Edição 282
DESTAQUE

Seres extraterrestres, templários e Maçonaria na Ilha de Malta

Por
10 de Jan de 2021
A Ilha de Malta é um dos pontos da Terra onde os templários concentraram suas atividades em busca de segredos ufológicos
Créditos: GIANCARLO PERTUCCIO

Organização militar de cavalaria, a Ordem dos Templários, que existiu por cerca de dois séculos durante a Idade Média, não foi apenas um grupo de monges guerreiros financiados pela Igreja Católica e dependentes do papa. As atividades dos integrantes da Ordem iam muito além de fazer a guarda dos peregrinos à Terra Santa, lutar com os mouros para cristianizar infiéis ou conquistar novas terras. Na verdade, os Cavaleiros do Templo foram detentores de muitos segredos que jamais chegaram aos ouvidos de seu chefe máximo, incluindo avistamentos de discos voadores e contatos com seus tripulantes. Esses homens ficaram na história como descobridores dos mistérios do Oriente e muito se fala dos seus tesouros materiais, mas seus conhecimentos científicos e espirituais não eram menores. Teriam sido influenciados por outras inteligências cósmicas? Igualmente, como o próprio nome indica, a Ordem tinha sabedoria para a construção de templos. Porém, de onde vinha este conhecimento?

Dentre os lugares escolhidos como base pelos Templários, a Ilha de Malta é um dos mais importantes. O local é a maior das cinco ilhas do arquipélago que constitui a atual República de Malta e está localizado no meio do Mar Mediterrâneo, ao sul da Itália, próximo à Ilha da Sicília e ao norte da África. O local sempre foi reconhecido como tendo alta incidência de atividade ufológica. No decorrer de sua turbulenta história, Malta desempenhou um papel crucial nas lutas pelo domínio do Mediterrâneo, bem como nas relações entre as culturas europeia, norte-africana e do Oriente Médio.

Além dos fatores óbvios, como localização, vantagens geoestratégicas e político-militares da ilha, podemos especular que a Ordem estivesse buscando por algo a mais na região. Acredita-se que os Templários — criadores da Maçonaria, seu maior legado — tentaram conhecer melhor nossos visitantes extraterrestres e ter acesso à sua avançada tecnologia e conhecimentos de construção para erguerem templos e fortificações, que depois se espalharam pela Europa. Assim como em muitos outros locais do planeta onde mistérios inexplicáveis, história e relatos de avistamentos de UFOs se fundem, a Ilha de Malta destaca-se aos olhos dos pesquisadores.

Mistérios de Malta

Dizem que os sicilianos migraram para o arquipélago por volta do ano 5.200 a.C. e os arqueólogos consideram as estruturas de pedra na pequena Ilha de Gozo um dos feitos mais misteriosos do mundo. Os templos de Malta e Gozo são mil anos mais antigos do que as pirâmides do Egito e foram vistos, ao menos até as descobertas em Göbleki Tepe, na Turquia, como as primeiras construções com arquitetura monumental de todo o mundo. Neles há características de uma sofisticada engenharia: paredes, espaços fechados, passarelas pavimentadas e recintos cobertos, para citarmos algumas. Além de constituírem uma obra extremamente complexa para a época, tudo foi feito de acordo com uma incrível precisão matemática. Onde teriam os Templários obtido tal avançada informação?

Suas construções datam de muito antes da invenção da roda ou das ferramentas de metal, e sua escala fascina os peritos. As pedras monolíticas em disposição vertical ali existentes pesam, cada uma, mais de 20 toneladas. Especula-se sobre que tipo de mecanismo foi usado para içá-las, se mesmo nos dias atuais precisaríamos de uma tecnologia da qual não dispomos para realizar tais construções. As rochas foram modeladas com extrema precisão ótica, algo que ainda não conseguimos fazer — há até quem diga que Malta foi um dos primeiros locais do mundo a portar obras de nível industrial. Naturalmente, como em outros lugares do mundo, a inspiração e ajuda para realizar espantosos feitos só pode ter vindo com evoluídos seres cósmicos.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Sondas em ação no interior do país

Já está no ar a Edição 282 da Revista UFO. Aproveite!

Jan de 2021

Fomos visitados