Wallacy Albino

Wallacy Albino nasceu na cidade de Santos (SP). Seu interesse por Ufologia começou com dois avistamentos no início da década de 80. Em 1985, fundou o Grupo de Estudos Ufológicos de Santos (GEUFOS), que manteve intensas pesquisas no litoral paulista e no Vale do Paraíba. Em 1994, foi diretor-geral do Grupo Ufológico do Guarujá (GUG), exercendo o cargo até 1999. Dois anos depois, participou das investigações do Caso Varginha, no sul de Minas Gerais, ocorrido em 1996 e considerado uma das principais ocorrências ufológicas do Brasil. Em 1997, realizou diversas pesquisas no Caribe, considerado um local de intensa atividade ufológica. Em seguida, foi o principal pesquisador dos casos relacionados com os ataques do Chupacabras no litoral paulista. Foi também o primeiro ufólogo brasileiro a pesquisar a intensa casuística no arquipélago de Fernando de Noronha (PE). Já em 1999, integrou o Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA), exercendo o cargo de diretor de pesquisas. Wallacy faz parte do grupo de consultores da Revista UFO e é presidente do Grupo de Estudos Ufológicos da Baixada Santista (GEUBS), fundado em 2000, hoje uma das entidades do gênero mais atuantes no Brasil. Desde 1998, é o diretor regional da entidade norte-americana Mutual UFO Network (MUFON) em toda a extensão do litoral do Estado de São Paulo. Wallacy desenvolve um importante trabalho sobre o misterioso fenômeno dos círculos ingleses, tema escolhido para este livro e para as palestras que vem ministrando em diversos congressos brasileiros.

Artigos
Notícias
Entrevistas

Um incansável e implacável caçador de fenômenos inexplicados

Por todo o planeta há casos misteriosos envolvendo UFOs e outros fenômenos que ainda não conhecemos. Alguns pesquisadores dedicam a vida a descobrir e documentar esses fatos, informando as pessoas sobre o desconhecido, como o entrevistado desta edição, fundador do Grupo de Investigações de Fenômenos Extraterrestres (GIFET).

Por Wallacy Albino | Edição 224 | 01 de Julho de 2015

As respostas para a presença alienígena na Terra estão nos agroglifos

O mais reconhecido pesquisador das imagens que surgem misteriosamente em plantações de grãos de todo o mundo garante que compreender o fenômeno pode trazer à humanidade revelações substanciais sobre uma inteligência universal superior e o futuro do próprio planeta

Por Wallacy Albino | Edição 194 | 01 de Novembro de 2012