ARTIGO

Urandir: De contatado desacreditado a suspeito curandeiro paranormal

Por Equipe UFO | Edição 60 | 01 de Outubro de 1998

Segundo Lúcio, Urandir chegou à Boa Sorte há alguns anos portando um desenho do contatado e dizendo: \'Cheguei onde queria. É você quem eu procuro\'
Créditos: ARQUIVO UFO

Urandir: De contatado desacreditado a suspeito curandeiro paranormal

A Colônia Boa Sorte, no município de Corguinho, a 120 km de Campo Grande (MS), passou a ser conhecida nacionalmente quando Urandir Fernandes de Oliveira começou a propagar, principalmente através de seu horário no programa Brasil Verdade, da Rede Bandeirantes, seus supostos contatos e avistamentos na região. A partir de então, inúmeras caravanas de curiosos e simpatizantes do Fenômeno UFO, que se formaram em todo o país, seguiram àquela direção. Tal acontecimento seria apenas mais um entre tantos no mundo, não fosse pelo fato de não apenas Urandir, mas também o professor Lúcio Barbosa estarem pleiteando as mesmas experiências ufológicas.

Segundo Lúcio, Urandir chegou à Boa Sorte há alguns anos portando um desenho do contatado e dizendo: "Cheguei onde queria. É você quem eu procuro". Logo em seguida explicou a Lúcio que queria aprender sobre os seres extraterrestres e suas máquinas voadoras, visto que o professor era conhecido por seus contatos. Além disso, disse que já estava cansado de fazer os mesmos fenômenos paranormais, como entortar garfos, e decidiu que queria abrir seus horizontes ampliando seus conhecimentos.

Conta o professor que até aquele momento, o paranormal não havia ainda tido a oportunidade de observar UFOs, sondas ou ETs. E por isso, Urandir sugeriu-lhe que unissem seus "poderes", ou seja, os contatos ufológicos de Lúcio com os fenômenos paranormais de Urandir. Essa união deveria render lucros, pois a dupla era convidada a se apresentar em palestras em várias partes do país, onde davam seu relato pessoal e transmitiam suas mensagens.

Entretanto, passado esse primeiro período, Lúcio começou a perceber que seu companheiro não estava tão interessado assim em divulgar mensagens de amor ao próximo, de conscientização da Humanidade quanto ao futuro do planeta e outros assuntos como ele pensava e queria que o paranormal fizesse. Para Urandir, o que importava era o lucro financeiro que suas consultas de curandeirismo ou seus shows proporcionavam. Lúcio tomou conhecimento também das manobras utilizadas por Urandir para chamar a atenção de seu público, sempre atento e fiel: truques de mágica.

Chegou ao ponto de, por diversas vezes, presenciá-las. Um desses fatos teria sido a forma como Urandir expele uma luminosidade de suas mãos, quase sempre esverdeada. Conforme Lúcio, o paranormal sempre, em todas as vezes que ia demonstrar esse fenômeno, colocava as mãos dentro dos bolsos antes, onde havia um líquido especial. Com o passar do tempo, essas ocorrências foram aumentando em número e freqüência, quando então o professor decidiu se afastar por completo de seu amigo.

Durante muito tempo, Urandir e seus assessores tentaram fazer com que Lúcio voltasse atrás e retomasse as atividades ao seu lado. Porém, foi em vão. Vendo que o professor não retornaria mais, Urandir deduziu que não poderia parar com sua "missão" e resolveu afirmar que também era contatado por seres de outros orbes, tomando para si as vivências de Lúcio como se fossem suas. Até hoje, Lúcio, apesar de ser vizinho de Urandir na Colônia Boa Sorte, prefere manter uma certa distância dele, sem qualquer tipo de convivência.

Declarações Infundadas - Diversas críticas foram feitas a respeito das declarações infundadas de Urandir, principalmente nesta revista. Em UFO 56, por exemplo, nosso co-editor Claudeir Covo, presidente do Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA), apresenta a conclusão das análises que fez em cinco fotografias de supostos UFOs e pousos enviadas pelo próprio Urandir. Em nenhuma delas foi constatada a intervenção extraterrestre. Os leitores de UFO se manifestaram, em sua maioria, contra o paranormal. Entretanto, há aqueles que se mantêm ao seu lado.

O mágico mantém um curioso site na Internet, que recentemente visitamos para conhecer o conteúdo de uma entrevista que havia dado. Dentre todas as suas declarações, algumas delas chamam a atenção por seu obtuso conteúdo.

Urandir afirmou que logo que os fenômenos paranormais começaram a se manifestar, ele passou a liberar energia para que pessoas já mortas se materializassem. Dessa forma, afirma, teria materializado seu tio, dois irmãos e algumas pessoas amigas, além de atender a pedidos de parentes de outros defuntos... Ele explica que essas pessoas se manifestavam como se fosse holografia: "Emitem som,falam, dão conselhos, respondem a perguntas. Têm peso. Deixam marcas no chão. Emitem uma certa fluorescência”.

Em outro trecho de sua inacreditável biografia, quando estava a bordo de uma nave extraterrestre, diz que foi levado às Ilhas Bermudas - "porque lá existe a mesma intensidade energética que há no Mato Grosso do Sul", esclarece tentando convencer. E durante essa mesma viagem ele visitou outros pontos do Sistema Solar, como Vênus, Saturno e Urano. Ainda segundo suas declarações, esses mesmos ETs ensinaram-lhe técnicas para auxiliar a "mudança de vibração das pessoas para operarem sua auto-cura" (sic).

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Equipe UFO

Comentários

UPDATED CACHE