Edição 206
DESTAQUE

O local certo para os debates

Por
01 de Dec de 2013
Créditos: UNITED NATIO NS PUBLIC AFFAIRS DIVISION

Se ocorrer aquilo que os ufólogos de todo o mundo aguardam, e que muitas autoridades sabem que é inescapável, ou seja, um contato oficial e franco com alguma civilização extraterrestre, quem na Terra será o intermediário entre ela e a nossa humanidade? Quem será anfitrião destes enviados? Quem, enfim, responderia pelo planeta nesta hora? Seria o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama? Ou o da Rússia, Vladimir Putin? Ou o papa Francisco?

Fica evidente que este impasse não é algo simples, assim como o cenário de um contato oficial e franco com extraterrestres também não é coisa de ficção. Estamos verdadeiramente caminhando para isso, mesmo que demore décadas ou séculos para ocorrer — como pode acontecer a qualquer instante. O que precisamos definir até que isso aconteça, e com a necessária urgência, é como vamos agir enquanto sociedade planetária no momento deste encontro. Esta é, entre outras, uma das preocupações que deveria estar na mente de nossos principais líderes mundiais. E é óbvio que tal discussão, assim como dos detalhes da crescente presença alienígena na Terra, só pode ter como fórum a Organização das Nações Unidas (ONU).

Experientes com os grandes êxitos obtidos no Brasil com sua campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, que pede aqui a abertura ufológica, a Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) dá seu passo mais ousado e agora vai pedir à ONU que também lá se trate do assunto com a seriedade que ele requer.

Somos vigiados por seres extraterrestres?

Já está no ar a Edição 206 da Revista UFO. Aproveite!

Dec de 2013

Fomos visitados