. Fabio Pedro Alles Zerpa, nascido no Uruguai em 1928 e baseado na Argentina desde em 1951, foi ator de rádio e TV, parapsicólogo, terapeuta de vidas passadas e professor de história e antropologia em universidades do Uruguai e da Argentina. Fundou e dirigiu a Organização Nacional de Pesquisas Espaciais (ONIFE) e o Centro de Estudos Psicoespaciais (CEP). Em 1966 criou o programa de rádio Más Allá de la Cuarta Dimensión e desde então relatou mais de 3.000 avistamentos ufológicos. Logo depois fundou a revista Cuarta Dimensión, dedicada à investigação do Fenômeno UFO. “Fábio Zerpa foi um verdadeiro apaixonado pela pesquisa e entendimento do inexplicado, um pai da Ufologia Argentina e um pioneiro indiscutível do assunto em nível mundial. Provavelmente tenha sido o pioneiro que mais durou, falecendo agora aos 90 anos, quando todos os seus contemporâneos já partiram há tempos. Sua memória jamais vai ser esquecida”, disse A. J. Gevaerd, editor da Revista UFO, seu amigo e colega de décadas de pesquisa.

“Somos observados por muitas civilizações"

Fabio Zerpa é uma lenda da Ufologia e do mundo dos mistérios, que não necessitaria de apresentação, tamanha sua notoriedade e prestígio. Entre seus 20 livros publicados, muitos bestsellers, e 35 documentários, foi premiado e homenageado por suas incontáveis investigações. O uruguaio de alma argentina foi criador e membro de várias fundações, institutos de pesquisa, grupos ufológicos e até de disciplinas especializadas hoje ensinadas na rede de ensino argentina, tendo pesquisado milhares de casos de contatos de todos os graus entre humanos, UFOs e seres alienígenas. Por seu trabalho, foi reconhecido e respeitado em toda América Latina e nos Estados Unidos, com ecos por todos os continentes. “Chamavam-me de louco e agora me consultam por todos os lados”, dizia.

Engenheiros romenos criam disco voador perfeito

O engenheiro romeno Razvan Sabie e o aerodinamicista Iosif Taposu afirmaram ter desenvolvido um disco voador totalmente funcional. Sem dúvida, o veículo intitulado All Direcional Flying Object, ou Adifo, se parece exatamente com um disco voador extraterrestre. No entanto, os criadores dizem que a inspiração para a sua aeronave de formato único não vem da tradição dos UFOs — ele é projetado para imitar a seção transversal de trás do aerofólio de um golfinho. “A aerodinâmica por trás desta aeronave é o resultado de mais de duas décadas de trabalho, é muito bem fundamentada em centenas de páginas e confirmada por simulações de computador e testes de túnel de vento”, explicou Sabie. Seu parceiro é Taposu, ex-cientista sênior do Instituto Nacional de Pesquisa Aeroespacial da Romênia e chefe de Aerodinâmica Teórica do Instituto Nacional de Aviação do país.

“Revolucionário paradigma de voo”

O Adifo faz manobras de decolagem, voo e pouso em baixa velocidade por meio de quatro ventiladores de dutos — um par de motores a jato localizados na parte traseira do “disco voador” fornece impulso horizontal. Sabie diz que o sistema de propulsão dupla pode vetorizar individualmente a navegação, proporcionando ao Adifo alto grau de agilidade durante o voo nivelado. Sabie e Taposu revelaram também um novo protótipo operacional do Adifo para este semestre. Segundo eles, será um modelo em escala real do disco voador, que representaria “um novo e revolucionário paradigma de voo”. Ele alega que a forma incomum do Adifo é natural para voos supersônicos e que o projeto deve reduzir as ondas de choque na superfície do disco, evitando assim a ocorrência de estrondos sônicos durante o voo. Sabie acredita que o disco será capaz de transições laterais repentinas e guinada súbita, além de transições suaves durante o voo subsônico ao supersônico. De acordo com seu guia de mídia, “o único limite para manobras é a imaginação do piloto”.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS


Grande Ofertas Exclusivas da Revista UFO